Arquivo da tag: opressão

O GOLPE! Democracia destruída, soberania aniquilada. Brasil, quem te conduz? Onde estão seus líderes?

“Só existirá democracia no Brasil no dia em que se montar no país a

máquina que prepara as democracias. Essa máquina é a da

escola pública.”

Anísio Teixeira.

Como pode o Brasil, em apenas trinta anos de sua “redemocratização” estar às voltas de um clima de retorno à DITADURA, onde se prega abertamente o GOLPE? Muitos dizem que, se houver ruptura, esta seria sucedida de tumultos, confrontos, depredações e o Brasil vai arder em chamas. Quanta infantilidade!  Vocês estão absolutamente equivocados!

Não haverá confronto! A cúpula do PT é COVARDE e, provavelmente, como na época de Goulart, ficarão a espernear e a denunciar aos quatro ventos, o golpe parlamentar de que foram “vítimas”. Alguém aí pode me dizer em que deu mesmo o recurso do José Dirceu, do resultado do processo da AP 470 na CIDH da OEA?

A única possibilidade de confronto aberto é se a militância petista renunciar a seus líderes postos hoje, Lula incluso, e seguir rumo próprio e revolucionário.

A juventude liderada pela UNE(!?) não vai a lugar algum pois, a UNE não tem credibilidade, nem entre os estudantes universitários. As fraudes em processos eleitorais, em instituições estudantis, era regra em meu tempo universitário, será que mudou alguma coisa em 20 anos? Desde que me entendo por gente a UNE está nas mãos do PCdoB. O que representa este partido para a democracia do Brasil? Como é possível um partido, que se apresenta como quase insignificante, entre a preferência do eleitorado brasileiro, esteja à frente de uma entidade estudantil tão importante, suplantando todas as outras correntes de pensamento existentes, senão pela fraude eleitoral?

Os universitários e jovens, defensores da nossa democracia, defensores das políticas de cotas, defensores do empoderamento das mulheres, dos direitos homoafetivos, estão sem líderes. A UNE e o Movimento Estudantil (DCE’s, UEE’s e Ca’s), recheados de fraudes e ilegitimidades, não os representam.

Nem a população brasileira, nem a juventude universitária, sem qualquer formação política, sairão a enfrentar a polícia, arriscando serem presos ou mortos, por nada. Estarão sem líderes.

Nem Lula, nem Dilma ou qualquer outro, na cúpula de qualquer partido da base do governo, irá radicalizar o discurso. O caminho destes é exatamente no sentido oposto, o da conciliação com os GOLPISTAS. Coisa típica daqueles que, mesmo que não devam nada, parecem que assim o fazem, por terem o rabo preso, e se esquecem que defender o seu povo é algo que transcende ao que eles próprios acreditam que fazem, mas, será que eles se atreverão a perguntar ao povo, que dizem defender, de que forma e com que intensidade devem fazê-lo? Não temos nada que nos indique algo assim, infelizmente!

Os únicos de que se tem notícia, vistos com discurso com um tom acima, são, o CID Gomes, o Ciro Gomes e o Requião. Que farão eles quando o GOLPE estiver posto à mesa e servido frio?

O povo estará num mato sem cachorro, numa revolução sem líderes, a mídia, dará o tom que quiser, caçará (ou seria cassará?) quem quiser, a esquerda não tem canal (importante e de massa) algum de exposição de suas narrativas. Se necessário for, os blog’s progressistas e de esquerda serão silenciados com a simples prisão dos responsáveis pelos mesmos. A acusação? Pedofilia, subversão, incentivo à prostituição, “nacionalismo insurrecional”, queda da escada, escorregão no banheiro, esquerdismo acéfalo ou qualquer outro, não importa, o que importa é que estarão “fora de combate” e ponto final.

Todos os insucessos advindos do governo golpista que se instalará, então, serão debitados na conta da “herança maldita da corrupção desenfreada” adquirida dos governos petistas. O povo, anestesiado, aceitará e seguirá, não se sabe se de lado ou à frente, cabeça caída e olhos postos no chão.

Talvez quem poderá opor alguma resistência será a CUT, mas quem se recorda da época que vivemos no governo FHC, lembrar-se-á do resultado da greve dos petroleiros, serão fragorosamente suprimidos, serão simplesmente esmagados.

Ademais, que moral tem os sindicalistas no processo democrático brasileiro com a perpetuação de algumas figuras como verdadeiros “imperadores sindicais” na maioria dos sindicatos do Brasil, onde a diversidade e liberdade políticas é tão fantasiosa quanto o direito do povo expor suas ideias na Rede Globo? Tão ficcional quanto a disputa política em igualdade de condições entre as correntes ideológicas que existem no meio sindical?

O GOLPE e os golpistas de agora, estão a colocar toda a esquerda brasileira, diante de si mesma. É esperar que esta se reconheça e comece a olhar os seus erros e os absurdos que tem existido em sua prática democrática, para que, de agora em diante, quando passarem a reclamar e protestar contra “golpes” e intervenções antidemocráticas de uma mídia putrefata, corrompida até a medula, e servil a interesses hostis ao do povo brasileiro, passem a fazê-lo com a autoridade de quem fez o dever de casa, e transformou suas entidades em exemplo de democracia, onde se pratica o debate verdadeiro e necessário em busca de condições melhores para seus representados, o Brasil e um mundo melhores.

Enquanto a caravana golpista passa, e a direita cansada de ser surrada nas eleições “democráticas”, resolve que este “jogo” não interessa mais a ela, decretando seu fim, a esquerda pueril e seus intelectuais, irão esmurrar paredes e, quem sabe?, identificar o tamanho de sua ignorância, ao não ter inserido o povo brasileiro na dinâmica de tomada de decisões e ampliando sua participação através de outros mecanismos, além do puro e simples processo eleitoral.

E ainda tem multidões de esquerdistas no Brasil a criticar o “bolivarianismo” do presidente Hugo Chávez, que com os múltiplos erros que possa ter cometido na Venezuela, jamais deixou de identificar o principal objetivo que, a esquerda no poder não poderia deixar para trás, inserir seu povo na tomada de decisões de seu país e dar voz a este mesmo povo, através de disponibilização de canais de rádios e televisões. Através do incentivo das discussões de seus problemas, e intervenção com sugestões e projetos, para a melhoria de suas vidas, através de sua organização comunitária.

Por aqui, a esquerda, através de seu líder maior, Lula, ao tomar posse em seu primeiro mandato, pediu a seu povo e aos movimentos sociais que se acalmassem, que dessem um tempo nos protestos e exigências que, com tempo, seu governo iria implementar as mudanças necessárias para mudar suas vidas para melhor, e o fez, permitiu empréstimos via débito em folha.

A principal revolução do PT foi a permissão do EMPRÉSTIMO CONSIGNADO? Os banqueiros agradecem, a “revolução” está com os cofres cheios. Só falta agora irmos lá nos bancos pegar estes lucros estratosféricos, para financiar o verdadeiro bem estar do povo brasileiro.

Se a principal revolução do PT não foi o advento do empréstimo consignado, de que trata ela, então? A ida da população pobre para a universidade através de empréstimos do FIES?

O fortalecimento dos meios de comunicação mafiosos do Brasil, também, não tem do que reclamar. E aguardam, ansiosamente, os recursos que serão destinados a ela, sejam por qualquer governo golpista que advenha com a queda de Dilma e da derrocada da democracia no Brasil.

A Educação, que pode realmente mudar os rumos de um país e levá-lo a um verdadeiro e orgânico desenvolvimento, teve as suas bases e diretrizes modificadas durante estes treze anos em que?

A esquerda está neste instante, diante de si mesma, esperemos que seus representantes identifiquem a oportunidade que tem diante de si e façam as mudanças necessárias que uma verdadeira revolução exige, mudar a própria postura diante dos fatos expostos e evidenciados para todos. Não há revolução possível, nem mudança verdadeira, se estas não vierem através de um reconhecimento dos próprios erros e a mudança que se faz necessária às atitudes, pois de palavras vive o dicionário e de atitudes faz-se a solidez de nossos sonhos.

Fábio Brito – Bahia.

Anúncios

ARAPUCA OCULTA – O porquê é necessário se dar a conhecer o inimigo. Reunir forças e não lutar sozinho.

“Será mais nobre, na mente, sofrer as pedras e setas da

fortuna enfurecida ou pegar em armas contra um mar de iniquidades e,

em oposição, pô-las a termo?”

A tragédia de Hamlet, de William Shakespeare. Ato III, Cena I

Uma das táticas usadas numa guerra é a ENGANAÇÃO, o embuste, o blefe. É preciso distrair os menos avisados, chamar a atenção para uma atitude que não é o centro das ações, ou, ainda, ter várias ações, onde se pode fortalecer uma ou outra, a depender de onde o oponente se mostre mais fraco.

SUN TZU ensina isto. Fazer o inimigo acreditar num movimento seu, e levá-lo a erro, movimentando suas forças para onde, ou será aniquilada numa armadilha, ou irá perder tempo com o movimento feito, enfraquecendo um determinado flanco, por onde se pretende avançar.

