Arquivo da tag: guerra

Varinha Mágica Contra o GOLPE!!!

Os atos são mais valiosos que as palavras, e aquilo pelo

que você se esforça, fala mais de você do que você imagina.

 

Diante da repercussão de meu texto sobre uma imagem de Haddad e das ações deste e pelos questionamentos que ele gerou, este texto é uma resposta a um destes questionamentos.

InesDuarte

 

Inês Duarte “Não seria mais inteligente chamar o povo para ir tirar o Lula da cadeia?”

Fábio Brito referindo- se ao Haddad.

E a varinha mágicas é você quem tem?

Resposta: Não sei a respeito de “varinha mágica”, mas a minha frase acima mostra o que eu quero: AÇÃO e LULA LIVRE.

Infelizmente nossos líderes querem NEGOCIAR COM GOLPISTAS, NUM ESTADO DE EXCEÇÃO. É esta “varinha mágica” que você “ACHA” que resolverá as coisas??? FENOMENAL!!! É bom encontrarmos pessoas que acreditam em contos infantis, devemos mesmo preservar o lúdico dentro de nós.

Quando você usa a expressão “VARINHA MÁGICA” quer apenas ridicularizar, menosprezar e desdenhar minhas opiniões, que são contrárias às suas e dos demais LÍDERES APÁTICOS e que nos trouxeram a esta situação em que estamos. Estou certo? Ou foi apenas um termo mal colocado e pensado por você?

Quando nós falamos, até entende-se que nos expressemos mal, mas quando escrevemos, devemos ter um cuidado redobrado com a forma de nos exprimir, e, desdenhar de opiniões divergentes é típico de fascistas, que sei que você não é. Cuidado com os escorregões eles podem machucar.

Pessoas de esquerda, de verdade, RESPEITAM OPINIÕES DIVERGENTES, sejam lá o grau de sandice que elas carreguem em seu bojo. Deve-se rebater idéias com proposições contrárias, com argumentações plausíveis e não com o ESPANCAMENTO MORAL do oponente. Totalitarismo é ruim, seja na direita seja na esquerda, cuide para que a SOBERBA não tome conta de sua pessoa.

Estes líderes, como dizia, nos trouxeram a esta situação em que nos encontramos, estão com prazo vencido, SÃO LÍDERES QUE SE ENTREGARAM SEM LUTA!!!

Saíram do PALÁCIO DO PLANALTO e entregaram as chaves para todo tipo de criminosos, sabendo que o resultado seriam a DOR, HUMILHAÇÃO COM A PERDA DE DIREITOS, MORTE DE NOSSO POVO, PERDA DE RIQUEZAS E NOSSA SOBERANIA, acha pouco?

Se eles merecem a sua confiança cega, sem contestação de seus atos, continue em sua ROTA SUICIDA! Aplauda-os muito! Assim, certamente você será feliz para sempre no seu reino das varinhas mágicas.

Eu farei diferente, mesmo que minha vida fique sob ameaça, como sei que está, junto com a de qualquer pessoa que se COLOCA CONTRA O SISTEMA de verdade, NÃO ME ACOVARDAREI e, mesmo sozinho, convocarei nosso povo a luta, ainda que ninguém me dê ouvidos, afinal, para fazer a coisa certa, não preciso de sua aprovação ou de quem quer que seja.

MahatmaGandhi-Luz

Fabio Brito, mandar o outro fazer é fácil, dizer como fazer é fácil. O Haddad é um homem igualzinho a você, a diferença é que no seu caso, não houve 47 milhões de voto e no máximo teria o seu voto caso se candidatasse presidente do Brasil. O Haddad só teve esses votos em grande parte, por causa do Lula, ele admite isso e nós sabemos que liderança para comandar o povo a uma missão que poderia custar a vida de muitos, só Lula talvez conseguisse e lamentavelmente, Lula não conseguiu sequer que o povo impedisse que a PF o prendesse.

Resposta: A questão não é “mandar o outro fazer” porque eu não mando nada. A questão de ele ter tido 47 milhões de votos e eu ter somente o meu voto, revela, novamente, seu desprezo por pessoas que tem histórias diferentes e nem tanto sucesso como uma outra qualquer.

Ridículo me comparar a Haddad, como seria ridículo comparar Boulos a Ciro Gomes ou fazer qualquer outra comparação, justamente para diminuir e desestimular as lutas de quem apresenta menos sucesso em sua jornada.

Valorar pessoas comparativamente é um ato tão sórdido que nem vou falar o que eu acho desta atitude porque fui bem educado. Oras uma pessoa letrada, formada na Sorbonne e doutorada nesta faculdade, claro, tem muito mais valor que um mendigo das ruas de São Paulo, não é mesmo? Nazistas pensavam assim, sabia?

Eu penso, novamente, de forma diversa a você, uma vida vale muito, seja ela preta, loira, de trabalho braçal, intelectual, artística ou com qualquer outra característica. Lamento que você demonstre o que tem na sua alma, sinto nojo de pessoas assim.

É como aquele famoso e bem sucedido jornalista que deixa escapar seu pré conceito abominável numa derrapada da emissora onde revela seu desprezo contra GARIS.

 

Então agora devo acreditar que eu tenha que me calar e deixar de incomodar o seu “ídolo”, afinal, eu não tenho votos, logo, não tenho valor, não é isto? Sintomática sua forma de pensar, pare e pense nas coisas que você está dizendo.

Quanto à prisão de LULA, nem você e nem eu estávamos lá para saber, exatamente, o que ocorreu, portanto, não vamos especular. Ele pode ter se entregado temendo um banho de sangue? Sim, é possível, mas é fato, também que se isto ocorresse a história seria bem outra hoje.

Não lutar para preservar a vida do povo parece não estar surtindo efeito, você não acha? afinal, desempregados não tem como comprar comida, pessoas idosas que não poderão se aposentar também, e, no fim das contas, as vidas preservadas pela COVARDIA e decisão de NÃO LUTAR, serão consumidas da maneira mais humilhante possível, pela fome, desespero, trabalho escravo. Como se vê, nem hoje, nem ontem e nem em momento algum na história da humanidade DESISTIR DE LUTAR é uma opção aceitável.

 

Antes de se entregar a PF, Lula olhou a multidão lá fora e viu que seria insuficiente para barrar a saga da PF.

Homens como Lula, Haddad, Boulos e outras lideranças devem e têm muita responsabilidade e são prudentes quando se trata de comandar rebeliões. O povo no máximo aplaude discursos.

