Arquivo da tag: golpismo

A DITADURA instalada no Brasil. Um país e sua democrática “fantasia carnavalesca”!

É verdadeiramente triste e lamentável, como algumas pessoas não se dão conta em como se está sendo construída a narrativa para justificar um GOLPE À “DEMOCRACIA” BRASILEIRA e como eles estão usando de todos os artifícios para atingir este objetivo, já que não conseguem atingir o coração e conquistar a confiança da maioria do povo brasileiro, já fazem quatro eleições presidenciais.

Uma vez que através das ideias, no campo político, não conseguem fazer frente às propostas implementadas nos governos do PT à frente do Governo Federal, que tal “desumanizar” a MULHER que está à frente do governo? Parece que bater em mulher é engraçado e mais fácil para muitos marmanjos, não é mesmo?

Disseminam idéias homofóbicas, sexistas, animalescas, tudo em prol de debilitar a aceitação de uma senhora que serve a seu povo com DIGNIDADE  e honradez. Vê-se “argumentos” de que ela seria uma “jumenta” e de que seus eleitores são burros e analfabetos, pois o que importa é destruir toda a possível imagem positiva que a presidenta tem e a moral de seus eleitores.

É impressionante!!! Verdadeiramente impressionante!!! A elite deste país detém praticamente TODOS os veículos de comunicação em se tratando de rádios, emissoras e retransmissoras de televisão, revistas e jornais impressos diários, e isto, por si só, já configuraria uma DITADURA. Além disto, colocam seus veículos, não só para construir uma imagem favorável aos bandidos da política (quem é mesmo o presidente da Câmara?) mas, também, a demonizar todas as políticas públicas que são adotadas a favor do povo brasileiro.

O Brasil é Democrático? Há controvérsias, mas não é porque estes meios falam da ditadura do PT, é porque não existe a possibilidade de se revelar o contraditório, só se escuta o que eles querem e o espaço para a opinião divergente é quase nulo, e, mesmo diante desta constatação, o povo resiste a todos os ventos contrários e continua a escolher aqueles que acreditam ser o melhor para si, e isto é imperdoável para eles.

E se eles dominam os meios de comunicação, o tratamento dado àquelas opiniões que são contrárias aos interesses deles, logo são descaracterizadas e ridicularizadas e passam a ser “bolivarianas”, “comunistas” e somos todos, “deportados para Cuba”.

O “jogo Democrático”, para eles, funciona dessa forma. Depois de perderem quatro eleições presidenciais consecutivas, “a síndrome de abstinência do poder”, lhes subiu à cabeça, e não perderam tempo a saírem pelas ruas a libertarem o fascismo e os fantasmas adormecidos da intolerância, que tanto mal causaram ao Brasil.

Lembra-se das primeiras palavras deles? Clamavam contra uma “suposta” fraude nos resultados da contabilização dos votos e chamaram o povo para as ruas.

No segundo momento, bradaram contra algumas medidas que foram implementadas pelo Governo Federal, aventando um “estelionato eleitoral” que justificasse a destituição do governo.

Em outro momento, utilizaram a Justiça, através do comandante em chefe das forças jurídicas do TUCANISTÃO, Gilmar Mendes, para reprovar as contas eleitorais da Presidenta Dilma Vana Roussef, e lhe abiscoitar o mandato, retirando, assim, as esquerdas do poder, uma vez que a vontade do povo não lhes favorece, e, consequentemente, não lhes interessa.

Durante todos estes momentos os seus exércitos avançavam na OPERAÇÃO LAVA JATO. A intenção escamoteada: prender o Lula. Aposta-se no agora, desestabilização do governo, e no amanhã, desmontar as possibilidades do retorno do seu principal nome ao cargo de presidente para as eleições de 2018.

A mídia mafiosa brasileira destrói a imagem do governo, do seu partido e do seu líder maior, o ex-presidente Lula. É preciso criar uma impressão de terra arrasada para que, toda a esquerda se sinta acuada e sem moral para rebater as propostas parlamentares lesa pátrias e danosas a toda a população brasileira.