O que estamos vendo em nosso país é uma “guerra”, e os jogadores, de um lado, estão sendo bem informados, estão recebendo suporte de alguém com “expertise” em assuntos relacionados a golpes e desestabilizações de democracias. Esperemos que esta “guerra” fique, apenas, no campo verbal, pois o que se pode seguir a ela, ao se concretizar um GOLPE, pode ser uma carnificina sem precedentes em nosso país, uma guerra civil.

Neste aspecto, vemos várias jogadas da direita, em busca de fechar o cerco contra as esquerdas brasileiras e levá-las ao precipício. É preciso sufocar o adversário e deixá-lo sem fôlego, zonzo, sem rumo. Abater seu ânimo até que, o seu mais ferrenho defensor, desista e abandone o barco, como um rato assustado.

ParabólicaRicupero

ESCONDER O QUE É BOM E MOSTRAR O QUE É RUIM – ANTÍTESE DO RUBENS RICUPERO DOS ANOS FHC.

Não é segredo de ninguém, a mudança de comportamento da grande mídia brasileira, após a ascensão de Lula ao Palácio do Planalto em 2002, vencendo a batalha eleitoral contra o candidato da elite a sucessão de FHC, José Serra.

De um comportamento sempre atrelado ao governo Federal, desde priscas eras, a imprensa brasileira, pela primeira vez, estava do outro lado, e iniciou um jogo pesado contra o Governo Lula. Entra em ação a imprensa mafiosa, onde o “negócio da notícia” passa a ser usado como numa guerra convencional, e, como numa guerra, “a primeira vítima foi a informação”.

A esquerda, no governo, não poderia ter sucesso! Desta forma, a ordem em todas as redações, era agir “à la Rubens Ricupero” só que, desta vez, às avessas, escondendo o que o Governo Federal fazia de bom para o cidadão brasileiro e mostrando o que havia de errado.

AS NOTÍCIAS RUINS ganham “status”. Era preciso criar uma sensação de intranquilidade na população brasileira. Era preciso fazer as pessoas se sentirem inseguras, e, desta forma, a violência passa a ocupar a cena principal nos telejornais. Junto a ela, as notícias de corrupção, antes escondidas, agora são noticiadas, com o devido cuidado de se esconder os nomes dos amigos e exibir como troféus pessoas do PT e/ou seus aliados. É assim que se cria um batalhão de insensatos, dispostos a reverberar as manchetes da grande empresa de mídia, é assim que se arregimenta a horda fascista disposta a fazer o trabalho duro e difícil, de graça, através de agressões e atentados.

Aqueles que se deixam emprenhar pelos ouvidos e olhos, tendo terceirizado a difícil e árdua tarefa de “pensar”, passaram a ser bombardeados, diuturnamente, com notícias negativas, em contradição à época de Fernando Henrique Cardoso.

Era muito sintomático, na era FHC, os jornais esconderem as péssimas notícias sobre a situação do país, apresentando matérias sobre as universidades dos EUA e seus feitos, suas descobertas.

Muito interessante quando terminavam os telejornais com singelas imagens de animais. Era o leãozinho nascido no jardim zoológico, era um pássaro multicolorido, que se acreditava extinto. Tudo muito lindo e encantador!!! Era preciso, então, disseminar esperança, otimismo. É assim, que as grandes empresas de mídia, amansam a insatisfação da população e manipulam sua opinião.

E o PT, com tantos intelectuais simpatizantes à sua causa, nada percebia. Nada fazia para estancar esta verdadeira sangria da DEMOCRACIA, patrocinada pelas Organizações Mafiosas da mídia brasileira, GLOBO à frente.

MACARTISMO1

CAÇADA INSANA CONTRA A CORRUPÇÃO – MACARTISMO Á BRASILEIRA.

Chegamos ao momento do MENSALÃO e as pessoas são supersaturadas com a exposição das entranhas da política brasileira, sempre com o cuidado de se buscar convencer ao cidadão, que, o “mal”, tem nome e mora no lado esquerdo do peito. LULA E O PT.

Seguindo nesta mesma toada, o mensalão do PSDB, chamado pela mídia de “mensalão mineiro”, pai de todos os mensalões posteriores, é poupado. Até hoje não foi julgado e, vários de seus protagonistas, estão a rir desmesuradamente da patuleia alienada. Estão “todos soltos”. Diversos crimes prescritos e sem data de julgamento. Vários personagens livres e despreocupados, pois, eles sabem, não serão incomodados.

A grande JUSTIÇA, a justiça maiúscula do Joaquim Barbosa, anda de quatro para a elite do país. Continua a oferecer, aos poderosos, a satisfação da impunidade. Todos riem, é só alegria no reino da “Dinamarca”.

LULA E A DÚVIDA DO IMPEDIMENTO.

Enquanto transcorre o processo do mensalão, a grande dúvida era a questão do impedimento do Presidente Lula. Decide-se pelo seu sangramento, para que chegasse às eleições sem capacidade de reação, sem moral para indicar seu sucessor.

Lamentavelmente, para alguns, a realidade daria um baile nos mesmos. Lula sai das cordas, em que fora colocado por um processo fantasioso, caracterizado por um “julgamento de exceção”, onde juízes julgam e condenam sem provas, com base numa “teoria do domínio do fato”, pois a “literatura jurídica assim permitia”.

Barbosa, elevado a herói nacional pela Veja e Organizações Globo, assim como antes houvera sido o Demóstenes Torres, um dos mosqueteiros da Veja, havia, propositalmente, escondido laudos da Polícia Federal e auditoria do Banco do Brasil, em que mostravam que não havia existido desvios de recursos, uma vez que as peças publicitárias, que se alegavam fictícias para o desvio do dinheiro do Banco do Brasil, foram executadas. Ademais, a VISANET, era uma empresa privada.

EleiçãoDilma2

CONTRARIANDO TODOS OS PROGNÓSTICOS, LULA ELEGE DILMA.

Durante a campanha de seu sucessor, a batalha foi feroz. José Serra começou a libertar os monstros da intolerância que, hoje, estão adquirindo moto próprio. Os projetos de governo foram relegados a segundo plano e evidenciaram-se pautas conservadoras como o aborto.

Como que numa sequencia do que observamos durante a campanha eleitoral, as agressões e boatos contra a presidente Dilma aumentam com o passar dos dias e se intensificam com a sua posse, agora como uma grande e incessante campanha dos veículos de comunicação que buscam desacreditar a presidenta eleita.

Estas se elevam, mais ainda, quando jovens vão às ruas protestando por R$ 0,20 centavos em passagens de ônibus urbanos e reivindicando a gratuidade para estudantes em todo país. A mídia brasileira vê a oportunidade e inicia uma campanha feroz de desgaste da presidenta, visando às eleições do ano seguinte, em 2014.

Com a campanha eleitoral em rádio e televisão, as esquerdas brasileiras vão recuperando o terreno perdido para a imprensa mafiosa brasileira que busca interferir no processo colocando todo seu peso na eleição de Aécio Neves. Nas vésperas da eleição a VEJA antecipa a capa que distribui aos milhares pelo país todo, principalmente em São Paulo. Um escândalo!

Mesmo com muita deficiência em sua comunicação com a população e o acirramento da disputa política em que os opositores não medem as consequências dos seus atos, soltando na arena política todos os fantasmas e monstros temidos, como a intolerância, homofobia, racismo, perseguição a grupos minoritários, manipulação vergonhosa da grande mídia, com destaque da edição da Veja, a três dias da eleição, que espalhou por muitos lugares, a página de capa como panfleto eleitoral contra a Dilma e o Lula, espalhando uma “notícia” que, hoje, com os depoimentos das pessoas relatadas na “reportagem”, sabe-se que foi uma grosseira mentira para alterar a eleição, Dilma é reeleita Presidenta do Brasil.

Com a derrota de Aécio para Presidente e a perda do PSDB do Estado de Minas Gerais para o PT, Aécio inicia uma campanha violenta para manter-se em evidência e encobrir as notícias do seu estado natal, onde o governador Fernando Pimentel, havia iniciado auditoria dos governos anteriores, do PSDB, e descoberto diversas irregularidades.

Sem a preocupação com os resultados sobre onde levariam suas atitudes,  a oposição leva o país a um estado de exaltação dos ânimos e notícias de intolerância, a cada dia, são mais comuns.

As apostas são em várias frentes:

Anulação da eleição. Primeiro Aécio buscou jogar dúvidas quanto a lisura do processo, pedir recontagem e sandices equivalentes, desautorizado pelos tribunais recorre ás doações “ilegais” que teriam sido recebidas pela campanha de Dilma, fato este que tem um apoio no fiel escudeiro do PSDB na Justiça, o ministro Gilmar Mendes, comandante em chefe das forças jurídicas do TUCANISTÃO.

Eleição de um opositor ao governo nas casas legislativas. São eleitos Renan Calheiros e Eduardo Cunha, sendo que, este segundo, declaradamente contrário ao governo e tendo atrás de si várias denúncias de irregularidades.

Projetos lesivos contra o governo nas casas legislativas. Vários projetos são apresentados para enfraquecer mais ainda o governo, desde projetos que aumentam os gastos para o governo num momento de contenção de gastos a projetos de lei que alteram a Lei de Partilha do Pré-Sal, desobrigando a participação da Petrobrás em 30% e a sua participação consequente na exploração de cada poço descoberto.