O PT está na mira para ter a licença cassada e o povo ficar sem o único maior e melhor partido político de esquerda, não podemos entregar as maiores cabeças e personalidades políticas depois do Lula, porque um bando de militante de rede social resolveu pegar o Haddad de bode expiatório.

Resposta: Como disse, nenhum líder tem o direito de desistir de lutar porque não quer ser responsável pelo sofrimento deles durante a luta, porque, afinal, não são eles que estão submetendo o povo ao sofrimento, mas sim aqueles que se lançam contra eles, ao fim, deve ser o povo quem deve decidir se luta ou desiste, um líder que retira do seu povo a decisão de lutar e se entrega, comete um erro grave, e, ao que parece, Lula “foi convencido” a se entregar e cometer este erro.

Você diz também que “O PT está na mira para ter a licença cassada”, oras, como seria isto? O PT é uma organização criminosa? Ou poderíamos entender de sua afirmação que estamos num ESTADO DE EXCEÇÃO onde a Constituição não é respeitada e adversários políticos são, ou silenciados por assassinatos puro e simples, vide o caso Marielle Franco, ou são silenciados através de farsas jurídicas, revelando verdadeiras PERSEGUIÇÕES?

Haddad não foi escolhido para bode expiatório, ele, ao que parece, é o líder do PT, agora que não temos a companhia do LULA, e é ele que tem feito “caravanas” para se cacifar como candidato para a eleição que vem, usando o nome de Lula enquanto este está preso sequestrado pelo Estado e incomunicável, num processo fraudulento.

Ao que parece ele sabe que não existem alternativas dentro do sistema para a esquerda, mesmo assim, o bom moço que você defende busca fazer acordos com GOLPISTAS, e, quanto a isto só tenho a lhe dizer uma coisa: “quem muito se abaixa deixa o rabo à mostra”.

Se estamos num ESTADO DE EXCEÇÃO com perseguições políticas, não podemos agir dentro deste SISTEMA, ou estaremos apenas dando validade ao mesmo e isto é um desserviço à DEMOCRACIA e à luta de nosso povo que é quem está sofrendo.

Ao invés de escolher o Haddad como responsável por Lula estar preso, para aplacar sua consciência, porque não faz você um mutirão para ir tirar Lula da prisão?

Resposta: aplacar minha consciência? É sério isto? O que você sabe de minha consciência? Sou um ser político ativo, mas não tenho o mesmo palco que o Haddad tem hoje, em boa parte patrocinado por Lula. No entanto, desde que vi que meus líderes se perderam e permitiram o GOLPE em Dilma, tenho agido politicamente. Chamei as pessoas para irem a Brasília para onde fui com enormes sacrifícios e onde estive sozinho, porque nenhum de nossos líderes, bem como dos sindicalistas, buscaram IMPEDIR QUE ESTE GOLPE SE CONSOLIDASSE e chamaram pessoas como você, para “protestar”, gritar palavras de ordem e balançar bandeirinhas nas passeatas. Caso queira saber o que tenho feito e minhas posições políticas dê uma olhada no blog.

Acorda! O povo não está sequer saindo às ruas para defender os seus direitos, vai atender ao chamado do Haddad para tirar Lula da cadeia? Pensa que do lado de lá são anjos que esperam o povo invadir a PF e tirar o Lula? Ainda durante a convocação o Haddad seria preso, pois ele é um homem público, foi candidato a presidente e tem liderança, menor que o Lula mais tem.

Resposta: O povo de quem você fala, assim como você, seguem líderes, não há como eles saírem nas ruas num belo dia e resolver fazer uma revolução, para isto seguimos líderes, que, ao que parecem, não estão fazendo o dever de casa.

Não se precisa “invadir a PF” e tirar o LULA, mas tirar o LULA na marra, como está no texto, significa fecharmos as imediações com o povo na rua, sem arredar o pé de lá, assim ninguém entra ou sai. Eles irão buscar intimidar? Claro que sim, mas não se esqueça que a imprensa mundial está lá observando tudo e nosso povo também, um tiro contra uma pessoa pode ser o estopim de uma ação mais enérgica para nosso povo REAGIR, e parece que ninguém quer isto.

HitlerJustiça

O problema maior para tirar Lula da cadeia, é que militantes homens como você, não tem cunhões para liderar um movimento desses. Se ao invés de quererem estar botando o Haddad de ponta de lança, porque você não sai da internet e se junta a outros com o mesmo pensamento e não tenta juntar um milhão de homens com coragem suficiente para invadir a PF? Faz panfletagem, arrecada dinheiro, faz convocação pela internet e leva milhões para Curitiba. Se você for preso, o dano é menor do que se prenderem o Haddad.

Resposta: Quando a Dilma perdeu na votação da admissibilidade do “impeachment” na Câmara dos Deputados, imediatamente tirei férias do trabalho e tentei mobilizar as pessoas por onde podia, pela internet, pois não tenho cargo parlamentar, nem muito menos sou dirigente de partido político.

Quando foi sacramentado o GOLPE NO SENADO FEDERAL movimentei a internet para irmos a Brasília para depor Temer e Reempossar Dilma, está tudo documentado aqui mesmo neste blog, fique à vontade para ler e ver os vídeos. Não sou daquelas pessoas que incentivam os demais a levarem borrachada da polícia e balas, podendo morrer, e ficam no sofá assistindo, sou de outro naipe, sou daqueles que estão na linha de frente sempre, talvez por isto você tome as dores dos seus líderes acovardados que enfiam o rabo entre as pernas no primeiro instante, a ATITUDE de desconhecidos e sem valor incomoda.

Eu posso não ser nada e nem ter voto, como você diz, na intenção de dizer que não tenho valor algum, mas COVARDIA, moça, não existe em meu dicionário, desconheço esta palavra, e veja, em 30/09/2018, sabe onde eu estava? Em Curitiba, depois de convocar a todos, novamente, para fazer isto que estou a fazer agora, TENTAR LIBERTAR LULA, os vídeos e os textos você pode encontrar no FACEBOOK.

Uma coisa, CORAGEM não é atributo exclusivo de quem tem “CULHÕES”, como você colocou, muita mulher, neste instante, mostra mais coragem no dedo mindinho do que todos estes machões da esquerda.

“Se você for preso, o dano é menor do que se prenderem o Haddad.” Mais uma vez você deixa este pensamento fascista escorregar por suas letras escritas. TRISTE!!! Vou rezar por sua alma!