No outro front desta guerra declarada, que as esquerdas não enxergam, e o PT não enfrenta, está um general sem escrúpulos (ou seriam dois?), na Câmara Legislativa Federal. Este avança seus PANZER’S no tabuleiro, massacrando quem se interpõe pelo caminho, pois goza da “credibilidade” dos senhores feudais, donos da mídia brasileira.

Eles sabem que alguém precisa fazer o jogo sujo e a CUNHA já estava marcada, “o escolhido” dos Deuses anunciado lá atrás e todo apoio de que necessitava, lhe foi providenciado para que amealhasse o poder que, agora, detém. O de colocar, inclusive, a cassação da presidenta eleita em votação e lhe usurpar o mandato conferido pelo povo.

Todo este jogo intrincado, muito bem armado, não pode ter surgido ao acaso, espontaneamente, é preciso muita experiência em instilar desestabilizações de democracias, para se chegar a este cenário montado como vemos hoje. Quem estaria por trás das oposições brasileiras e a lhe dar suporte de inteligência?

Não se pode falar em teorias de conspiração para justificar o que vemos hoje, afinal, esta elite nacional não tem uma só ideia original, nada. Tudo que elas fazem em nosso país é trazer de fora o que seus valores qualificam de bom para nós. Não existe uma mínima ideia nova, um único sopro de esperança de algo original e novo, autenticamente brasileiro, tudo é cópia piorada do que se encontra lá fora.

Todos os programas televisivos se colocam neste patamar, BBB’s e suas diversas variantes, todos, inclusive, pagando “royalties” aos detentores da ideia original. Nenhum se salva. Todos cumprindo suas metas de manter toda a população nacional sob a ignorância coletiva e sedação da razão e anseios legítimos. Todos na apatia idiotizante.

Alguns que não tomam partido e não andam de mãos dadas com o fascismo, de tão confusos que se encontram entre as opiniões conflitantes, e com a raiva de uns e a descaracterização brutal dos dissonantes, acreditam-se em posição privilegiada e adequada em não se manifestar, mantendo-se equidistantes, neutros, imparciais.

Mal sabem os parvos que estão a fazer, exatamente, o que os detentores do poder querem, ao adulterar a imagem de seus oponentes, ao tornarem suas lutas em irracionais e ilegítimas, ou, ainda, extravagantes e insensatas.

Como dizia Paulo Freire, “Lavar as mãos em face da opressão é reforçar o poder do opressor, é optar por ele”, ou, ainda, outro revolucionário, Leon Trotsky, “Expor aos oprimidos a verdade da situação é abrir-lhes o caminho da REVOLUÇÃO”, ou, quem sabe ainda, Alex Castro, “Não se muda o mundo respeitando a opinião de quem te oprime”, ou o Desmond Tutu, “Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado do opressor”.

Ou seja, como afirmamos nas opiniões encontradas neste blog, e que reforçamos agora, não existe a neutralidade e a imparcialidade, quem assim pensa que faz, está, conscientemente ou não, sendo um INOCENTE ÚTIL nas mãos dos que praticam as injustiça e de quem oprime. Ademais, como se manter imparcial quando “todas” as informações que nos chegam são distorcidas e manipuladas?

Precisamos de algo novo que faça mudar a configuração absurda do poder da forma que encontramos em nosso país, mas, devemos ser sinceros e verdadeiros, ela dificilmente ocorrerá, pois o Governo Federal, em mãos do PT desde 2003, nada tem feito neste sentido e, a única esperança que temos, é pressionar os políticos em todas as frentes. Podemos começar a fazer um movimento real, para que o Governo Federal deixe de anunciar nos grandes veículos de comunicação do Brasil, que não cumprem seu papel de bem informar à nossa população.

Se neste momento não temos força de implementar uma “lei dos meios”, que resulte num ambiente mais propício a exercermos a verdadeira Democracia em nosso país, é necessário que se retire o apoio financeiro a veículos que pregam o GOLPE à luz do dia, e distorce as informações, visando a criar uma celeuma tal, que possam embasar um golpe com ares de legitimidade.

