Arquivo da tag: arrecadação

MORRER é uma certeza! Como morrer, é uma escolha. Eu escolhi a minha, e você?

 

“Melhor MORRER, que perder a vida.”

Desconhecido.

 

 

 

Houve o tempo do chamado e este tempo se deu há um ano atrás, quando convoquei a todos para uma MARCHA PARA BRASÍLIA, PARA DEPOR TEMER E REEMPOSSAR DILMA. Estive sozinho lá.

Cada um segue seu caminho!

Hoje, não me atrevo a “chamar” ninguém, cada um SEGUE SUA CONSCIÊNCIA, eu apenas sigo a minha.

Não nasci para MÁRTIR, nem muito menos para COVARDE! E, como diz Raul Seixas, “Não nasci pra tirar onda de HERÓI…”.

Mas, sinceramente, vivi a ERA FHC, e lá, morriam DOIS BOINGS 737 DE CRIANÇAS DEVIDO A FOME TODO DIA, hoje, avisto tempos muito mais tenebrosos e sombrios. Naquela época foram 840.960 crianças que morreram de INANIÇÃO ou doenças relacionadas a FOME, não quero estar vivo para ver isto passivamente.

Antes de uma atitude precipitada é a consequência do meu caminho, pois, tudo que fiz, convergiu para me trazer até aqui. Portanto, não posso desrespeitar o que senti, o que vivi, tudo que sei e conheci. Não posso desrespeitar o que sou.

Não é uma decisão fácil, você tomar uma atitude que poderá te levar ao encontro com a morte, muito menos quando você tem filhos e deseja vê-los crescer e se desenvolver.

Alguns dirão que não devemos nos sacrificar como o amigo Dylan Silva: “perder a sua vida em prol dessa sociedade doente e hipócrita não vale a pena”.

Não pretendo “perder” a minha vida por ninguém, antes, que minha consciência.

Havia afirmado em postagem anterior que “Não há experiência mais libertadora que PERDER A SANIDADE num mundo de loucos”, e é assim mesmo que penso.

Não desejo ser uma pessoa normal nesta vida insana, a sorrir amarelo e fingir alegria. Tenho que dar o meu melhor para que as coisas possam ser melhores, e o mais impressionante é que, com um pouquinho mais de ousadia, conseguiríamos juntos isso.

Mas afinal, como se pode perder uma coisa que não se tem???

Morte

O que é a vida que uma concessão que você “recebe” e que, no dia que você nasce já está definido que terá que entregar, mais dia, menos dia???

Sócrates foi acusado de não reconhecer os deuses do Estado, de introduzir novas divindades e corromper a juventude. A Pena? Morte por ingestão de CICUTA, um veneno.

Mesmo tendo mostrado a leviandade das acusações contra si, da mesma forma que temos hoje, a situação de nosso companheiro LULA, ele, em nenhum momento se deteve ante seu destino, pois, pensava, seria esta condenação uma coisa ruim? Se uma vez que ninguém sabe o que há depois da morte, não poderia ser um prêmio ao invés de um castigo?

Cada vez mais estas reflexões me trazem a tranquilidade e a serenidade de que preciso para enfrentar “o DESTINO que construí para mim”. Sim amigos, eu construí, pois minhas ações me trouxeram até aqui. Eu sou o resultado de minhas escolhas, acertadas ou erradas, boas ou más.

Quem me conhece melhor, sabe que, hoje, sou uma pessoa da PAZ e que não aceito a ideia de fazer mal a ninguém.

Quando falo, sou comedido e atento para que nunca me exceda e não venha a falar algo que venha a machucar alguém. Minhas ações recebem uma atenção maior ainda, mas, quando escrevo, acredito ser imperdoável vir a ferir alguém ou a dizer uma coisa que não tenha avaliado muito bem suas consequências.

Coragem2

Aprendi com meu querido pai, a assumir o que faço, reconhecer quando erro, e ser atento para não repetir o erro.

Quanto tempo cada um de nós tem? Meu pai morreu aos 52 anos de vida e me fez uma falta brutal. Eu estou com 47 agora e meu filho mais novo fará seis anos dia 13/08.