Impeachment. Através de “argumentos” fantasiosos e falaciosos, busca-se criar uma atmosfera de dificuldades e paralisia governamentais. Usam-se as chamadas “pedaladas fiscais” e diversos outros.

Paralisação do país através da lava-Jato. Dificuldades várias, insegurança jurídica, prisão de diretores e proprietários de empresas e paralisação das empreiteiras e obras visam causar um caos no país, agravando-se ainda mais a crise mundial que passa a atingir mais forte os demais países e começa a refletir, também, com mais força, no Brasil.

TioSam1

Os Estados Unidos estão movimentando suas peças no tabuleiro da América Latina e o Brasil é peça importante para este país manter sua hegemonia mundial, através da garantia da posse de riquezas dos países desta região. A desestabilização de todas as democracias, então, é o motor principal da política atual deste império, que não está a medir esforços para conseguir seus intentos.

Através de protestos engendrados e anabolizados pela mídia vendida destes países, busca-se a queda das esquerdas, contrárias ao poder de Washington. Compras de parlamentares, apresentação de projetos que beneficiem suas empresas em detrimento das dos países de origem de cada um e outras estratégias, como a guerra, entre alguns destes países, pretende-se cercar toda a América do Sul, que tem se levantado e desafiado, sistematicamente, o poder da Águia.

As fronteiras entre Venezuela e Colômbia, são as que inspiram maiores cuidados e, uma guerra entre estes dois países, levaria a Washington a sair em socorro a seu aliado, a Colômbia, contra seu inimigo maior na região, a Venezuela, passando a intervir descarada e escancaradamente contra este.

Com várias bases implantadas no território colombiano, esta tarefa seria mais fácil, esperam eles. Como as estratégias de golpe e desestabilização interna da Venezuela não deram certo, parte-de, então, para a boa e velha intervenção militar direta, com a invasão, pura e simples do país, com os pretextos mais acintosamente injustificáveis que tiverem em mãos, afinal, quem vai se interpor contra eles? Se puderam fazer o que fizeram no Iraque ou no Afeganistão, porque não fariam na pobre Venezuela? Se puderam montar toda a farsa do ATENTADO do 11/09, levando milhares de pessoas à morte, dentro de seu próprio país, o que impediria a eles de fazerem o que querem e desejam no mundo?

Estes fatos tem provocado uma corrida armamentista na América do Sul, principalmente, com seus países buscando reforçar seu poderio bélico, temendo algo mais sério. Silenciosamente, os EUA vão cercando, também, o Brasil, com bases variadas circundando nosso território.

Internacionalmente, a desmoralização do governo de Nicolás Maduro se acentua, mostrando-se cenas de desordem provocadas pelo desabastecimento deste país, como se esta fosse responsabilidade única de erros do governo central e não houvesse um absurdo boicote da elite nacional para provocar a revolta do povo contra seu próprio governo.

Na geopolítica mundial, cada peça, do adversário, que cai, pode levar toda a região a tempos obscuros, vividos a apenas poucos anos, e a um tenebroso período de privação das liberdades e das esperanças de milhões de “sudamericanos”.

Não é hora de dormir. Acorde. Você, queira ou não, foi colocado neste tabuleiro de xadrez. A peça que você precisa movimentar é a sua opinião e a sua coragem para enfrentar, nada menos, que o poder do maior império do planeta, colocando-se ao lado do governo, que realmente está a te defender e dos países que alteraram as condições em que toda a América Latina vivia a poucos anos atrás.

Sua voz e sua opinião, através das redes e nas ruas é esperada pelas pessoas menos afortunadas. A JUSTIÇA  e a humanidade dependem de cada um de nós. GRITE. REBELE-SE!!!

Fábio Brito, Bahia.

A DITADURA instalada no Brasil. Um país e sua democrática “fantasia carnavalesca”!

É verdadeiramente triste e lamentável, como algumas pessoas não se dão conta em como se está sendo construída a narrativa para justificar um GOLPE À “DEMOCRACIA” BRASILEIRA e como eles estão usando de todos os artifícios para atingir este objetivo, já que não conseguem atingir o coração e conquistar a confiança da maioria do povo brasileiro, já fazem quatro eleições presidenciais.

Uma vez que através das ideias, no campo político, não conseguem fazer frente às propostas implementadas nos governos do PT à frente do Governo Federal, que tal “desumanizar” a MULHER que está à frente do governo? Parece que bater em mulher é engraçado e mais fácil para muitos marmanjos, não é mesmo?

Disseminam idéias homofóbicas, sexistas, animalescas, tudo em prol de debilitar a aceitação de uma senhora que serve a seu povo com DIGNIDADE  e honradez. Vê-se “argumentos” de que ela seria uma “jumenta” e de que seus eleitores são burros e analfabetos, pois o que importa é destruir toda a possível imagem positiva que a presidenta tem e a moral de seus eleitores.

É impressionante!!! Verdadeiramente impressionante!!! A elite deste país detém praticamente TODOS os veículos de comunicação em se tratando de rádios, emissoras e retransmissoras de televisão, revistas e jornais impressos diários, e isto, por si só, já configuraria uma DITADURA. Além disto, colocam seus veículos, não só para construir uma imagem favorável aos bandidos da política (quem é mesmo o presidente da Câmara?) mas, também, a demonizar todas as políticas públicas que são adotadas a favor do povo brasileiro.

O Brasil é Democrático? Há controvérsias, mas não é porque estes meios falam da ditadura do PT, é porque não existe a possibilidade de se revelar o contraditório, só se escuta o que eles querem e o espaço para a opinião divergente é quase nulo, e, mesmo diante desta constatação, o povo resiste a todos os ventos contrários e continua a escolher aqueles que acreditam ser o melhor para si, e isto é imperdoável para eles.

E se eles dominam os meios de comunicação, o tratamento dado àquelas opiniões que são contrárias aos interesses deles, logo são descaracterizadas e ridicularizadas e passam a ser “bolivarianas”, “comunistas” e somos todos, “deportados para Cuba”.

O “jogo Democrático”, para eles, funciona dessa forma. Depois de perderem quatro eleições presidenciais consecutivas, “a síndrome de abstinência do poder”, lhes subiu à cabeça, e não perderam tempo a saírem pelas ruas a libertarem o fascismo e os fantasmas adormecidos da intolerância, que tanto mal causaram ao Brasil.

Lembra-se das primeiras palavras deles? Clamavam contra uma “suposta” fraude nos resultados da contabilização dos votos e chamaram o povo para as ruas.

No segundo momento, bradaram contra algumas medidas que foram implementadas pelo Governo Federal, aventando um “estelionato eleitoral” que justificasse a destituição do governo.

Em outro momento, utilizaram a Justiça, através do comandante em chefe das forças jurídicas do TUCANISTÃO, Gilmar Mendes, para reprovar as contas eleitorais da Presidenta Dilma Vana Roussef, e lhe abiscoitar o mandato, retirando, assim, as esquerdas do poder, uma vez que a vontade do povo não lhes favorece, e, consequentemente, não lhes interessa.

Durante todos estes momentos os seus exércitos avançavam na OPERAÇÃO LAVA JATO. A intenção escamoteada: prender o Lula. Aposta-se no agora, desestabilização do governo, e no amanhã, desmontar as possibilidades do retorno do seu principal nome ao cargo de presidente para as eleições de 2018.

A mídia mafiosa brasileira destrói a imagem do governo, do seu partido e do seu líder maior, o ex-presidente Lula. É preciso criar uma impressão de terra arrasada para que, toda a esquerda se sinta acuada e sem moral para rebater as propostas parlamentares lesa pátrias e danosas a toda a população brasileira.

No outro front desta guerra declarada, que as esquerdas não enxergam, e o PT não enfrenta, está um general sem escrúpulos (ou seriam dois?), na Câmara Legislativa Federal. Este avança seus PANZER’S no tabuleiro, massacrando quem se interpõe pelo caminho, pois goza da “credibilidade” dos senhores feudais, donos da mídia brasileira.

Eles sabem que alguém precisa fazer o jogo sujo e a CUNHA já estava marcada, “o escolhido” dos Deuses anunciado lá atrás e todo apoio de que necessitava, lhe foi providenciado para que amealhasse o poder que, agora, detém. O de colocar, inclusive, a cassação da presidenta eleita em votação e lhe usurpar o mandato conferido pelo povo.

Todo este jogo intrincado, muito bem armado, não pode ter surgido ao acaso, espontaneamente, é preciso muita experiência em instilar desestabilizações de democracias, para se chegar a este cenário montado como vemos hoje. Quem estaria por trás das oposições brasileiras e a lhe dar suporte de inteligência?

Não se pode falar em teorias de conspiração para justificar o que vemos hoje, afinal, esta elite nacional não tem uma só ideia original, nada. Tudo que elas fazem em nosso país é trazer de fora o que seus valores qualificam de bom para nós. Não existe uma mínima ideia nova, um único sopro de esperança de algo original e novo, autenticamente brasileiro, tudo é cópia piorada do que se encontra lá fora.

Todos os programas televisivos se colocam neste patamar, BBB’s e suas diversas variantes, todos, inclusive, pagando “royalties” aos detentores da ideia original. Nenhum se salva. Todos cumprindo suas metas de manter toda a população nacional sob a ignorância coletiva e sedação da razão e anseios legítimos. Todos na apatia idiotizante.