Que se invista este dinheiro economizado, em publicidade e propaganda, na EBC, Empresa Brasileira de Comunicações, buscando, inclusive, a transmissão de jogos de futebol do brasileirão e adequando os jogos a horários ajustados às necessidades de jogadores e apreciadores do futebol. Deve-se procurar dar uma gestão dinâmica para as comunicações do governo e para seus veículos. O Governo Federal precisa, verdadeiramente, começar a se comunicar com os cidadãos e a lhes mostrar o que está a ocorrer no país, da forma mais direta e honesta possível.

Caso não se entenda que se deva utilizar todo o recurso economizado desta forma, uma boa parte deste valor poderia ser aplicado na divulgação das ações do governos, em sites e blog’s não hostis ao governo, e que tenham uma linha mais fiel ao que se exige e espera de um  verdadeiro jornalismo. Assim, ganharia-se, também, em diversidade de opiniões, que é a razão e base de qualquer Democracia.

O que podemos fazer? Pressionar o Governo Federal a cancelar as verbas publicitárias para os grandes veículos que estão a pregar o GOLPISMO, divulgando nossa posição a respeito. Podemos divulgar pelo Twitter a seguinte mensagem: @dilmabr Corta as verbas de publicidade destes veículos golpistas, aplica na EBC ou na Educação. Não alimente cobras. #cortaasverbasdilma. Divulgue o link deste texto nas redes sociais, crie outros seus e revele o que você pensa a respeito da Democratização das Comunicações em nosso país, solicitando providências, movimente-se, rebele-se.

Se você concorda com as opiniões expostas aqui, ajude divulgando esta mensagem para que ela chegue até o Governo Federal, e este escute nossa opinião e passe a movimentar de acordo com o que pensamos, e não mais de acordo com as pressões que recebem dos mafiosos de nossa mídia.

Caso você tenha outras ideias, entre em contato conosco e nos diga o que pensa, para que possamos reunir todas as boas sugestões e divulguemos, no intuito de fazer com que todos saibam e possam comentar e ajudar a construir uma proposta para um país melhor para todos.

Recentemente o Governo Federal criou um canal para a população apresentar ideias, para podermos ajudar a melhorar nosso país, mas ainda é uma coisa iniciante e limitada, no entanto, não se deve deixar de ver, pois é preciso criarmos e melhorarmos os canais de comunicação direto do povo com seus governantes. O link do Dialoga Brasil também está na nossa página inicial:  http://dialoga.gov.br/.

Abaixo sugerimos um link útil para ajudar a nos informar melhor e a entender como funcionam as democracias que eles pregam e o que eles realmente querem e como agem:

Democracia não é só voto, voto não é o fim e o fim não justificam os meios que eles estão a empregar.

Um abraço a todos(as).

Fábio Brito – Bahia.

Anúncios

A INVISIBILIDADE DE UM EX PRESIDENTE AMARGURADO. A MÍDIA MOSTRA, MAS O POVO NÃO VÊ.

“Prefiro ser uma gota de amor ao invés de um mar de amargura.”

Madre Teresa de Calcutá.

 

“Caro” ex presidente amargurado, inicio esta carta com a palavra “caro”, porque tenho memória, e me recordo, perfeitamente, de como foi o período em que você esteve à frente do governo de meu país, em que sua imagem fulgurava nos televisores, jornais e revistas, devido ao desmesurado suporte que a mídia venal lhe concedia. Tristes foram os momentos e, desta forma, não poderia me referir, à sua pessoa, como a alguém a quem reservo desvelo. Sinto muito.

Lembro-me, também, o quão prestativos lhe foram (esta mídia), ao disseminar a singela invencionice acerca da paternidade do Plano Real. Quando via sua figura patética na tela a sorrir, deslumbrado com a evidência angariada com sua assunção ao poder maior de nossa nação, não conseguia conter meus pensamentos, que me remetiam à imagem de suínos se refestelando numa pocilga.