Tenho duas outras filhas que me foram arrancadas de mim (alienação parental) e não as vejo mais, e quem puder imaginar o que é você ter um filho arrancado de você, deve ter noção da DOR LANCINANTE que isto significa.

A atitude que pretendo ter, em ir para Brasília, antes de uma loucura, antes de ser um ato em que pretendo me “suicidar”, para quem não entendeu ainda, é um ATO DE DENÚNCIA contra quem deveria nos defender e está fingindo frente às câmeras.

Nosso povo, tenho falado há tempos isso, está apenas a espera de um sinal, de uma liderança que possa acompanhar e seguir para retomar nosso país dessa quadrilha que tomou de assalto o Palácio do Planalto (tenho plena certeza que esta liderança não sou eu).

A minha atitude, pretende colocar TODAS AS NOSSAS LIDERANÇAS DE ESQUERDA, onde elas verdadeiramente estão, e as pessoas não se apercebem isso. Afinal, como você olharia seu deputado que fica “denunciando” a GLOBO como GOLPISTA e, depois que desce da tribuna, vai desfilar com sua “INDIGNAÇÃO”, exatamente, neste veículo GOLPISTA???

Não percebe você que este tipo de atitude leva toda a esquerda brasileira ao descrédito e faz com que TODA a população desconfie de nós, de nossas intenções? E que passamos a ser vistos, por estas e outras “atitudes dúbias”, como “farinha do mesmo saco”???

Não creio que este tipo de atitude possa ser mantido! Por isto, tenho criticado duramente nossos parlamentares pois as ações deles são pífias, diante de um GOLPE que foi anunciado e discutido pela grande mídia, por ONZE LONGOS ANOS e onde, depois de passado já um ano, a cada dia, as coisas pioram para nosso povo.

GarotaFicaCega

Diante de tudo que disse, existe algumas ações que podemos ter, que poderia evitar “sacrifícios humanos inúteis” como o que pretendo fazer agora e que tem levado a outras pessoas a sofrerem desnecessariamente, como a estudante Debora Fabri, que ficou cega de um olho durante uma manifestação.

 

  1. Não há porque fazer mais passeatas, agora é reunirmos forças, marcar a data, nos preparar, chamar a todos os cidadãos, montar a estrutura e fazermos “A MANIFESTAÇÃO FINAL”. O que significa, irmos para Brasília com a mesma disposição que eu estou a demonstrar, para só sair de lá depois que o GOLPE for DERROTADO e colocarmos o VERME de plantão no Palácio do Planalto para correr, seja ele Temer ou Maia. Temos que ter a disposição de colocar 500.000 pessoas em Brasília e nos prepararmos para paralisar a cidade por, no mínimo, um mês, nada menos que isso;
  2. REEMPOSSAR DILMA;
  3. EXTINGUIR A REDE GLOBO, que deverá ser estatizada e seus proprietários presos e destituídos dos seus bens, por promoverem um GOLPE com todas as consequências que estamos vendo e que poderia nos levar a uma GUERRA CIVIL;
  4. Usar a REDE GLOBO para, durante seis meses, discutirmos uma nova Constituição para nosso país, usando o canal durante o horário das seis da tarde até meia noite para discutirmos que tipo de país queremos e debatendo as leis de forma franca e honesta, o que, além de politizar enormemente nosso povo, irá lhes dar um conhecimento das leis que irão regular nosso comportamento como cidadãos, de agora por diante.

 

Percebam, o que proponho não é “pedir nada a ninguém” pois nada nos será dado. Proponho arrancarmos das mãos dos CRIMINOSOS  e seus cúmplices nas diversas esferas e instituições do Estado. Teremos que desalojar eles de lá.

Estas são as premissas do que devemos fazer.

Teremos nossas centrais sindicais a nosso lado? Terão elas a CORAGEM  de deixar de fazer “shows pirotécnicos” com MEGA MANIFESTAÇÕES sem sentido, que não nos levam a coisa alguma?

Será que ninguém entendeu ainda que o único jeito de se lidar com os GOLPISTAS CRIMINOSOS que tomaram de assalto o Governo Federal do nosso país, é a DEPOSIÇÃO??? Todo o resto é DE(COM)POSIÇÃO!!!