Alguns que não tomam partido e não andam de mãos dadas com o fascismo, de tão confusos que se encontram entre as opiniões conflitantes, e com a raiva de uns e a descaracterização brutal dos dissonantes, acreditam-se em posição privilegiada e adequada em não se manifestar, mantendo-se equidistantes, neutros, imparciais.

Mal sabem os parvos que estão a fazer, exatamente, o que os detentores do poder querem, ao adulterar a imagem de seus oponentes, ao tornarem suas lutas em irracionais e ilegítimas, ou, ainda, extravagantes e insensatas.

Como dizia Paulo Freire, “Lavar as mãos em face da opressão é reforçar o poder do opressor, é optar por ele”, ou, ainda, outro revolucionário, Leon Trotsky, “Expor aos oprimidos a verdade da situação é abrir-lhes o caminho da REVOLUÇÃO”, ou, quem sabe ainda, Alex Castro, “Não se muda o mundo respeitando a opinião de quem te oprime”, ou o Desmond Tutu, “Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado do opressor”.

Ou seja, como afirmamos nas opiniões encontradas neste blog, e que reforçamos agora, não existe a neutralidade e a imparcialidade, quem assim pensa que faz, está, conscientemente ou não, sendo um INOCENTE ÚTIL nas mãos dos que praticam as injustiça e de quem oprime. Ademais, como se manter imparcial quando “todas” as informações que nos chegam são distorcidas e manipuladas?

Precisamos de algo novo que faça mudar a configuração absurda do poder da forma que encontramos em nosso país, mas, devemos ser sinceros e verdadeiros, ela dificilmente ocorrerá, pois o Governo Federal, em mãos do PT desde 2003, nada tem feito neste sentido e, a única esperança que temos, é pressionar os políticos em todas as frentes. Podemos começar a fazer um movimento real, para que o Governo Federal deixe de anunciar nos grandes veículos de comunicação do Brasil, que não cumprem seu papel de bem informar à nossa população.

Se neste momento não temos força de implementar uma “lei dos meios”, que resulte num ambiente mais propício a exercermos a verdadeira Democracia em nosso país, é necessário que se retire o apoio financeiro a veículos que pregam o GOLPE à luz do dia, e distorce as informações, visando a criar uma celeuma tal, que possam embasar um golpe com ares de legitimidade.

Que se invista este dinheiro economizado, em publicidade e propaganda, na EBC, Empresa Brasileira de Comunicações, buscando, inclusive, a transmissão de jogos de futebol do brasileirão e adequando os jogos a horários ajustados às necessidades de jogadores e apreciadores do futebol. Deve-se procurar dar uma gestão dinâmica para as comunicações do governo e para seus veículos. O Governo Federal precisa, verdadeiramente, começar a se comunicar com os cidadãos e a lhes mostrar o que está a ocorrer no país, da forma mais direta e honesta possível.

Caso não se entenda que se deva utilizar todo o recurso economizado desta forma, uma boa parte deste valor poderia ser aplicado na divulgação das ações do governos, em sites e blog’s não hostis ao governo, e que tenham uma linha mais fiel ao que se exige e espera de um  verdadeiro jornalismo. Assim, ganharia-se, também, em diversidade de opiniões, que é a razão e base de qualquer Democracia.

O que podemos fazer? Pressionar o Governo Federal a cancelar as verbas publicitárias para os grandes veículos que estão a pregar o GOLPISMO, divulgando nossa posição a respeito. Podemos divulgar pelo Twitter a seguinte mensagem: @dilmabr Corta as verbas de publicidade destes veículos golpistas, aplica na EBC ou na Educação. Não alimente cobras. #cortaasverbasdilma. Divulgue o link deste texto nas redes sociais, crie outros seus e revele o que você pensa a respeito da Democratização das Comunicações em nosso país, solicitando providências, movimente-se, rebele-se.

Se você concorda com as opiniões expostas aqui, ajude divulgando esta mensagem para que ela chegue até o Governo Federal, e este escute nossa opinião e passe a movimentar de acordo com o que pensamos, e não mais de acordo com as pressões que recebem dos mafiosos de nossa mídia.

Caso você tenha outras ideias, entre em contato conosco e nos diga o que pensa, para que possamos reunir todas as boas sugestões e divulguemos, no intuito de fazer com que todos saibam e possam comentar e ajudar a construir uma proposta para um país melhor para todos.

Recentemente o Governo Federal criou um canal para a população apresentar ideias, para podermos ajudar a melhorar nosso país, mas ainda é uma coisa iniciante e limitada, no entanto, não se deve deixar de ver, pois é preciso criarmos e melhorarmos os canais de comunicação direto do povo com seus governantes. O link do Dialoga Brasil também está na nossa página inicial:  http://dialoga.gov.br/.

Abaixo sugerimos um link útil para ajudar a nos informar melhor e a entender como funcionam as democracias que eles pregam e o que eles realmente querem e como agem:

Democracia não é só voto, voto não é o fim e o fim não justificam os meios que eles estão a empregar.

Um abraço a todos(as).

Fábio Brito – Bahia.

A INVISIBILIDADE DE UM EX PRESIDENTE AMARGURADO. A MÍDIA MOSTRA, MAS O POVO NÃO VÊ.

“Prefiro ser uma gota de amor ao invés de um mar de amargura.”

Madre Teresa de Calcutá.

 

“Caro” ex presidente amargurado, inicio esta carta com a palavra “caro”, porque tenho memória, e me recordo, perfeitamente, de como foi o período em que você esteve à frente do governo de meu país, em que sua imagem fulgurava nos televisores, jornais e revistas, devido ao desmesurado suporte que a mídia venal lhe concedia. Tristes foram os momentos e, desta forma, não poderia me referir, à sua pessoa, como a alguém a quem reservo desvelo. Sinto muito.

Lembro-me, também, o quão prestativos lhe foram (esta mídia), ao disseminar a singela invencionice acerca da paternidade do Plano Real. Quando via sua figura patética na tela a sorrir, deslumbrado com a evidência angariada com sua assunção ao poder maior de nossa nação, não conseguia conter meus pensamentos, que me remetiam à imagem de suínos se refestelando numa pocilga.

Fico a me perguntar a que se deve a reverberação atual de suas reflexões, uma vez que, se não estou equivocado, seu DESgoverno foi o que propiciou a empresas estrangeiras, a aquisição de estatais nacionais, patrimônio construído com o trabalho árduo de milhões de patrícios, com moedas podres e, como se não bastasse, viabilizou, a estas mesmas empresas, empréstimos, advindos das economias do depauperado povo brasileiro.

Como não recordar da miséria e da fome que açambarcava o povo Nordestino? Povo este relegado á própria sorte, por seu líder maior, você, e tragado por um turbilhão de perturbações, originadas da incompetência e do desdém, acerca de suas aflições e anseios. Pessoas com sonhos destroçados, pela subserviência devotada pelos seus líderes a alienígenas sanguessugas. Feliz estava a Globo, ao usar esta população nas “reportagens” dramáticas que relatavam nossa dor e obtendo prêmios com as mesmas.

Uma miríade de escândalos, todos cuidadosamente acobertados pelo quarto poder, aliados incondicionais da desfaçatez com o trato da coisa pública, que seu governo aboletava. Atravessávamos, então, um indelével e implacável inverno no Brasil. As nuvens encobriam todo o Sol. A escuridão sufocava nossa alma.

A afronta aos direitos elementares do povo, observada no tratamento dispensado à coletividade, como os observados nas greves dos petroleiros e ao MST, maculava a esperança intrínseca a cada brasileiro. Soçobrávamos na curva do rio, atônitos.

Deverias estar encarcerado a sete chaves, porém, como não estás, regozijo-me ao imaginar-lhe defronte ao espelho, observando a imagem de um indivíduo transtornado com o reflexo diante de si, uma “nulidade exponencial”, um lacaio vil, traidor, não só de seu povo, mas de sua própria “biografia”. Um indivíduo que podia ter sido, mas não foi.

Causa-me repugnância, recordar de todos os seus “feitos”. Peço a Deus que não me permita fazê-lo, que me retire este poder, que me abençoe com o esquecimento, este mesmo sentimento que meu povo lhe dispensa, ao ter tido a felicidade de viver sob os governos do PT, a que vocês, hoje, se dedicam a enodoar com as maledicências arremessadas contra seus líderes, LULA e DILMA.

A amargura lhe transformou em uma sombra do que um dia pudera ter se transformado. Hoje, és apenas um insensato a sonhar com a quebra do Estado de Direito, com a aniquilação de nossa Democracia, ilusão pueril que lhe resta, em um retorno triunfal, que nunca chegará, para “salvar-nos” de nossas alegrias recém conquistadas.

A dúvida se apodera de mim, qual teria sido a marca maior do seu (DES)governo? Arriscando-me a contrariar legiões de conterrâneos, considero que foi a pusilanimidade com que representou o nosso Brasil lá fora. Recordo-me de um vídeo surreal, em que você, acreditando-se garboso, mostrou todo seu lado néscio, quando numa reunião, se não me engano na Itália, ruminou, diante de outros líderes mundiais, todos os seus mal feitos, executados de acordo com os ditames dos poderosos a quem você se subordinava. Que cena deplorável!