Olha minha convocação aqui: https://rebeldesilente.wordpress.com/2018/09/25/ate-quando-vamos-permitir/

Bota na tua cabeça, que certos movimentos quem deve fazer são lideranças de dentro da militância, tiradas do povo. Se tantos de vocês acham que é fácil, então vamos à luta! Ficar na internet dando ordem para os políticos fazerem o que deveria ser feito pelo povo, é ato de covardia, é feio, é vergonhoso.

Resposta: É muito interessante saber agora, através de você, que cobrar AÇÃO das pessoas que estão em posição de liderança política, é covardia. Nem acredito que eu li isto, sem comentários.

Veja, eu sou um zé ninguém, um insano qualquer que escreve sandices. Fica com seu líder maravilhoso e finge que não existo e todos nós estaremos bem, para que perder tempo comigo, não é mesmo?

Segue seu rumo, boa sorte.

 

Nota explicativa:

Às vezes esbarramos pela vida, com pessoas que entendem por bem defender pessoas em quem acreditam, como se elas tivessem pedido ou precisando de sua defesa e não soubessem, elas mesmas, fazerem isto.

Um dos maiores erros  das pessoas é se agarrarem e defenderem “pessoas” e não idéias, conceitos, propostas, argumentos, pessoas podem nos trair, mas se seguimos idéias não corremos este risco.

Minha atitude, então, pode até parecer contraditória, não é mesmo? Afinal, eu não estou defendendo LULA? Não, companheiros, estou apenas defendendo a liberdade da única pessoa, neste momento, capaz de tirar nosso país deste atoleiro que a elite criminosa e apátrida de nosso país nos jogou. Uma pessoa inocente, que não tem qualquer prova de crimes cometidos e que fez muito por seu povo e país, por isto quero LULA LIVRE.

No caso relatado, é curioso que uma seguidora de Haddad saia em sua defesa, e o que eu observo é exatamente isto: se o Haddad não pode defender a si próprio, como seria capaz de defender LULA?

A atitude de alguns companheiros da esquerda, parece pior que de outros da própria direita, buscam diálogo com pessoas que colocaram a faca em nosso pescoço e atacam companheiros que discordam destas atitudes tentando destruí-los.

No fim, é sempre o povo quem perde e não os políticos cuja reação da pessoa acima, se não tivéssemos conhecimento, estaríamos com pena dos políticos agora, como podemos ver no escrito no último parágrafo do texto da Inês Duarte. O fato é que a maioria dos líderes se safam de maiores consequências, principalmente os que traem o seu povo.

Que todos que leram este texto entendam de uma vez por todas, não há saída pelo sistema quando passamos por um GOLPE e todas as instituições estão a serviço do golpe.

O Brasil passa por um ESTADO DE EXCEÇÃO e não podemos ficar parados, pois a cada dia que passa a situação irá se agravar.

Logo abaixo disponibilizo o texto que gerou tanta celeuma, abraço a todos, e vamos todos nos mobilizar para estarmos no dia 01/05/2019 em Curitiba para buscarmos LIBERTAR LULA.

#LulalivreePresidente

 

Fábio Brito, em algum lugar da Bahia.

 

Texto sobre Haddad divulgado pela internet:

 

Caro companheiro HADDAD.

Em que planeta você vive?

FOI GOLPE!!!

E, sendo GOLPE, você não precisa se justificar atrás de uma pretensa “defesa jurídica”, aliás me explica que merda é esta, pode ser?

Sim, porque em pleno GOLPE que continua transcorrendo sem problemas até aqui, você vir explicar isto, ao menos para mim, é como se estivesse avisando que você nada tem a ver com o LULA e que é só o advogado dele, que triste!!!

Apenas uma figura patética, simulando esmurrar o ar com sorriso amarelo forçado, querendo dar um “ar” de resistência, quando, em verdade, já capitulou e negocia com GOLPISTAS.

Dá nojo isto!

E pra Dilma sair, ela fez o quê? Peidou pro lado errado?

Sem paciência, viu?

Enquanto você “informa” a não sei quem, que nada tem a ver com LULA e que está apenas “fazendo uma defesa jurídica”, os demais GOLPISTAS riem da nossa cara porque estamos num ESTADO DE EXCEÇÃO, onde pessoas inocentes são presas sem provas e pessoas que tem inúmeras provas contra si, estão soltas, com processos sendo arquivados por “falta de provas”, prescrição, e outros tantos motivos, que nada mais significam que um tapa na cara de todo o povo brasileiro, pelo escárnio com suas dores e necessidades.

Ao invés de sair pelo país fazendo caravanas para dizer ao povo que sente muito, mas a sua “DEFESA JURIDICA” não irá tirar LULA da cadeia e, consequentemente, ele apodrecerá lá, seja homem, honre suas calças e, mesmo com medo, como eu estou, enfrente a luta necessária e ÚNICA POSSÍVEL NUM ESTADO DE EXCEÇÃO, para retirá-lo, não só da cadeia, mas para empossá-lo como presidente eleito do Brasil, que só não se efetivou devido a FRAUDE JURÍDICA que o impediu de concorrer, e que possibilitou a sua candidatura extemporânea.

O Brasil e o mundo já sabem que o LULA está preso, que não existem provas contra ele e que isto é típico de ESTADO DE EXCEÇÃO, que houve um GOLPE no Brasil, que LULA É UM PRESO POLÍTICO e que a eleição que “elegeu” Bolsonaro foi permeada de FRAUDES, a começar pela exclusão de LULA do pleito.

Então, me explica aí, qual é mesmo a utilidade de suas caravanas pelo país afora, além de você se cacifar para o próximo pleito eleitoral, usando o nome de LULA enquanto ele apodrece preso?

Não seria mais inteligente chamar o povo brasileiro para ir tirar o LULA na marra da cadeia? Cadê a coragem camarada?

Medo de levar bala? De ser preso e não poder concorrer a Presidência da República? De ser fuzilado?

É preciso mostrar mais agora companheiro, a campanha eleitoral das FAKE NEWS acabou e para unir nosso povo, mais que unir as esquerdas, será preciso muito mais que sorrir e sacudir diplomas de doutor universitário.

O estudo, caso você não saiba, embora seja louvável, é um ATO egoísta, conquanto a pessoa se dedica apenas a si mesmo e, neste momento, o que nosso país precisa passa longe disto.

O Brasil precisa de alguém que enfie o peito na frente e desvie as balas endereçadas aos pretos, pobres, índios e lideranças de esquerda neste país, rurais e urbanas, eles estão sendo mortos como moscas, um verdadeiro GENOCÍDIO.

