Arquivo da tag: bandeiras

Comunismo ou Capitalismo??? A História que Escrevemos.

“São os comunistas os que pensam como os cristãos. “

Papa Francisco.

Dizem que o Comunismo é o regime em que o Estado que se sobrepõe ao indivíduo, suprimindo assim suas liberdades, por outro lado, o Capitalismo seria a sobreposição das corporações, das grandes empresas, e das grandes fortunas de alguns indivíduos sobre os demais, independentemente de que países vivam estas pessoas, sobrepondo e suprimindo-se, assim, inclusive,  as mais variadas etnias e suas culturas.

E se é assim esqueça as denominações entre esquerda e direita, se elas não te servem, e seja do “seu partido” e defenda-o com intransigência, fervor. Seja do partido da coerência, e, assim, você estará trazendo um grande benefício para a humanidade e para si mesmo, uma vez que não estará contradizendo a si próprio e não parecerá LOUCO para ninguém, além de conseguir dormir em paz com sua própria consciência.

Funciona assim, se você acredita que o Lula roubou e tem que ser preso, não feche os olhos para os demais que estão sendo acusados, como o Aécio, o FHC e o Cunha, por exemplo. Quem fez errado que pague pelo que fez. Por que proteger quem quer que seja? Se assim o fizermos estaremos dizendo a nós mesmos que apenas escolhemos o PARTIDO DO BANDITISMO, e deixaremos de lado aquela eterna discussão entre a esquerda e direita para escolher, apenas e tão somente, a NOSSA FACÇÃO.

Pessoas que agem errado, deveriam pagar pelos seus atos, e, quem tem poder, de um lado ou outro, precisam responder pelo que fez, então deveríamos defender que se retire os privilégios e escudos protetores de quem quer que os possuam.

A questão não é quem rirá de você ou que denominação irá receber. Petralha ou coxinha, no final das contas quem estará feliz será o seu BANDIDO FAVORITO, a pessoa que você acredita que pode delinquir sem ser punido, pairando, desta forma, sobre as leis.

Não se engane, seja de que lado for, seja que cor que tenha adotado, vermelho ou azul, esquerda ou direita, irá chegar o dia em que você irá se arrepender em ter adotado um MALVADO como seu, assim como aconteceu com Carlos Lacerda, boa parte da elite brasileira e muitos empresários, depois do golpe de 64, ou como muitas vítimas de Josef Stalin na Rússia Comunista. A criatura, depois que se acredita forte, se volta contra seu criador, inexoravelmente, pois que não aceita ninguém com força igual a seu lado, ela tem que ser DOMINANTE, SUPERIOR.

Não podemos aceitar o linchamento de uns e a santificação de outros, como atualmente a nossa mídia faz e o judiciário brasileiro sacramenta, isto não faz bem para a humanidade, ou para nós mesmos.

Não devemos nunca nos esquecer, grande parte destas ideias que circulam no mundo, estão aí, não para nos esclarecer e sim para nos confundir, nos tirar do rumo certo do conhecimento, pois saber a verdade é um perigo, portanto, quando você tropeça em uma notícia diferente que confronta com a “verdade” encontrada nos grandes veículos de mídia, nacionais e internacionais, pode ter certeza que os agentes da contra informação já trabalharam a mesma, na intenção de desqualificar qualquer dúvida que o cidadão possa desenvolver a respeito dela.

A ridicularização de um determinado assunto e a sua inclusão no rol das “teorias da conspiração”, cumpre o objetivo de apagar o incêndio de ter a verdade revelada.

É neste sentido que podemos ver as notícias sobre o atentado do 11/09 nos EUA, que foram provocados pelos próprios agentes estadunidenses nos diversos órgãos de governo deste país.

Todos os questionamentos sobre as investigações e as perícias realizadas são colocadas pelo governo estadunidense e sua mídia chapa branca, como delírios dos incrédulos, são apenas teorias da conspiração, da mesma forma que os que suspeitam que a ida do homem à LUA nunca ocorreu. Não importa se as dúvidas e questionamentos tem algum fundamento, as pessoas que os levantam são apenas loucas, insanas.

As dúvidas, no entanto, jamais serão respondidas, apenas desacreditadas as pessoas que as levantaram serão ridicularizadas. Caso alguém ouse se posicionar minimamente ao lado dos questionadores logo são vistos como igualmente desequilibrados e insanos.

Como sempre tenho afirmado, se você se acredita um democrata e não pretende cair na armadilha de estar num grupo e segui-lo cegamente como as pessoas na Alemanha seguiram os nazistas, ou na Itália ao seguirem os fascistas, a sua melhor amiga não será nem as bandeiras da esquerda nem as da direita, mas um símbolo, “?”, a interrogação que representa o questionamento e a busca do conhecimento na tentativa de se debelar as dúvidas que, em determinado momento, se apossam de cada um de nós.