Nunca acreditei que pudesse me sentir tão enxovalhado com a estultice de alguém. Pergunto-me, como tal espectro pode, um dia, projetar uma imagem de “grande sabedoria” quando o seu cerne apresenta-se tão torpe? Incompreensível me parece.

Entendo, hoje, mais que nunca, porque você se tornou uma figura tão triste, uma sombra débil, mesmo que projetada em noite de lua cheia.

Por fim, recordo-me da XVII Cimeira Ibero-Americana, ocorrida em 2007, no Chile, quando uma daquelas pessoas a quem você admira, revelou a sua arrogância e prepotência, mandando o Presidente venezuelano, Hugo Chàvez, se calar. “Solamente otra persona digna de olvidar”.

Diversamente aos motivos do rei, e para preservá-lo, peço, cala-te….(??????).

Cala-te, cala-te, cala-te…

Quem é você mesmo???

Esqueci.

P.S.: Fiz esta carta a uma pessoa a quem não me recordo mais quem é, quem souber de quem se trata, por favor, me ajude. Grato.

Fábio Brito – Bahia.

NO CAMINHO COM MAIAKÓVSKI.

Quando nos deparamos com situações incompreensíveis, onde a intolerância e a opressão, parecem tomar conta do ar, e nos faz sentir sufocando, vem a arte e nos mostra, de forma espetacular, que, tudo que por que passamos, ainda tem salvação.

A arte é capaz de nos devolver a sensação de que vale a pena seguir em frente, de que somos capazes de irmos mais além, de voar mais alto. Ela nos resgata de nós mesmos, quando fraquejamos e parecemos nos entregar no meio do caminho. Sentimos a presença de Deus na beleza do que nosso semelhante pode realizar de bom.

Ela nos devolve à vida.

O poema que invade estas páginas, onde me propus a escrever sobre os acontecimentos de nossa vida e colocar em debate algumas soluções possíveis para os nossos problemas diários e constantes, é uma destas peças que te obriga “a seguir a canção” que brota dele, que te faz acordar para a vida, te faz sentir vivo e com ânimo de levantar e prosseguir com alegria, porque, por mais que a jornada seja árdua e nada garanta nosso sucesso, intimamente, sentimos que só em estar No Caminho com Maiákovski, já vale a pena ter começado nossa trajetória.

As partes em negrito referem-se à parte do poema mais conhecido. Boa leitura

NO CAMINHO COM MAIAKÓVSKI

Assim como a criança

humildemente afaga

a imagem do herói,

assim me aproximo de ti, Maiakóvski.

Não importa o que me possa acontecer

por andar ombro a ombro

com um poeta soviético.

Lendo teus versos,

aprendi a ter coragem.

Tu sabes,

conheces melhor do que eu

a velha história.

Na primeira noite eles se aproximam

e roubam uma flor

do nosso jardim.

E não dizemos nada.

Na Segunda noite, já não se escondem:

pisam as flores,

matam nosso cão,

e não dizemos nada.

Até que um dia,

o mais frágil deles

entra sozinho em nossa casa,

rouba-nos a luz, e,

conhecendo nosso medo,

arranca-nos a voz da garganta.

E já não podemos dizer nada.

Nos dias que correm

a ninguém é dado

repousar a cabeça

alheia ao terror.

Os humildes baixam a cerviz;

e nós, que não temos pacto algum

com os senhores do mundo,

por temor nos calamos.

No silêncio de meu quarto

a ousadia me afogueia as faces

e eu fantasio um levante;

mas amanhã,

diante do juiz,

talvez meus lábios

calem a verdade

como um foco de germes

capaz de me destruir.

Olho ao redor

e o que vejo

e acabo por repetir

são mentiras.

Mal sabe a criança dizer mãe

e a propaganda lhe destrói a consciência.

A mim, quase me arrastam

pela gola do paletó

à porta do templo

e me pedem que aguarde

até que a Democracia

se digne a aparecer no balcão.

Mas eu sei,

porque não estou amedrontado

a ponto de cegar, que ela tem uma espada

a lhe espetar as costelas

e o riso que nos mostra

é uma tênue cortina

lançada sobre os arsenais.

Vamos ao campo

e não os vemos ao nosso lado,

no plantio.

Mas ao tempo da colheita

lá estão

e acabam por nos roubar

até o último grão de trigo.

Dizem-nos que de nós emana o poder

mas sempre o temos contra nós.

Dizem-nos que é preciso

defender nossos lares

mas se nos rebelamos contra a opressão

é sobre nós que marcham os soldados.

E por temor eu me calo,

por temor aceito a condição

de falso democrata

e rotulo meus gestos

com a palavra liberdade,

procurando, num sorriso,

esconder minha dor

diante de meus superiores.

Mas dentro de mim,

com a potência de um milhão de vozes,

o coração grita – MENTIRA!

Eduardo Alves da Costa

A REAL SABEDORIA DOS DUBLÊS DE MARIONETE!!! Ou o porquê o mundo é tão INJUSTO.

A imprensa é tão poderosa no seu papel de construção de imagem, que pode fazer um criminoso parecer que ele é a vítima e fazer a vítima parecer que ela é a criminosa. Esta é a imprensa, uma imprensa irresponsável. Se você não for cuidadoso, os jornais farão você odiar as pessoas oprimidas e amar as pessoas que oprimem. Malcolm X.

Quem propaga que existe democracia num país capitalista é apenas um INOCENTE ÚTIL ao próprio sistema, que massacra a maioria da população, que JAMAIS terá acesso ao que a elite tem, por mais inteligentes e esforçados que esta população seja. Funciona assim, MUITO PARA POUCOS. Muito trabalho para alguns e pouco lazer e conforto para os mesmos que SUSTENTAM OS MAIS ABASTADOS, PARA QUE TENHAM MUITO LAZER, PRAZER E ÓCIO.

É absolutamente acintoso que as pessoas acreditem ser DIREITO DIVINO, existir desigualdade no planeta nos níveis que existem hoje, onde, 1% da população mundial detém a mesma quantia de riqueza que os demais 99%. Isto é de DEUS??? Ao que me recorde a BÍBLIA E A PALAVRA DE DEUS CONDENA A USURA. O que seria esta enorme desproporção de renda senão a representação MOR de GIGANTESCA USURA E INJUSTIÇA QUE IMPERAM NO MUNDO???

Mas não, quem defende que exista “políticas públicas” para combater a desigualdade é taxado de COMUNISTA E SOCIALISTA, como se isto fosse um PECADO DESCRITO NAS ESCRITURAS SAGRADAS, como se Jesus Cristo não tivesse vindo ao mundo para defender aos pobres das INJUSTIÇAS perpetradas pelos poderosos contra os mais fracos. COMO SE JESUS NÃO TIVESSE VINDO INTERCEDER PELOS OPRIMIDOS E SIM TIVESSE VINDO CONFABULAR COM OS OPRESSORES E COMER OS SEUS CANAPÉS E BEBERICAR APERITIVOS NOS SEUS OPULENTOS REGABOFES.

Onde está escrito que Jesus esteve se banqueteando com os poderosos e gente rica da época??? Deem-me apenas um exemplo.

A velha máxima que diz “O TRABALHO DIGNIFICA O HOMEM”, é apenas uma falácia, ela deveria ser modificada para “O TRABALHO DIGNIFICA O HOMEM E O ÓCIO DIGNIFICA O PATRÃO DELE”.

Os INOCENTES ÚTEIS, sem enxergar um palmo à frente do nariz, e tendo TERCEIRIZADO A DIFÍCIL E ÁRDUA TAREFA DE PENSAR, deixando isto para as pessoas da elite, que verdadeiramente comandam o país através dos jornais, revistas e televisão, não conseguem enxergar que não há mais democracia em países capitalistas e que estas foram destruídas em países como os da EUROPA, por exemplo, onde, o que existe hoje, é nada mais que uma DEMOCRACIA DE MERCADO, onde quem manda e decide, inclusive as políticas públicas, são a elite e, principalmente, AS GRANDES CORPORAÇÕES.

O CAPITALISMO, em 2008, fez diversas economias no mundo ruírem como num passe de mágica, mas o que houve afinal??? Alguém pode me explicar??? Milhões de pessoas perderam seus empregos e outros tantos passaram fome, tendo, muitos, vindo a óbito, e isto foi devido a que mesmo??? Devido a se permitirem que os DONOS DO DINHEIRO e, consequentemente do poder, tenham direito divino de vida e morte sobre os demais porque são “melhores e mais importantes”??? Mas quem permite isto???

Agora, combater INJUSTIÇAS é ser comunista!!! E combater a injusta distribuição de renda no mundo que levam milhões a morrerem sem terem vivido é pecado. lutar pelo DIREITO DE VIVER que todo ser humano tem, é ABSURDO. Tal é o grau de MANIPULAÇÃO a que se está submerso.

Depois vê-se falar que se deve corrigir os erros com “políticas públicas” como se as corporações, e seus serviçais vendidos do congresso, estivessem a permitir alguma coisa neste nível.