Portanto, não perca seu tempo com caravanas inúteis e desmobilizadoras, mostre CORAGEM agora e vá ao encontro do seu povo, abrace eles e as suas causas e absorva a DOR de cada um, contidas em suas lágrimas de desespero e marcas no rosto.

São pessoas que não tem a quem recorrer a não ser a todos nós de esquerda, que entramos na política para poder transformar uma lágrima que cai de um rosto triste, numa estrela cadente que provoca pedidos de esperança por um mundo melhor.

Navegar, companheiro, é preciso, mas viver, também precisa ser.

Desde o dia em que nasci, está certo que morrerei. Tenho mulher e filhos e aprendi a viver, não só por eles, mas por todos os filhos deste pais.

E é por todos estes motivos, e observando seu interesse na liberdade de LULA, que te convido a estar dia 01/05/2019, em Curitiba para fazer uma MEGA MANIFESTAÇÃO em busca da liberdade de nosso líder maior e o maior presidente que já tivemos e que fez tanto pelo Brasil e nosso povo.

De lá, só sairemos com nosso líder solto, com a anulação das eleições e com LULA reconhecido pelo mundo como o ÚNICO E VERDADEIRO PRESIDENTE DO BRASIL.

Contamos com seu apoio.

Fábio Brito.

#LulalivreePresidente

HaddadJuridico

 

PTPergunta

ISRAEL: UM “ESTADO TERRORISTA” E GENOCIDA, ALIADO DOS EUA, AUTORIZADO A MATAR IMPUNEMENTE!!! A MÍDIA ESCONDE ISSO DE VOCÊ!

O silêncio de hoje, irá GRITAR em seu ouvido pela eternidade

e lhe tirará a PAZ pela qual você não buscou.

Fábio Brito.

 

Imagine uma cena, você está em sua casa e, de repente, diversos carros param à frente, não se sabe saindo de onde, alguns são carros militares.

Em seguida pessoas que você não conhece e de quem você nunca ouviu falar, “lhe comunicam” que você deve deixar de imediato a casa, pois esta não lhe pertence mais, assim você terá poucas horas para recolher os seus pertences e se retirar, não interessa para onde.

Foi mais o menos isto que aconteceu com os palestinos quando o EXÉRCITO DE OCUPAÇÃO DE ISRAEL foi autorizado(?) pela ONU a invadir a Palestina e montar seu Estado.

Este é o “carinho” com que o povo PALESTINO é tratado depois da “OCUPAÇÃO” autorizada pela ONU, que “deu” parte do território palestino ao povo judeu. O TERROR!

Assim nos conta Elaine Tavares, no sítio do Brasil de Fato em 22/11/2012, no texto A criação do “Estado” de Israel – uma breve cronologia .

“Foi num 29 de novembro. Reunião da ONU. 1947. Bem longe da Palestina, onde Fátima colhia azeitonas, Marta recolhia as folhas do quintal e Rachid tomava seu chá de maravia à sombra do alpendre da casa simples. Eles não sabiam, mas naquele dia estava sendo decidido seus destinos. Destino de violência, morte e dor. Havia acabado a segunda grande guerra, guerra feia, dura, grotesca. Nela, o governo alemão tinha promovido o massacre do povo judeu, dos ciganos e de outras gentes que apareciam à seus olhos como “diferentes”. Os judeus foram os mais atingidos, em função do grande número. Foi um holocausto. Por conta disso, no fim da guerra, os vencedores, comandados pelos Estados Unidos decidiram que havia de dar uma terra essa gente oprimida, roubada e esfacelada.

(…)

Para os que viviam na terra doada aos judeus, os meses que se seguiram foi de terror. Famílias inteiras tiveram de deixar suas casas, seu olivais, sua história. A maioria foi desalojada na força, e muitos não entendiam o que se passava. Como suas terras tinham sido doadas? Naqueles tristes dias de nada adiantou o grito da gente palestina, não se soube dos mortos, nem da destruição. A informação demorava a chegar nos lugares. Quando o mundo se deu conta do terror, já era tarde demais.” Para ver o texto completo veja no linck: https://semtravasnalingua.wordpress.com/2012/11/23/a-criacao-do-estado-de-israel-uma-breve-cronologia/ .

 

Que tal viver num lugar assim? Assim que você reconstruir sua casa a FORÇA AÉREA de Israel vem e bombardeia novamente para te humilhar, na tentativa de fazer você desistir do seu próprio país. Como vivem e irão crescer as CRIANÇAS num lugar assim?

EscombrosGaza4

 

Homens, mulheres, idosos, crianças, NINGUÉM É POUPADO.

fosforoBrancoCrianças

Sob que “pretexto” uma FORÇA DE OCUPAÇÃO de um dos EXÉRCITOS mais poderosos e bem treinados do planeta faz isto com o POVO PALESTINO???

fosforoBrancoCrianças1

Dia após dia, dor, humilhação, violência, MORTE!!!

fosforoBrancoCrianças6

Os EUA invadiram o Iraque a pretexto de destruir “armas de destruição em massa” que eles possuíam, se não o fazem com Israel que usa bombas de fósforo branco conta civis palestinos é porque apoiam e fornecem matéria prima para seu EXÉRCITO DE OCUPAÇÃO para, exatamente, promoverem o TERROR(ismo) que eles tanto condenam nos outros (que lhe fazem oposição, claro). Os EUA permitem o TERRORISMO GENOCIDA que o “Estado de Israel” promove.

FosforoBranco2

“Os Estados Unidos, que invadiu o Iraque por uma “suspeita” de que estavam fabricando armas químicas por lá, observa o uso das mesmas sobre os palestinos e diz que é um “direito de defesa” de Israel. Ou seja, se quem usa armas químicas é amigos dos EUA, está tudo bem. Hipocrisia, cinismo.”

A criação do “Estado” de Israel – uma breve cronologia – Elaine Tavares, do sítio do Brasil de Fato, 22/11/2012.

fosforoBrancoCrianças5

Toda a SOLIDARIEDADE ao POVO PALESTINO!!!

CriançaPalestina3

 

 

CriançaPalestina

Para que Israel e seus governantes, responsáveis por todas as atrocidades contra os palestinos, sejam julgados e condenados, um dia, precisamos fazer a nossa parte hoje.

A MÍDIA BANDIDA E CORRUPTA do nosso país esconde os fatos concretos, A VERDADE, de todos nós. Permanecermos calados ou nos mostrar apenas chocados por todo o TERROR pelo qual passa este povo, é COMPACTUAR com o GENOCÍDIO ao qual estão passando desde 1947.