Coragem1

Nossos parlamentares de esquerda poderiam dar contribuições significativas em direção a apoiar nossa luta, como por exemplo:

 

  1. Não dar entrevistas à REDE GLOBO, e, quando solicitada uma declaração dizer algo como: não dou entrevista a veículos GOLPISTAS;
  2. Buscar colocar TENSÃO em cima do veículo GOLPISTA maior e que nos trouxe até aqui, através de PEDIDO DE CASSAÇÃO, RECOLHIMENTO DE ASSINATURAS para isso e PEDIDO DE CPI, para apurar a atuação da mesma nas ações que levaram ao GOLPE, a intenção é PRESSIONAR quem esteve, até agora, apenas lucrando com o GOLPE;
  3. Em entrevista coletiva, todos os parlamentares da esquerda, devem dar uma declaração ao mundo de que, ao derrotar-se as forças GOLPISTAS, todos os atos do governo ilegítimo serão anulados e as empresas que agiram junto a este serão proibidas de atuar, de agora por diante, no Brasil. Como exemplo uma empresa que comprou poços da Petrobrás perderá o direito sobre o mesmo e expulsa do país, sem direito a indenização, por ter colaborado com o governo GOLPISTA.

 

Não estou a fazer nenhuma convocação, mas se você concorda com o exposto aqui, me ajude a divulgar esse texto e fazer com que mais pessoas acordem para o seu papel diante de nossos irmãos, de nosso país e do mundo, e, quem sabe, ao invés de apenas um cidadão “louco” querendo invadir o Palácio do Planalto, sejamos milhares e estejamos acompanhados de nossos parlamentares e líderes de esquerda? Como eu gostaria de estar errado sobre eles.

Guardem dinheiro e se programem para ir a Brasília, com ou sem ajuda de sindicatos, com ou sem ajudas de partidos, com ou sem parlamentares, com ou sem estrelas.

Temos a opção, também, de pressionar nossos líderes, dirigentes de partidos e parlamentares de esquerda, para que adotam as medidas que proponho aqui, juntamente com a cobrança direta e diária da participação de nossas entidades das soluções aqui propostas.

Lembre-se: O FUTURO somos nós que construímos com nossas ações, AGORA!

Tenham esperança e fé no que você carrega de bom dentro de si mesmo (a).

Fiquem com as palavras de Gandhi: “Quando me desespero, eu me lembro que durante toda a história o caminho da verdade e do amor sempre ganharam. Tem existido tiranos e assassinos e por um tempo eles parecem invencíveis, mas no final, eles sempre caem – pense nisso, SEMPRE.”

 

Abraços fraternos.

 

Fábio Brito, Santa Catarina, Brasil.

Itarantim, uma cidade à beira da morte e cheia de fantasmas. Até quando?

“As mãos que ajudam são mais sagradas que os lábios que rezam.”

Madre Teresa de Calcutá.

Como nos tornamos cegos diante de nós mesmos a ponto de apedrejarmos as pessoas mesmo tendo Jesus diante delas? Passamos por cima de séculos de conquistas e avanços culturais, civilizatórios, políticos e religiosos, porque algumas pessoas assim propagam que temos que agir, em alguma emissora de televisão, ou assim nos dizem em alguma rádio?

O que, verdadeiramente aprendemos com a leitura da bíblia? Será que verdadeiramente nós a lemos ou também terceirizamos mais este aspecto de nossas vidas, deixando a interpretação a cargo do pastor ou do padre? Acaso não temos discernimento próprio quando o assunto se refere a religião, que não possamos identificar por onde seguir, a não ser que seja pela palavra de outrem?

Em uma infinidade de municípios de nosso imenso Brasil, cidades como Itarantim, onde vivo atualmente, estão, agora mesmo, à beira do abismo, próximas do colapso, e as pessoas que nela vivem, perambulam como zumbis de um lado a outro, enriquecendo uma elite putrefata e envenenando a própria alma com o veneno da intolerância, acreditando que, se assim o fizer, sem questionamentos, será aceita nos banquetes dos senhores da Casa Grande.

Aqui, onde vivo, estou a procurar um, e apenas um, empresário honesto, e confesso de que não tenho notícias de que este tipo raro ainda exista nestas plagas.