O BOLSA FAMÍLIA, por exemplo, falaram o diabo dele. Seria um BOLSA ESMOLA, que as pessoas não iriam mais trabalhar, que tinha que ensinar a pescar, que tinha que ter uma “porta de saída” e outras tolices jumenticas.

Como explicar as políticas de compensações “para gente que ainda acredita que não existe a LEI ÁUREA”??? Para pessoas a quem não se conta que a política de juros do país, através da definição da SELIC, pelo governo, ENGORDA as contas, já bastante polpudas, de gente da elite, que nada faz a não ser “viver de juros” do governo?

Ninguém vai contar para elas, que estas pessoas que vivem de juros, sem nada fazer, sem nada produzir, recebem REPASSES ACINTOSOS do Governo Federal, em quantias muito superiores ao que o povo pobre recebe através do BOLSA FAMÍLIA??? Isto pode, não é??? Os ricos não vão reclamar nem existirão manchetes indignadas denunciando este ABSURDO EXECRÁVEL.

O fato, é que as corporações, que não se agradam destas “políticas públicas”, mandam seus serviçais DERRUBAREM UMA PRESIDENTE ELEITA PELA POPULAÇÃO DO SEU PAÍS. Esta é a forma correta de corrigir os rumos, no entender deles. Claro, ninguém nem chegou perto de pensar em derrubar o Fernando Henrique Cardoso, quando ele tinha míseros índices de popularidade, e toda a população sofria com suas políticas, que LEVARAM A QUEBRAR O BRASIL TRÊS VEZES, e fomos obrigados a estender a mão PEDINDO ESMOLA PARA O FMI PARA PAGAR AS NOSSAS CONTAS.

Oras, se vamos corrigir os erros do capitalismo com “políticas públicas”, deixe-se corrigir os erros do governo pelo próprio, que foi eleito pela população para isto. Mas, claro, eles falam em “erros do governo” e, omitem, inclusive, que a crise, derivada de débacle mundial de 2008, aumentou e afeta diversos países. É como se não existisse e só o Brasil estivesse em situação ruim. A CANALHICE desta corja de bandidos não tem limites.

Aí vem o INOCENTE ÚTIL, manipulado pelas manchetes das revistas e jornais, repercutidas pela TV GLOBO, senhora dos golpes no país, acostumada a eleger presidentes (COLLOR, lembra-se???), e a derrubá-los, quando enjoa deles, e nos enfia, nas fuças, a desaprovação da Presidente DILMA. “Somente 7% aprovam o governo da DILMA, o povo não quer mais a presidente no governo, 66% aprovam o IMPEACHMENT dela”, informa, feliz, o IMBECIL FANTOCHE.

Pouco importa se você lhe informar que o presidente LULA tinha a maior aprovação popular de todos os presidentes que o Brasil já teve (81% de aprovação) e, ainda assim, queriam derrubá-lo. Pouco importa se você informar a ele, que exercer a presidência da república não é o mesmo que participar de CONCURSO DE POPULARIDADE e que não se pode retirar um presidente, democraticamente eleito, só porque não está, momentaneamente, com os índices de popularidade altos, pois o DUBLÊ DE MARIONETE, se agarra nas manchetes garrafais ou no que o pastor disse no culto, de que “está enojado com o que está acontecendo no país”, como se o que está acontecendo agora, tenha começado apenas ontem, depois que o PT assumiu o governo.

A solução do Brasil não vai ser fácil, principalmente porque o maior erro do PT é ter, entre seus quadros, na sua cúpula diretiva, GENTE QUE PARECE NÃO TER SANGUE NAS VEIAS, GENTE SEM FIBRA, GENTE COVARDE E MEDROSA ATÉ A MEDULA.

Qual seria o medo destas pessoas na cúpula diretiva do PT??? O que realmente eles temem??? Se estão a defender o direito do povo, suas necessidades, e a mídia vai distorcer e mentir, como sempre fez e fará sempre, que vá para a rua em todo o país e chame o povo, que não irá faltar para defender seus próprios interesses, e, se assim o fizer, este povo apenas merecerá o destino que lhe aguardará, por não ter tido a coragem de dizer e lutar por aquilo que deseja para si mesmo.

Gostaria de não pensar nisto, mas não tenho como, pois as indicações me levam a crer que, ao que parece, esta cúpula que está no poder no PARTIDO DOS TRABALHADORES, se esqueceram de quem os colocou lá, e, confrontados pelos ETERNOS DONOS DO PODER, aquelas pessoas que detém a grana, estão a fazer concessões demais apenas e, tão somente, para que eles lhes permitam ficar mais um tantinho na crista da onda.

Talvez tenha chegado a hora dos militantes do PT buscarem, dentro do partido, uma via de DEMOCRACIA DIRETA. Se alguns países conseguem implementá-la, por que não se conseguiria dentro do partido?

Precisamos de novos rumos!!! Esperemos que a imbecilidade demonstrada, por parte do povo brasileiro, seja algo passageiro, como um vírus que nos fez agir como zumbis, mas que, com o novo nascer do Sol, nosso organismo tenha reagido e nos livrado de pensamentos e atitudes que, se levados adiante, nos fariam sofrer exponencialmente mais, e por tempo mais prolongado, do que se reconhecêssemos que nossos problemas não existem apenas devido a questões internas mas, também, devido a questões que estão a afetar diversos países por todo o mundo, e levando sofrimento a milhões de pessoas, devido a “um sistema capitalista doente e sem razões para existir mais”.

Precisamos resgatar nossa CONSCIÊNCIA E NOSSA HUMANIDADE, que andamos a terceirizar por razões externas à nossa vontade. O MUNDO É DECISÃO DIRETA DE NOSSAS ATITUDES, PORTANTO, AJAMOS COM COERÊNCIA PARA O BEM DE TODOS, INDISTINTAMENTE.

Fábio Brito, Bahia.

Diálogos de PAZ. Em busca do fim da MATANÇA DOS PALESTINOS!!! PELA RESPONSABILIZAÇÃO E PUNIÇÃO DE ISRAEL. Pela REPARAÇÃO, necessária, aos Palestinos.

Todos nós queremos a paz e, quando vemos que existem problemas no oriente médio, principalmente entre Israel e Palestina, nos perguntamos, por que os Palestinos não conversam civilizadamente? Por que não cedem um pouco para poderem obter a paz, que é objetivo de todos? Por que tanta barbárie e terrorismo, capaz de usar homens bombas contra o povo de Israel?

Bem, se você pensa assim, sinto muito, mas tenho que lhe informar que você está cometendo um grande equívoco, e, atrás deste engano, está, também, uma GRANDE INJUSTIÇA.

Devido ao enorme desconhecimento dos fatos reais, a respeito do que ocorre entre a Palestina e Israel, você está sendo levado a acreditar que os intolerantes aqui, são os Palestinos, mas não são, e vou lhe dar as razões do que afirmo logo à frente.

Estas informações incorretas, que chegam até você, não são equívocos, senão que, uma grande e massiva PROPAGANDA, um grande merchandising, levado a cabo pelos líderes sionistas, que fizeram o mundo lhe “dar um país de graça”, logo após a Segunda Grande Guerra Mundial, devido ao sofrimento que os Judeus passaram nas mãos de Hitler. A Europa toda, se culpa por ter permitido isto acontecer. Houve, e ainda há, e é até natural que isto ocorra diante das atrocidades que aconteceram, uma comoção mundial diante dos crimes cometidos. E, devido a isto, o mundo, resolveu “dar de presente” ao povo judeu, terras na Palestina, que não lhe pertenciam, para que pudessem ter um lugar para chamar de seu. Ou seja, fizeram caridade com os bens de outras pessoas, como se, seus vizinhos, decidissem dar metade de sua casa para moradores sem teto. Você permitiria uma coisa assim?

É preciso, ainda, levar em conta que não foram apenas os Judeus que sofreram ou foram perseguidos na Segunda Guerra mundial pelos NAZISTAS. Acredita-se, que cerca de SEIS MILHÕES de Judeus foram assassinados pelos apoiadores do regime NAZISTA, mas, diante do número de vítimas da União Soviética, até este número absurdo fica pequeno e passamos a não entender muitas coisas. Ficamos confusos.

VINTE MILHÕES DE RUSSOS e cidadãos da, então, União Soviética, também morreram nesta mesma guerra. Eles existiam e, também, como os Judeus, foram assassinados. No entanto, existe uma intenção nebulosa, dos demais países vencedores, em ocultar este fato. Europeus e Estadunidenses se esforçam brutalmente para reescrever a História e tentam deletar a participação da União Soviética e a contribuição decisiva deles para a libertação da Europa e pelo fim da Guerra. Sem a ajuda dos Comunistas, o mundo poderia ser bem diferente hoje, com consequências impensáveis sobre o mundo todo. Mas eles eram “Comunistas” e, portanto, tem que ser esquecidos e seus mortos não devem ser pranteados ou lembrados.

Ciganos, negros e outros povos, também foram perseguidos e massacrados pelos alemães nazistas de então, mas, o que sabemos deles? Nada. Parece que nem existiram. Claro, se não sabemos que eles existiram e foram tão perseguidos e sofreram tanto como os Judeus, logo, o sofrimento dos Judeus passa a não ser só deles e é preciso, é absolutamente imperioso, mostrar ao mundo, que praticamente as únicas vítimas foram os Judeus.