Quem é verdadeiramente democrata não pode colocar ninguém acima de qualquer suspeita, por mais serviços esta pessoa ou grupo tenha prestado a nós ou ao nosso país. Devemos pesquisar sobre qualquer dúvidas que existam no caminho para procurar termos certeza sobre as nossas atitudes e ter segurança no caminho que seguimos.

No filme Capricorn One, podemos observar um pouco do que foi dito aqui. O Governo estadunidense pretende enviar três astronautas numa missão a Marte, mas descobrem que um problema técnico impossibilitaria a missão, resolvendo, mesmo assim, levá-la adiante sob o manto da ficção, onde os astronautas “são convencidos” de que o melhor a se fazer na situação em que se encontram seria levarem a farsa adiante, pois seria menos prejudicial a todos.

https://youtu.be/9475NpYv1M0

Alguma semelhança (alusão?) sobre a “ida do homem a lua”? Bem, o fato é que os céticos de que este acontecimento verdadeiramente tenha ocorrido alegam exatamente que o que ocorreu na vida real é o mesmo que é mostrado no referido filme, a questão a saber é, a arte imita a vida ou ela pode ter antecipado um possível acontecimento futuro?

O fato que nos chama a atenção é que, em nome de não incorrermos em erros de avaliação e manutenção neste erro, não podemos, jamais, deixar de questionar qualquer fato de nosso conhecimento ou mesmo ideias e pessoas, ninguém pode estar acima de qualquer suspeita e todos os fatos tem que ter suas contraposições respeitadas e respondidos os questionamentos dirigidos às mesmas.

Desta forma, quando observamos os acontecimentos no Brasil que nos trouxeram ao momento atual no Brasil, quem são os responsáveis?

Pela ótica da esquerda houve um GOLPE no Brasil e este está cabalmente demonstrado nas próprias perícias sobre o motivo central do processo de IMPEACHMENT aceito pela Câmara de Deputados e pelo Senado Federal: as pedaladas fiscais e os créditos suplementares, nenhuma delas foi considerado ilegais, tanto na perícia do Senado ou no Ministério Público do Distrito Federal.

Assim sendo, precisamos localizar os atores que promoveram o GOLPE, que seriam, os partidos da direita, PSDB, PPS, DEM, apoiados por uma grande parte do PMDB que fazia parte da coalizão que elegeu a Presidenta Dilma e havia fornecido o companheiro a vice Presidente na chapa.

Com a união destes partidos da direita e a saída do PMDB do grupo que apoiava o Governo Federal estava dada a base para levar o processo adiante devido a perda da base de sustentação do Governo, mas, isto por si só, não garantia coisa alguma, pois para se executar o impeachment era preciso de apoio popular, que estava sendo providenciado, de forma escandalosa, desde 2005, através, principalmente, da REDE GLOBO, ao esconder, de forma mais acentuada a partir desta data, diversos fatos positivos para o Governo e distorcendo e manipulando notícias, bem como dando um espaço desproporcional às “notícias” ruins para a Presidenta.

papafranciscocomunismo1

Para quem tem uma memória razoável, este episódio pode ser considerado a Lei da Parabólica Invertida, do nosso velho conhecido ex Ministro Rubens Ricupero e o jornalista da Rede Globo, Carlos Monforte.

Lá, eles escondiam o que era ruim para o Governo Federal e mostrava as coisas boas, ou, na falta delas, singelos passarinhos ou matérias sobre avanços em pesquisas nas universidades, estadunidenses, claro! Aqui, com o governo administrado pelo PT, a parabólica se inverte, mostra-se somente o que é ruim para o governo, e, na falta de notícias ruins, cria-se ou sugere-se que o mundo vai acabar, por exemplo, para disseminar o pânico nas pessoas, já as notícias boas, fartas e alentadoras, esconde-se, ninguém pode saber o que o PT está a fazer de bom para o país e seu povo.

Por outro lado, na ponta judiciária a apatia do STF, que quando não se calava gritantemente, dava sustentação ao tramite do golpe e permitia as estripulias mais estapafúrdias do juiz Sergio Moro, um juiz especializado em perseguir o PT e prender petistas, habilidades estas que adquiriu nos seus treinamentos com a CIA e FBI nos EUA.

Desta forma, com a junção destas três pontas, acreditamos que estaria fechado o cerco que daria condições de cassar a Dilma até sob o pretexto de que ela usou  um vestido vermelho no dia da pátria, mas a junção destes três fatores, por mais poderosos que eles sejam, ainda assim, não garantiria o golpe, e, arriscando ser trucidado pelos que se consideram de esquerda, podemos dizer que nem mesmo foi o principal fator, o mais decisivo na queda da Presidenta Dilma.

 

Fábio Brito, Brasília-DF.