Fico a me perguntar a que se deve a reverberação atual de suas reflexões, uma vez que, se não estou equivocado, seu DESgoverno foi o que propiciou a empresas estrangeiras, a aquisição de estatais nacionais, patrimônio construído com o trabalho árduo de milhões de patrícios, com moedas podres e, como se não bastasse, viabilizou, a estas mesmas empresas, empréstimos, advindos das economias do depauperado povo brasileiro.

Como não recordar da miséria e da fome que açambarcava o povo Nordestino? Povo este relegado á própria sorte, por seu líder maior, você, e tragado por um turbilhão de perturbações, originadas da incompetência e do desdém, acerca de suas aflições e anseios. Pessoas com sonhos destroçados, pela subserviência devotada pelos seus líderes a alienígenas sanguessugas. Feliz estava a Globo, ao usar esta população nas “reportagens” dramáticas que relatavam nossa dor e obtendo prêmios com as mesmas.

Uma miríade de escândalos, todos cuidadosamente acobertados pelo quarto poder, aliados incondicionais da desfaçatez com o trato da coisa pública, que seu governo aboletava. Atravessávamos, então, um indelével e implacável inverno no Brasil. As nuvens encobriam todo o Sol. A escuridão sufocava nossa alma.

A afronta aos direitos elementares do povo, observada no tratamento dispensado à coletividade, como os observados nas greves dos petroleiros e ao MST, maculava a esperança intrínseca a cada brasileiro. Soçobrávamos na curva do rio, atônitos.

Deverias estar encarcerado a sete chaves, porém, como não estás, regozijo-me ao imaginar-lhe defronte ao espelho, observando a imagem de um indivíduo transtornado com o reflexo diante de si, uma “nulidade exponencial”, um lacaio vil, traidor, não só de seu povo, mas de sua própria “biografia”. Um indivíduo que podia ter sido, mas não foi.

Causa-me repugnância, recordar de todos os seus “feitos”. Peço a Deus que não me permita fazê-lo, que me retire este poder, que me abençoe com o esquecimento, este mesmo sentimento que meu povo lhe dispensa, ao ter tido a felicidade de viver sob os governos do PT, a que vocês, hoje, se dedicam a enodoar com as maledicências arremessadas contra seus líderes, LULA e DILMA.

A amargura lhe transformou em uma sombra do que um dia pudera ter se transformado. Hoje, és apenas um insensato a sonhar com a quebra do Estado de Direito, com a aniquilação de nossa Democracia, ilusão pueril que lhe resta, em um retorno triunfal, que nunca chegará, para “salvar-nos” de nossas alegrias recém conquistadas.

A dúvida se apodera de mim, qual teria sido a marca maior do seu (DES)governo? Arriscando-me a contrariar legiões de conterrâneos, considero que foi a pusilanimidade com que representou o nosso Brasil lá fora. Recordo-me de um vídeo surreal, em que você, acreditando-se garboso, mostrou todo seu lado néscio, quando numa reunião, se não me engano na Itália, ruminou, diante de outros líderes mundiais, todos os seus mal feitos, executados de acordo com os ditames dos poderosos a quem você se subordinava. Que cena deplorável!

Nunca acreditei que pudesse me sentir tão enxovalhado com a estultice de alguém. Pergunto-me, como tal espectro pode, um dia, projetar uma imagem de “grande sabedoria” quando o seu cerne apresenta-se tão torpe? Incompreensível me parece.

Entendo, hoje, mais que nunca, porque você se tornou uma figura tão triste, uma sombra débil, mesmo que projetada em noite de lua cheia.

Por fim, recordo-me da XVII Cimeira Ibero-Americana, ocorrida em 2007, no Chile, quando uma daquelas pessoas a quem você admira, revelou a sua arrogância e prepotência, mandando o Presidente venezuelano, Hugo Chàvez, se calar. “Solamente otra persona digna de olvidar”.

Diversamente aos motivos do rei, e para preservá-lo, peço, cala-te….(??????).

Cala-te, cala-te, cala-te…

Quem é você mesmo???

Esqueci.

P.S.: Fiz esta carta a uma pessoa a quem não me recordo mais quem é, quem souber de quem se trata, por favor, me ajude. Grato.

Fábio Brito – Bahia.