O “ESTADO DE ISRAEL” tem um plano para os PALESTINOS e este se chama EXTERMÍNIO!!!

Precisamos compartilhar estes e quantos mais textos que encontrarmos que nos esclareça acerca deste assunto para DENUNCIAR ISRAEL ao mundo.

Precisamos fazer a nossa parte para diminuir o poder do dinheiro que os “JUDEUS (SIONISTAS) QUE APOIAM ESTE GENOCÍDIO” tem, ao usá-lo para corromper, comprar e silenciar , mentir e, enfim, ocultar a VERDADE de nós.

Compartilhe este texto, ajude a denunciar os abusos que ISRAEL perpetra contra os PALESTINOS com o apoio do MAIOR PAÍS TERRORISTA QUE EXISTE: OS EUA.

 

Fábio Brito, Santa Catarina, Brasil.

 

Um poema para o povo PALESTINO:

 

Não Esquecerei ( Fábio Brito )

A minha consciência não se cala,
Perturba-me todas as noites.

Os meus olhos não se fecham,
Deixam-me insone por dias.

Meu coração se aperta e se inquieta,
Ouço o som do suspiro derradeiro.

Mães choram seus filhos deletados,
Filhos desesperados correm sobre escombros.

Mas o mundo dá de ombros e ninguém vê,
Não consigo me conter, não posso,
Pois onde a INJUSTIÇA aflora, a humanidade chora,
Por todos que deixam de existir.

Nascido brasileiro, PALESTINO, agora, sou.

 

Outros textos para ajudar no debate e no conhecimento da verdade:

https://semtravasnalingua.wordpress.com/2012/11/23/a-criacao-do-estado-de-israel-uma-breve-cronologia/

https://semtravasnalingua.wordpress.com/2012/11/23/israel-e-a-palestina-entre-a-midia-e-a-politica/

https://semtravasnalingua.wordpress.com/2012/11/25/impressoes-de-uma-visita-a-gaza/

https://semtravasnalingua.wordpress.com/2012/11/27/a-realidade-escondida/

http://diplomatique.org.br/a-visao-sagrada-de-israel/

http://mariangelaberquo.blogspot.com.br/2014/07/rogue-state-of-israel-ii-licenced-to.html

http://www.bbc.com/portuguese/reporterbbc/story/2009/01/090115_gazafosforofn.shtml

https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/bbc/reporter/2009/01/15/israel-usou-fosforo-branco-em-ataque-em-gaza-diz-onu.htm

 

A Prisão de Lula!!!

A prisão não são as grades, e a liberdade não é a rua;

existem homens presos na rua e livres na prisão.

É uma questão de consciência.

Mahatma Gandhi.

O Grande Erro de Lula!

por Rodrigo Perez Oliveira

Professor Adjunto de Teoria da História e Historiografia Brasileira da Universidade Federal da Bahia.

 

Não dá mais pra tampar o sol com peneira, negar o óbvio, defender o indefensável: Lula errou, errou feio e vai pagar por isso. Cansei de ficar fazendo malabarismo retórico na internet, defendendo quem tá errado.

Paciência é aquele tipo de coisa que tem limite. Errou tem que pagar. Simples assim.

Não é fácil admitir. Conto quase 32 anos. Votei pela primeira vez aos 16, em Lula. É óbvio!

Durante a metade desses 32 anos de vida, olhei para o governo federal e vi o partido dos trabalhadores lá, tocando o projeto político que me formou.

É que sou da geração REUNI, entendem? Me formei como professor e intelectual, da graduação ao doutorado, na universidade pública administrada pelos governos petistas. Todo aquele papo que vocês já conhecem: primeiro universitário da família, e blá, blá blá.

Trabalhei e estudei muito, muito mesmo. Mas tenho certeza, absoluta certeza, de que não chegaria aqui sem as políticas públicas petistas. Sou um entusiasta da ideia de mérito, pois uma sociedade que não se fundamenta no mérito acaba se transformando no império dos privilégios.

Não podemos entregar a ideia de “mérito” numa bandeja de prata para a direita. Precisamos disputar essa narrativa, e reconhecer que toda a ascensão social da última década se explica pelo encontro virtuoso entre mérito e política pública.

Não foi só mérito. Não foi só política pública. É o encontro entre os dois.

Confesso que é muito difícil pensar o Governo Federal brasileiro sem o Partido dos Trabalhadores, sem as inaugurações das unidades do Minha Casa Minha Vida. É triste.

Mas o tempo passa, e na medida em que os governos petistas vão cada vez mais se transformando em ausência, vou conseguindo ter uma leitura mais sóbria disso tudo.

E como a sobriedade é o terreno da crítica, cá está a minha crítica ao PT e a Lula. O grande erro do PT foi o grande erro de Lula, pois já há algum tempo, Lula é maior que o PT.

Foi um erro conceitual. Foi um erro de percepção de mundo, de compreensão do que é o Brasil. Justo Lula, tão sagaz, tão sensível para o entendimento da realidade brasileira. Ele errou e errou feio.

LULAxFHC.jpg

Explico.

É que algumas ideias circulam como o ar, entendem ?

Algumas ideias estão em todos os lugares, configurando nossos sentidos, mediando nossa relação com o mundo. Se quiserem, podem chamar isso de “senso comum”. A gente nem sabe de onde a ideia veio e por que pensa assim. Mas pensa. É algo tão profundo que se torna quase uma natureza.

O erro de Lula tá aí. Talvez nem dê pra chamar de erro.

Não! Vou chamar de erro sim! Não vou aliviar o sapo barbudo. Não dessa vez! Tô nem aí. Chega! Perdi a paciência! Lula é culpado!

Lula naturalizou uma das principais narrativas de fundação do Brasil, exatamente aquela que define nossas elites como “cordiais”, “paternais”.

Nossos senhores de escravo seriam mais generosos. Por aqui, o racismo teria sido mais brando. Nossos patrões seriam mais bondosos. Nossa Casa Grande seria a morada não apenas da opressão, mas também do cuidado, da proteção.

O mito da cordialidade senhorial brasileira é tão forte, mas tão forte, que, de alguma forma, ele se faz presente em todos nós, prefigura a forma como olhamos a realidade e interpretamos o Brasil.

O mito da cordialidade senhorial estava em Lula, estimulando sua ação política, a sua interpretação do Brasil.