Quando me refiro à honestidade de empresários estou a falar que, mais que registrar seus funcionários em carteira e pagar o salário base de sua categoria, coisa que é rara nos interiores do Brasil, estou, também, procurando pessoas que não soneguem em suas empresas.

Por aqui, é mais que comum, é regra, não se emitir nota fiscal ou cupom fiscal. Onde quer que você compre, irá sair do estabelecimento sem os referidos comprovantes fiscais de compra. Como pode o poder público brasileiro permitir uma coisa destas? Por que não há qualquer sinal de uma fiscalização surpresa em uma determinada empresa local, fazendo, com isto, que esta imensa e grotesca sonegação diminua pelo medo de serem pegos em irregularidades?

Lamentavelmente, os cidadãos brasileiros que hoje se levantam contra o Governo Federal, parecem ignorar que, a não emissão dos bilhetes fiscais, faz com que a arrecadação do município, através de repasses do Governo Federal pelo Fundo de Participação dos Municípios, seja menor, e, com isto, os recursos destinados às escolas e aos hospitais, bem como aos cuidados básicos, como vias públicas, praças e áreas de lazer, fiquem prejudicados com a diminuição das verbas arrecadadas pela prefeitura.

DSC05146

Como se não bastasse isto, o descaso da maioria das prefeituras, como acontece na cidade que vivo, Itarantim, para com o povo mais pobre e com menos condições, é total. Os espaços públicos são “privatizados”, praças públicas tem seus espaços tomados por empreendimentos, retirando da população até o mais elementar lazer, ruas e calçadas são “apropriadas” por pessoas que se entendem no direito de colocar materiais de construção onde, antes, cidadãos tinham direito de andarem em segurança a salvo dos automóveis nas ruas. Se a prefeitura se nega a fiscalizar e a coordenar a utilização dos espaços públicos, para que serve então?

Quando existe um hospital, este funciona de forma absolutamente precária, possuindo equipamentos obsoletos, defeituosos e que colocam em risco a população com o simples uso dos mesmos. Estes ambientes, que deveriam prezar pela higiene e asseio se encontram em condições tão precárias que o seu fechamento até seria recomendável, não fossem deixar esta população sem atendimento algum e submetendo a condições ainda piores, tendo que se deslocar para atendimento em lugares em iguais condições, em distâncias maiores e sem garantias de atendimento.

As condições de manuseio de alimentos são acintosas, degradantes. Animais abatidos em lugares sem higiene alguma e transportados em carroças sem qualquer proteção e a céu aberto onde moscas e poeira pousam tranquilamente deixando um rastro de contaminação mortal. Vigilância Sanitária? Onde?

DSC05095

Junte-se a isto, os lixões criminosos, onde todo tipo de dejetos são amontoados ao ar livre, sem nenhuma separação e a forma de evitar maiores problemas é a queima de todos os tipos de resíduos indiscriminadamente, liberando uma fumaça altamente tóxica e cancerígena, temos um quadro de calamidade geral. Será que não aprendemos ainda que o correto tratamento dado aos dejetos produzidos diariamente, não só diminui a possibilidade de doenças mas permite a economia e geração de riquezas através da reciclagem dos componentes presente nos descartes das residências e empresas?

Rios recebem lixos despejados inadvertidamente pela população e “morrem” não apresentando sinais de vida neles. Um destes rios, na cidade de Itarantim, parece escoar petróleo de tão preta que suas águas se transformaram. Não fosse o odor fétido que emana de suas águas mortas, poderíamos ver pessoas com baldes a retirar o “líquido negro” de seu leito acreditando ser o “ouro negro” tão cobiçado e que gera tantas guerras.

DSC05132c

Como pode a civilização passar ao largo de tantos lugares aqui e alhures em nosso país? Por que aceitamos as coisas mais absurdas sem levantar a nossa voz contra este gigantesco mar de iniquidades? O que nos faz sermos tão cordatos com coisas tão flagrantemente abjetas e prejudiciais a todos nós e tão intolerantes a coisas, muitas vezes, insignificantes ou que nem nos dizem respeito direto, como a escolha da opção sexual dos demais cidadãos?