Quem não gosta de teorias sobre conspirações, não precisa ficar sabendo que, a elite Judaica, já deveria ter um acordo com alguns dos impérios da época, Inglaterra e EUA. Não precisa saber, que as verdadeiras e importantes lideranças judias, já haviam saído da Alemanha e deixaram o seu povo como boi de piranha. Não precisa saber que eles usam, e usarão, sempre, os cadáveres do seu povo para lhes permitirem continuar a agir impunemente pelo mundo, massacrando quem se puser em seu caminho, assim como verdadeiros herdeiros de Hitler. Eles aprenderam bem, são mestres.

Com a vantagem de “SEREM O POVO ESCOLHIDO DE DEUS”, com o holocausto que sofreram, o enorme poder econômico de que dispõem, as principais empresas do mundo estão nas mãos de Sionistas, e, consequentemente, a simpatia de todos os meios de comunicação do planeta e os jornalistas a seu serviço, parlamentares comprados ou seduzidos pela versão da História, contada pelos vencedores, ELES FAZEM O QUE QUEREM SEM SER INCOMODADOS POR NINGUÉM.

A Bíblia, e logo, DEUS, estão com eles. O Holocausto e a História estão com eles. O PODER ECONÔMICO está com eles. E, se isto tudo ainda não for suficiente, O PODER DAS ARMAS ESTÃO COM ELES.

Para termos uma ideia de como as coisas verdadeiramente funcionam basta observar que os EUA estão a ameaçar o IRÃ, devido a seu programa nuclear. Impuseram sanções econômicas a eles devido a isto, mas, porque não fazer o mesmo contra Israel que leva adiante seu programa nuclear sem que ninguém os incomode?

Especula-se que o Estado de Israel deva possuir, atualmente, cerca de 200 a 400 ogivas nucleares. No entanto, ninguém pensa em impor sanções econômicas ou qualquer outra. Israel não presta contas a ninguém, não existe fiscalização alguma sobre as armas que possui, é um estado livre para fazer o que desejar, massacrar quem quiser sem prestar contas a ninguém. Um verdadeiro CÉRBERUS louco, ensandecido e muito bem armado, que ninguém se atreve a segurar, a lhe colocar freios, a lhe colocar limites.

Pobre povo Palestino!!! Triste a sua agonia!!! Ninguém intercede pelos fracos, ninguém intercede pelos pobres ou anda com eles. Todos querem tirar suas “SELFIES” com os vencedores. Todos querem estar com os poderosos. Todos sorriem felizes ao lado dos opressores, sem perceber que estão a pisar em cadáveres humanos. Que estão a colaborar do seu infortúnio, de sua extinção.

A alegação para que cedessem parte do território da palestina para os Judeus era a de que, historicamente, eles se originaram naquela região e que foram expulsos de lá e, a partir daí, se espalharam pelo mundo. Nada mais justo que permitir um povo perseguido “em todos os lugares por onde passou”, ter o direito de “voltar para casa”, não é mesmo???

Errado!!! Pense da seguinte forma, se as alegações do povo judeu estiverem certas, por que não devolver a Califórnia e o Texas ao México? Por que não devolver o Brasil aos silvícolas (índios), descendentes dos povos que existiam aqui em 1500 e todo o resto da população não ir para outro lugar?

O que o povo Palestino atual ou do ano de 1948, ou, ainda, 1900, tem a ver com a expulsão, violenta ou não, dos Judeus, pelo Egito, há mais de 3.000 (TRÊS MIL) anos atrás??? Tem lógica uma coisa destas?

Os Judeus tem conseguido enganar a opinião pública mundial devido a diversos aspectos:
Consideram-se os “ESCOLHIDOS DE DEUS”, ao menos tem milhões de pessoas em diversas religiões ao redor do mundo que disseminam esta ideia devido a “constar na Bíblia”, e esta, é uma propaganda imensa e gratuita.

“A versão bíblica da história judaica mostra que os judeus são uma nação escolhida por Deus como um povo separado e santo, guardião das leis outorgadas por Deus.” (Retirado do Wikipedia). Como alguém pode se opor a eles??? Digam-me, quem seria louco o suficiente de contestar “DEUS”, quem seria insano de contrariar seus desejos expressos no “LIVRO SAGRADO”???;

Além disto, os Judeus não perdem uma só chance, de jogar os cadáveres de seus companheiros na cara dos Europeus e do resto do mundo. Constrangem abertamente o mundo inteiro atiçando a pecha de insensível e, até, antissemita, para qualquer um que os contrarie e os conteste, e fazem isto, inclusive contra judeus e cidadãos de Israel, que se opõem contra as chacinas e massacres contra o povo Palestino.

Os sionistas passaram a ideia ao mundo de que “mesmo sendo os fracos”, a ponta mais frágil da corda, e com gigantescas provações e sacrifícios, tem vencido os “perversos Árabes”, os pagãos Árabes, os terroristas Árabes e Palestinos. Uma verdadeira luta de “Davi contra Golias”. Isto, no entanto, é uma farsa, eles nunca foram a ponta fraca nesta relação. Estão protegidos desde sempre, por grandes nações do planeta. Inglaterra e Estados Unidos, sempre estiveram por trás da formação de Israel, que lhes tem ajudado de volta, e defendido suas políticas numa região riquíssima em PETRÓLEO. Deve ser coincidência, apenas um detalhe.

Uma das formas de ajudar o “Davi”, Israel, é em ajuda direta através de bilhões de dólares que os EUA destinam a Israel. Outra, através de vendas de armas. Para se ter uma ideia o PIB, de toda a Palestina, é de cerca de SETE bilhões de dólares e só a ajuda que os EUA destinam a ISRAEL, hoje, é de U$ 3.000.000.000,00 (TRÊS BILHÕES DE DÓLARES), por ano, até o ano de 2017. Israel possui um PIB de cerca de U$ 160.000.000.000,00 (CENTO E SESSENTA BILHÕES DE DÓLARES). Ainda assim, ante um país que tem uma economia VINTE E DUAS VEZES MENOR que a sua e não possui Exército, Marinha ou Aeronáutica, precisam de ajuda econômica e militar para se defender de paus e pedras das INTIFADAS dos Palestinos.

“Há muito tempo os Estados Unidos e a Europa, líderes nesse conflito, aceitaram implicitamente que Israel tem impunidade. Por isso, pode violar sistematicamente o direito internacional, o direito humanitário e os acordos de que é signatário sem ser condenado”, afirmou.

Israel já violou 32 resoluções do Conselho de Segurança da ONU desde 1968, segundo um estudo de Steven Zines, da Universidade de San Francisco, publicado no jornal israelense Haaretz. Retirado do sítio: http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2014/08/140730_analise_israel_lk

Abaixo você poderá ter contato com alguma parte daquilo que a grande mídia mafiosa, do mundo inteiro, está nos escondendo acerca do MASSACRE DO POVO PALESTINO POR ISRAEL, que, no intuito de atingir os objetivos da propaganda deste país, é mostrado como “conflito Israelo-Palestino”. Como se fosse possível existir um conflito entre a décima maior potência bélica do planeta e uma das forças armadas mais bem treinadas do mundo, contra um país que não tem Exército, Marinha ou Aeronáutica.

Para saber mais:
http://www.brasildefato.com.br/node/11200
http://www.viomundo.com.br/politica/noam-chomsky-e-colegas-denunciam-cobertura-da-midia-sobre-gaza.html
http://www.brasildefato.com.br/node/11201
http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Internacional/Impressoes-de-uma-visita-a-Gaza/6/26367

Depois de se informar melhor e saber o que nos escondem acerca do massacre do povo Palestino, o que temos a propor é que se identifique tudo aquilo que compramos e se rejeite os produtos fabricados ou produzidos em Israel. Um grande boicote levado adiante por cada um de nós, cidadãos do mundo, conscientes dos crimes contra o povo da Palestina. Precisamos ter em conta que, da mesma forma que o APARTHEID Sul Africano caiu, devido a iniciativas de denúncias e pressões deste tipo, podemos forçar Israel a mudar suas atitudes, buscar o diálogo e respeitar as leis internacionais.

Além do boicote contra os produtos de origem israelense, precisamos mostrar nosso apoio aos Palestinos. Em todos os lugares devemos mostrar a nossa solidariedade a eles, nas redes sociais, nas ruas, escolas, universidades, em nossas empresas, em nosso lazer. Devemos fazer o mundo entender que esta matança não pode mais continuar, que não a aceitamos mais.

Devemos, também, fazermos passeatas e pressionar nossos governantes a cancelar relações diplomáticas com Israel, como forma de levá-los, seriamente, a negociar a devolução dos territórios ocupados ilegalmente, e, além disto, permitir o retorno dos Árabes e Palestinos, expulsos de suas terras e de Israel, além de lhes indenizarem pelos problemas causados.