“Lula gosta de vida boa e cachacinha. Faz tudo pelos pobres, mas nunca quis incomodar os de cima”, disse Marcelo Odebrecht, em delação premiada.

Essa frase merecia mesmo um prêmio, um Oscar! O aforismo define Lula com perfeição: Lula se convenceu de que seria possível melhorar a vida dos pobres sem incomodar os de cima. Lula comprou o mito da cordialidade senhorial.

Lula, meus amigos, superestimou as elites brasileiras, achou que essas pessoas fossem capazes de serem melhores do que são. Lula não imaginou que essas pessoas pudessem ser tão baixas, tão ruins.

Lula pensou: “porra, é só Bolsa Família. Três refeições por dia. O dinheiro vai pro mercadinho, movimenta a economia. Ninguém vai se incomodar com isso”.

Lula pensou: “qual o problema do pobre estudando na universidade? Quanto mais gente estudando, melhor pra todo mundo, mais educada fica a sociedade”.

Lula pensou: “quanto mais gente andando de avião, mais as passagens ficam baratas. Melhor pra todo mundo”.

Lula errou, errou feio, errou rude. Lula não imaginava que as elites brasileiras pudessem ser tão mesquinhas.

Lula estava convencido de que dava pra melhorar a vida dos pobres sem incomodar os de cima. Afinal, uma coisa não necessariamente resulta na outra.

Certo?

Não, não e não.

Não porque o cálculo dessa gente não é objetivo. Nossas elites não são racionais. Nossas elites são de tipo antigo, estão atravessadas pela noção de privilégio.

A madame de Copacabana, viúva de militar, pensionista, não quer saber se é melhor, racionalmente falando, viver em um país onde as pessoas comam três vezes por dia. O simples fato de o pobre “ganhar” alguma coisa, uma merrequinha que seja, incomoda a rentista, a parasita que não trabalha, que não produz nada pra ninguém.

O jornalista do Leblon não quer saber se o aquecimento do consumo é algo positivo pra economia do país. O simples fato de descer do prédio e ver as Tvs expostas nas vitrines das Casas Bahia tocando brega, funk e sertanejo lhe enoja. É isso: ele sente nojo, asco daquela estética, daquele tipo de gente.

A professora universitária não quer saber se a passagem de avião tá mais barata. Ela olha pro lado e vê o mestiço ali, de bermuda e chinelo, quase encostando nela. Tá muito perto, tá igualado pela posição de consumidor.

É outra lógica da luta de classes, entendem? É a luta de classes materializada na forma de convívio nos espaços de consumo, de gozo.

Nossa elite não consegue aceitar o gozo do pobre. Para as nossas elites, o pobre só deve gemer de dor. O prazer é monopólio, é privilégio. Nossas elites são sádicas.

É com esse tipo de gente que Lula achou que dava pra governar. Lula achou que eles seriam capazes de ceder um pouco, só um pouquinho.

Lula vacilou, vacilou muito.

Lula achou que não precisava barbarizar, achou que dava pra todo mundo conviver em harmonia.

Lula não quis ser caudilho. Não quis cultivar um dispositivo militar. Não quis fechar a Globo. Não quis fazer culto à imagem. Não quis botar um busto de bronze em cada buraco desse país. Não quis um terceiro mandato. Não quis rasgar a constituição.

Lula não quis aparelhar o judiciário.

Em algum momento, Lula achou que o problema do Brasil estava resolvido, e que era hora de sair de cena. Lula chegou a pensar em abandonar a política, e se tornar uma liderança mundial no combate à fome; um líder identificado com uma agenda humanista, suprapartidária.

Tolo!

DilmaLulaEnforcados1

Lula brincou de republicanismo na terra dos coronéis. Lula errou muito.

Lula achou que nossas elites o perdoariam, o deixariam em paz.

Lula achou que essa gente perdoaria sua ousadia.

Lula achou que poderia se sentar à mesa com eles. Beber o mesmo vinho.

Eles não engolem, eles não aceitam esse peão cachaceiro, insolente. Analfabeto.

Lula errou em se deixar levar pelo mito da cordialidade senhorial, e pagou caro, muito caro.

Pagou com a infelicidade dos filhos e netos, com a morte da companheira de uma vida. Lula sofrerá até o último momento de sua vida.

Lula será odiado por essa gente mesmo depois de morto. O corpo morto de Lula precisará de escolta, de proteção. Eles vão querer mutilar o defunto, arrancar-lhe as vísceras, salgar o terreno onde será cavada a cova, para que nada mais ali brote. Da cova do operário que ousou ser presidente da República fundada pelos bacharéis, do país forjado no escravismo, nada pode brotar.

Lula errou, e errou feio e por isso será condenado.

O julgamento do dia 24 de janeiro nada terá a ver com o Triplex que não foi comprado. Lula será julgado e condenado porque superestimou o Brasil.

Lula achou que o Brasil fosse melhor do que é; achou que o Brasil pudesse ser o que jamais foi, o que jamais será. Quanta pretensão, quanta ousadia! Que todos os juízes do Brasil condenem o criminoso!

 

Publicamos, pela primeira vez neste blog, um texto de autoria de um ator diferente porque acredito que o contido no mesmo merece a deferência, uma vez que foi escrito com maestria e sobre assunto absolutamente relevante para o nosso país.

Apesar de não haver concordância no todo do texto, ele está aí para o debate de todos.

CheGuevaraPesadelo

ARAPUCA OCULTA – O porquê é necessário se dar a conhecer o inimigo. Reunir forças e não lutar sozinho.

“Será mais nobre, na mente, sofrer as pedras e setas da

fortuna enfurecida ou pegar em armas contra um mar de iniquidades e,

em oposição, pô-las a termo?”

A tragédia de Hamlet, de William Shakespeare. Ato III, Cena I

Uma das táticas usadas numa guerra é a ENGANAÇÃO, o embuste, o blefe. É preciso distrair os menos avisados, chamar a atenção para uma atitude que não é o centro das ações, ou, ainda, ter várias ações, onde se pode fortalecer uma ou outra, a depender de onde o oponente se mostre mais fraco.

SUN TZU ensina isto. Fazer o inimigo acreditar num movimento seu, e levá-lo a erro, movimentando suas forças para onde, ou será aniquilada numa armadilha, ou irá perder tempo com o movimento feito, enfraquecendo um determinado flanco, por onde se pretende avançar.