Igrejas são erguidas em nome de Deus pregando, contraditoriamente, a intolerância e a condenação das atitudes de outras pessoas, enquanto os responsáveis pelas mesmas, ao invés de investir o que se arrecada nelas, nas pessoas, na solidariedade humana, levando alimentos a quem tem fome ou roupas a quem nada tem, compram fazendas e imóveis e montam impérios, rindo da boa vontade e da fé das pessoas e se regozijam com a isenção tributária dispensada pelo fisco brasileiro para as religiões. Em nome de que esta isenção, pergunta-se, e até quando?

A hipocrisia reina absoluta! Os que encontram-se errados até a medula, parecem acreditar em sua santidade diante da inércia das autoridades que deviam estar a proteger os cidadão dos abusos de toda a ordem a que estão submetidos.

Em nossa Constituição diz-se que todos são iguais perante a lei, mas, no entanto, quando nos referimos a cidadãos de cidades interioranas, com populações menores que 50.000 indivíduos, esta parte de nossas leis são apenas letras mortas, como os rios fétidos e os lixões a céu aberto. Acima delas pairam apenas o preto dos urubus, os juízes de capas pretas existem apenas no país de faz de contas, que se vê nas transmissões televisivas. Justiça nenhuma, saúde nenhuma, lazer nenhum, educação zero.

Até quando iremos permitir e aceitar uma aberração destas assim, pacificamente e resignadamente? Até quando iremos continuar sem nos mover contra tudo isto?

Cada um de nós tem o poder de mudar o mundo, se assim o quisermos, a começar a mudar a nós mesmos a não permanecermos calados diante de situações de injustiças. A corrupção toma seu lugar quando vemos situações erradas e nos calamos. As arbitrariedades fazem festa em nosso lombo, quando fingimos que não vemos.

O que nos impede de solicitar a escala de plantão dos médicos e servidores dos hospitais que deveriam funcionar para o bem de todos em cada município brasileiro? O que nos impede de exigir que estas escalas sejam expostas em locais visíveis com os nomes dos funcionários e horários de cada um, com dias e horas respectivas?

O que nos impede de sabermos quais os nomes, funções, horários e locais de trabalho de cada servidor concursado e/ou contratado pelos municípios? O que nos impede de fixar a remuneração de vereadores tão pouco produtivos, para os cidadãos de nossas cidades?

DSC05125

Como não exigir, numa cidade como Itarantim, por exemplo, que sejam apurados os comentários à boca miúda, a respeito de funcionários fantasmas que existiriam na prefeitura? Como não pressionar os vereadores para que se apure e se divulgue a lista dos trabalhadores do município?

Não nos parece plausível que absurdos desta ordem continuem a proliferar, onde quer que sejam encontrados. Onde estão os vereadores da cidade e que atitude irão tomar diante da questão dos funcionários fantasmas? Os cidadãos irão pressionar seus vereadores a tomarem alguma medida de fiscalização e apuração do problema?

Talvez a questão a saber é: até onde estamos dispostos a nos indignar contra os abusos cometidos contra nós mesmos e a defender-nos e aos nossos semelhantes, vizinhos, amigos e parentes destas mesmas arbitrariedades?

Uma cidade onde sua população não pode exercer a possibilidade de participar nas decisões exaradas de sua prefeitura é, desde já, uma cidade condenada a se transformar num presídio, onde as pessoas que são postas no comando apenas exercem o poder de quadrilhas, mesmo que estas se sucedam no poder.

É um lugar onde a humanidade está condenada a extinção, mesmo que prospere e cresça em seu espaço físico, mas, em seu povo, a chama da vida se apagará um pouco mais a cada dia e a centelha divina, mesmo com a proliferação de templos religiosos, se esvairá cada vez mais, com o suceder das noites, até que se extinga de vez.

Cada um de nós tem um poder imenso dentro de si e este poder pode ser resumido em um sinal apenas, “?”, o de interrogação. Questionar as coisas que vemos e querer saber como e porque funcionam de determinada maneira e saber se poderiam ser de uma outra forma, é, em si mesmo, o começo de toda e qualquer revolução.

Comecemos então a questionar.

Por quê?

Fábio Brito – Bahia.