O que estamos vendo em nosso país é uma “guerra”, e os jogadores, de um lado, estão sendo bem informados, estão recebendo suporte de alguém com “expertise” em assuntos relacionados a golpes e desestabilizações de democracias. Esperemos que esta “guerra” fique, apenas, no campo verbal, pois o que se pode seguir a ela, ao se concretizar um GOLPE, pode ser uma carnificina sem precedentes em nosso país, uma guerra civil.

Neste aspecto, vemos várias jogadas da direita, em busca de fechar o cerco contra as esquerdas brasileiras e levá-las ao precipício. É preciso sufocar o adversário e deixá-lo sem fôlego, zonzo, sem rumo. Abater seu ânimo até que, o seu mais ferrenho defensor, desista e abandone o barco, como um rato assustado.

ParabólicaRicupero

ESCONDER O QUE É BOM E MOSTRAR O QUE É RUIM – ANTÍTESE DO RUBENS RICUPERO DOS ANOS FHC.

Não é segredo de ninguém, a mudança de comportamento da grande mídia brasileira, após a ascensão de Lula ao Palácio do Planalto em 2002, vencendo a batalha eleitoral contra o candidato da elite a sucessão de FHC, José Serra.

De um comportamento sempre atrelado ao governo Federal, desde priscas eras, a imprensa brasileira, pela primeira vez, estava do outro lado, e iniciou um jogo pesado contra o Governo Lula. Entra em ação a imprensa mafiosa, onde o “negócio da notícia” passa a ser usado como numa guerra convencional, e, como numa guerra, “a primeira vítima foi a informação”.

A esquerda, no governo, não poderia ter sucesso! Desta forma, a ordem em todas as redações, era agir “à la Rubens Ricupero” só que, desta vez, às avessas, escondendo o que o Governo Federal fazia de bom para o cidadão brasileiro e mostrando o que havia de errado.

AS NOTÍCIAS RUINS ganham “status”. Era preciso criar uma sensação de intranquilidade na população brasileira. Era preciso fazer as pessoas se sentirem inseguras, e, desta forma, a violência passa a ocupar a cena principal nos telejornais. Junto a ela, as notícias de corrupção, antes escondidas, agora são noticiadas, com o devido cuidado de se esconder os nomes dos amigos e exibir como troféus pessoas do PT e/ou seus aliados. É assim que se cria um batalhão de insensatos, dispostos a reverberar as manchetes da grande empresa de mídia, é assim que se arregimenta a horda fascista disposta a fazer o trabalho duro e difícil, de graça, através de agressões e atentados.

Aqueles que se deixam emprenhar pelos ouvidos e olhos, tendo terceirizado a difícil e árdua tarefa de “pensar”, passaram a ser bombardeados, diuturnamente, com notícias negativas, em contradição à época de Fernando Henrique Cardoso.

Era muito sintomático, na era FHC, os jornais esconderem as péssimas notícias sobre a situação do país, apresentando matérias sobre as universidades dos EUA e seus feitos, suas descobertas.

Muito interessante quando terminavam os telejornais com singelas imagens de animais. Era o leãozinho nascido no jardim zoológico, era um pássaro multicolorido, que se acreditava extinto. Tudo muito lindo e encantador!!! Era preciso, então, disseminar esperança, otimismo. É assim, que as grandes empresas de mídia, amansam a insatisfação da população e manipulam sua opinião.

E o PT, com tantos intelectuais simpatizantes à sua causa, nada percebia. Nada fazia para estancar esta verdadeira sangria da DEMOCRACIA, patrocinada pelas Organizações Mafiosas da mídia brasileira, GLOBO à frente.

MACARTISMO1

CAÇADA INSANA CONTRA A CORRUPÇÃO – MACARTISMO Á BRASILEIRA.

Chegamos ao momento do MENSALÃO e as pessoas são supersaturadas com a exposição das entranhas da política brasileira, sempre com o cuidado de se buscar convencer ao cidadão, que, o “mal”, tem nome e mora no lado esquerdo do peito. LULA E O PT.

Seguindo nesta mesma toada, o mensalão do PSDB, chamado pela mídia de “mensalão mineiro”, pai de todos os mensalões posteriores, é poupado. Até hoje não foi julgado e, vários de seus protagonistas, estão a rir desmesuradamente da patuleia alienada. Estão “todos soltos”. Diversos crimes prescritos e sem data de julgamento. Vários personagens livres e despreocupados, pois, eles sabem, não serão incomodados.

A grande JUSTIÇA, a justiça maiúscula do Joaquim Barbosa, anda de quatro para a elite do país. Continua a oferecer, aos poderosos, a satisfação da impunidade. Todos riem, é só alegria no reino da “Dinamarca”.

LULA E A DÚVIDA DO IMPEDIMENTO.

Enquanto transcorre o processo do mensalão, a grande dúvida era a questão do impedimento do Presidente Lula. Decide-se pelo seu sangramento, para que chegasse às eleições sem capacidade de reação, sem moral para indicar seu sucessor.

Lamentavelmente, para alguns, a realidade daria um baile nos mesmos. Lula sai das cordas, em que fora colocado por um processo fantasioso, caracterizado por um “julgamento de exceção”, onde juízes julgam e condenam sem provas, com base numa “teoria do domínio do fato”, pois a “literatura jurídica assim permitia”.

Barbosa, elevado a herói nacional pela Veja e Organizações Globo, assim como antes houvera sido o Demóstenes Torres, um dos mosqueteiros da Veja, havia, propositalmente, escondido laudos da Polícia Federal e auditoria do Banco do Brasil, em que mostravam que não havia existido desvios de recursos, uma vez que as peças publicitárias, que se alegavam fictícias para o desvio do dinheiro do Banco do Brasil, foram executadas. Ademais, a VISANET, era uma empresa privada.

EleiçãoDilma2

CONTRARIANDO TODOS OS PROGNÓSTICOS, LULA ELEGE DILMA.

Durante a campanha de seu sucessor, a batalha foi feroz. José Serra começou a libertar os monstros da intolerância que, hoje, estão adquirindo moto próprio. Os projetos de governo foram relegados a segundo plano e evidenciaram-se pautas conservadoras como o aborto.

Como que numa sequencia do que observamos durante a campanha eleitoral, as agressões e boatos contra a presidente Dilma aumentam com o passar dos dias e se intensificam com a sua posse, agora como uma grande e incessante campanha dos veículos de comunicação que buscam desacreditar a presidenta eleita.

Estas se elevam, mais ainda, quando jovens vão às ruas protestando por R$ 0,20 centavos em passagens de ônibus urbanos e reivindicando a gratuidade para estudantes em todo país. A mídia brasileira vê a oportunidade e inicia uma campanha feroz de desgaste da presidenta, visando às eleições do ano seguinte, em 2014.

Com a campanha eleitoral em rádio e televisão, as esquerdas brasileiras vão recuperando o terreno perdido para a imprensa mafiosa brasileira que busca interferir no processo colocando todo seu peso na eleição de Aécio Neves. Nas vésperas da eleição a VEJA antecipa a capa que distribui aos milhares pelo país todo, principalmente em São Paulo. Um escândalo!

Mesmo com muita deficiência em sua comunicação com a população e o acirramento da disputa política em que os opositores não medem as consequências dos seus atos, soltando na arena política todos os fantasmas e monstros temidos, como a intolerância, homofobia, racismo, perseguição a grupos minoritários, manipulação vergonhosa da grande mídia, com destaque da edição da Veja, a três dias da eleição, que espalhou por muitos lugares, a página de capa como panfleto eleitoral contra a Dilma e o Lula, espalhando uma “notícia” que, hoje, com os depoimentos das pessoas relatadas na “reportagem”, sabe-se que foi uma grosseira mentira para alterar a eleição, Dilma é reeleita Presidenta do Brasil.

Com a derrota de Aécio para Presidente e a perda do PSDB do Estado de Minas Gerais para o PT, Aécio inicia uma campanha violenta para manter-se em evidência e encobrir as notícias do seu estado natal, onde o governador Fernando Pimentel, havia iniciado auditoria dos governos anteriores, do PSDB, e descoberto diversas irregularidades.

Sem a preocupação com os resultados sobre onde levariam suas atitudes,  a oposição leva o país a um estado de exaltação dos ânimos e notícias de intolerância, a cada dia, são mais comuns.

As apostas são em várias frentes:

Anulação da eleição. Primeiro Aécio buscou jogar dúvidas quanto a lisura do processo, pedir recontagem e sandices equivalentes, desautorizado pelos tribunais recorre ás doações “ilegais” que teriam sido recebidas pela campanha de Dilma, fato este que tem um apoio no fiel escudeiro do PSDB na Justiça, o ministro Gilmar Mendes, comandante em chefe das forças jurídicas do TUCANISTÃO.

Eleição de um opositor ao governo nas casas legislativas. São eleitos Renan Calheiros e Eduardo Cunha, sendo que, este segundo, declaradamente contrário ao governo e tendo atrás de si várias denúncias de irregularidades.

Projetos lesivos contra o governo nas casas legislativas. Vários projetos são apresentados para enfraquecer mais ainda o governo, desde projetos que aumentam os gastos para o governo num momento de contenção de gastos a projetos de lei que alteram a Lei de Partilha do Pré-Sal, desobrigando a participação da Petrobrás em 30% e a sua participação consequente na exploração de cada poço descoberto.

Impeachment. Através de “argumentos” fantasiosos e falaciosos, busca-se criar uma atmosfera de dificuldades e paralisia governamentais. Usam-se as chamadas “pedaladas fiscais” e diversos outros.

Paralisação do país através da lava-Jato. Dificuldades várias, insegurança jurídica, prisão de diretores e proprietários de empresas e paralisação das empreiteiras e obras visam causar um caos no país, agravando-se ainda mais a crise mundial que passa a atingir mais forte os demais países e começa a refletir, também, com mais força, no Brasil.

TioSam1

Os Estados Unidos estão movimentando suas peças no tabuleiro da América Latina e o Brasil é peça importante para este país manter sua hegemonia mundial, através da garantia da posse de riquezas dos países desta região. A desestabilização de todas as democracias, então, é o motor principal da política atual deste império, que não está a medir esforços para conseguir seus intentos.

Através de protestos engendrados e anabolizados pela mídia vendida destes países, busca-se a queda das esquerdas, contrárias ao poder de Washington. Compras de parlamentares, apresentação de projetos que beneficiem suas empresas em detrimento das dos países de origem de cada um e outras estratégias, como a guerra, entre alguns destes países, pretende-se cercar toda a América do Sul, que tem se levantado e desafiado, sistematicamente, o poder da Águia.

As fronteiras entre Venezuela e Colômbia, são as que inspiram maiores cuidados e, uma guerra entre estes dois países, levaria a Washington a sair em socorro a seu aliado, a Colômbia, contra seu inimigo maior na região, a Venezuela, passando a intervir descarada e escancaradamente contra este.

Com várias bases implantadas no território colombiano, esta tarefa seria mais fácil, esperam eles. Como as estratégias de golpe e desestabilização interna da Venezuela não deram certo, parte-de, então, para a boa e velha intervenção militar direta, com a invasão, pura e simples do país, com os pretextos mais acintosamente injustificáveis que tiverem em mãos, afinal, quem vai se interpor contra eles? Se puderam fazer o que fizeram no Iraque ou no Afeganistão, porque não fariam na pobre Venezuela? Se puderam montar toda a farsa do ATENTADO do 11/09, levando milhares de pessoas à morte, dentro de seu próprio país, o que impediria a eles de fazerem o que querem e desejam no mundo?

Estes fatos tem provocado uma corrida armamentista na América do Sul, principalmente, com seus países buscando reforçar seu poderio bélico, temendo algo mais sério. Silenciosamente, os EUA vão cercando, também, o Brasil, com bases variadas circundando nosso território.

Internacionalmente, a desmoralização do governo de Nicolás Maduro se acentua, mostrando-se cenas de desordem provocadas pelo desabastecimento deste país, como se esta fosse responsabilidade única de erros do governo central e não houvesse um absurdo boicote da elite nacional para provocar a revolta do povo contra seu próprio governo.

Na geopolítica mundial, cada peça, do adversário, que cai, pode levar toda a região a tempos obscuros, vividos a apenas poucos anos, e a um tenebroso período de privação das liberdades e das esperanças de milhões de “sudamericanos”.

Não é hora de dormir. Acorde. Você, queira ou não, foi colocado neste tabuleiro de xadrez. A peça que você precisa movimentar é a sua opinião e a sua coragem para enfrentar, nada menos, que o poder do maior império do planeta, colocando-se ao lado do governo, que realmente está a te defender e dos países que alteraram as condições em que toda a América Latina vivia a poucos anos atrás.

Sua voz e sua opinião, através das redes e nas ruas é esperada pelas pessoas menos afortunadas. A JUSTIÇA  e a humanidade dependem de cada um de nós. GRITE. REBELE-SE!!!

Fábio Brito, Bahia.