Nenhuma câmara de vereadores poderá ficar sem pressão popular até que a mesma edite uma moção de repúdio contra as atrocidades cometidas pelo Estado de Israel contra o povo Palestino. Nenhuma Assembléia Legislativa, Câmara de Deputados, ou o Congresso Nacional, pode deixar de editar uma moção de repúdio, ou deixar de pressionar o Governo Federal, para que se cortem as relações com o Governo de Israel, objetivando pressioná-lo a respeitar TODAS AS DELIBERAÇÕES DA ONU que tem sido desrespeitadas, unilateralmente, por Israel, e tendo a proteção dos EUA neste aspecto. Os sindicatos de trabalhadores precisam se posicionar contra o GENOCÍDIO, o APARTHEID, contra a LIMPEZA ÉTNICA, implementada por Israel, contra os MASSACRES do povo Palestino.

Devemos, todos, exigir REPARAÇÃO de Israel e dos EUA, que tem sido seus patrocinadores e incentivadores, ao vetar resoluções contra Israel na ONU, financiamento suas forças armadas e as compras de armas, promovendo sua economia e dando total suporte às políticas implementadas por este país.

Se cada um de nós acredita que é possível mudar o mundo, está na hora de encampar esta bela causa e sairmos às ruas com nossas bandeiras e a bandeira da Palestina para que ela seja uma nação livre e soberana e para que seu povo possa viver sem humilhações e privações, bloqueando, de uma vez por todas, o massacre perpetrado contra eles.

Quem condenou o atentado no Charlie Hebdo, não pode se calar agora, quem apoia o povo Cubano contra o criminoso Bloqueio a Cuba, não pode fingir que não vê, quem não tolera mais as mentiras dos EUA, para justificar invasões e bombardeios a países inteiros, com a intenção de garantir suprimento de petróleo para si, é bem vindo nesta caminhada, quem não aceita mais ver o poder da opressão triunfar num mar de calamidades, também, é bem vindo.

Paz, salam, shalom, peace.

Que Deus esteja com todos nós.

Fábio Brito, Bahia – Brasil

Seguir HITLER ou GANDHI? Como saber quem é quem com os meios de comunicação que temos hoje?

Certamente, o “inferno está cheio de boas intenções”, e o mundo tem inferno por toda a parte, provavelmente até em CUBA, mas não podemos deixar de perceber, que enquanto uns propagam o pior dos infernos pelo mundo afora (EUA), com bombas e guerras, e é festejado como o paraíso, o melhor dos mundos, este outro país, a que o mundo OCIDENTAL DEMOCRÁTICO E CIVILIZADO, descreve como o inferno, está oferecendo ao mundo EDUCAÇÃO E MÉDICOS.

Nas questões políticas, assumo que tenho interesse sim, em tentar esclarecer as pessoas e fornecer a elas uma forma diferente de ver e entender aquilo tudo, que os meios de informação mafiosos, querem que assumamos como verdade absoluta e inquestionável, pois, se assim não quisesse, entendo que deveria apenas balançar a cabeça como lagartixa e deixar rolar os acontecimentos sem me manifestar. Não concordo como o mundo está hoje, logo, preciso mudá-lo.

Como escolher o lado político certo, se em todos eles a mancha da corrupção, desmandos, traições, e os piores defeitos do ser humano afloram como pragas? Como saber se, neste momento, não estou ao lado de um “HITLER” de triste história que, hoje, quase todos condenam?

Para mim é muito simples, tenho uma fórmula mágica:

  1. Estou sempre do lado dos mais fracos, das pessoas oprimidas e menos afortunadas, curiosamente estas pessoas não tem dinheiro, logo, não corrompem. Por não terem dinheiro, nem nunca ter tido, também não tiveram Educação, Saúde, e muitas outras coisas básicas, essenciais e prioritárias na vida. Além disto, talvez por não terem tido riquezas materiais, é comum encontrar mais gente boa neste nicho de viventes humanos que em outros. As pessoas são mais calorosas, sorriem mais, são mais sinceras e simples, sem afetações patéticas.
  2. Não acredito que, em política todos são iguais. Sou de esquerda e ser de esquerda, muito embora não signifique “estar certo”, significa ter “tomado posição”, ter “escolhido um lado”, que foi o que fiz no item anterior, ao me definir ao lado dos oprimidos. Alguns dizem que não “existe mais esta coisa de esquerda e direita”, e, quando escuto isto, tenho que sorrir, porque, certamente, esta pessoa que está a querer a tirar a minha posição no mundo, “é de direita”.
  3. Não me deslumbro com riqueza. Não sou exatamente uma aberração, gosto de conforto e “ser rico” não seria problema para mim, neste momento de minha vida. No entanto, jamais a busquei, por acreditar em algo mais sublime que “ter dinheiro, posses e bens”. Procurei formar o meu caráter primeiro. Caso alguém levante algo contra mim, que fale que sou desonesto, com tranquilidade, provo o contrário. Este mal que me acomete, me faz buscar as pessoas e não monumentos e coisas, leva-me a observar as atitudes das pessoas e não o que elas vestem ou as joias que as ornamentam, faz-me buscar conhecer as pessoas e não ir a um país e tirar fotos de toda construção famosa que encontrar. Quando observo coisas como Torre Eiffel, Arco do Triunfo, as Torres de Gaudí, Estátua da Liberdade ou coisas do tipo, não tenho como imaginar porque tantas pessoas tiveram que morrer e tanto sangue teve que ser derramado para que “tais coisas esplendorosas” fossem edificadas. Não me tocam, simplesmente, e acho verdadeiramente doentio que as pessoas não vejam, como eu vejo, o sangue a escorrer de cada tijolo assentado nestes monumentos. Sangue de pessoas assassinadas e sacrificadas para que tais “monstruosidades” existam.

Da mesma forma, por outro lado, crianças famélicas da África ou qualquer outro lugar do mundo não me afetam como a maioria das pessoas se deixam afetar, pelo simples motivo que decidi, lá atrás, dedicar minha existência às pessoas menos afortunadas e oprimidas. Decidi isto ao sentir meu sangue ferver com as injustiças perpetradas pelo 1% da população mundial, que deseja viver tocando os outros 99% como gado, e justificando sua opulência com o massacre destes.

Quando vejo fotos de crianças com fome e povos sendo massacrados, como os Palestinos, por exemplo, eu agradeço a Deus, pela decisão que tomei e entendo que estou no caminho certo.

  1. O poder não me domina. Mesmo sendo uma pessoa eminentemente política, jamais mergulhei na busca do poder pelo poder. Desde 1989, quando meu país começou a trilhar o caminho da redemocratização, ainda não completados, diga-se de passagem, eu voto no PT e me filiei a ele em 1994. De lá para cá, jamais procurei qualquer cargo dentro do partido, embora isto seja legítimo e não julgue quem o tenha procurado. Apenas uma única vez me candidatei, ao cargo de vereador de Potiraguá e perdi. Foi importante isto. Percebi que é preciso muito mais que boas intenções para ir além e ajudar as pessoas, é preciso muito mais para chegar ao coração das multidões. Como afirmei antes, “não busco o poder pelo poder”, desta forma tenho me preparado, estudado, trocado ideias, aprendido e procurado entender o que permite alguém poder ser escolhido para guiar um povo, um dia, quem sabe, terei a minha chance.
  2. Não acredito em pessoas ou no que elas dizem, não acredito em jornais ou em suas manchetes. Acredito em atitudes, atuais ou passadas. Leio criticamente, todos os textos que chegam até mim. Todas as pessoas, empresas e nações, têm interesses por trás de cada um e alguns podem ser muito mais sombrios do que podemos imaginar à primeira vista, e, certamente, o são. Assim, não tenho problemas em ler textos russos do Pravda, cubanos do Granma, assistir a Globo, ou ter contato com a mídia desonesta que infesta nosso planeta. Procuro saber o histórico de onde colho as informações para balancear e chegar a uma ideia minha.

Se existe uma coisa que eu conheço um pouco é sobre gente, e isto me faz duvidar até daquilo em que acredito, pois, só assim posso desconstruir e me desapegar das ideias que tenho e poder melhorar com a forma de pensar de outras pessoas.

Para mim, esta é a verdadeira base da democracia. Se eu não considerar que existam ideias melhores que as minhas e/ou que tenha uma melhor maneira de serem implementadas, permanecerei como um paquiderme doente, mergulhado na minha mesmice e poderei, até, assumir posições indefensáveis sobre qualquer aspecto que se observe.

Existem algumas personalidades que admiro e que me ensinaram algumas das coisas que acredito serem as certas: Mahatma Ghandy, Danton (revolução francesa), Sócrates, Malcolm X, Mandela, Steve Biko, Madre Teresa de Calcutá e outros.

Estar certo ou errado não depende só do ponto de vista. Creio que todos os erros que possa ter, serão “menos errados” do que de outras pessoas por colocar na prática tudo que disse acima ou, ainda, cometerei menos erros e, estes, serão menos graves, do que os de outras pessoas que se posicionam na vida de forma contrária a que eu me posiciono.

Fábio Brito, Bahia.

Rebele-se enquanto há tempo!!!

O mundo é muito grande e a nossa vida é muito breve para que eu perca tempo com o que você pensa de mim.

Desta forma quero que saibas que eu vivo a vida procurando fazer o que é certo, pouco me importando se você goste ou não. Caso tenha alguma crítica a fazer, faça. Irei, sempre, considerar as opiniões contrárias às minhas, na exata medida em que compreendo que estas visam a me mostrar uma outra faceta do assunto em questão, e irei modificar meu modo de pensar, e agir, procurando me aperfeiçoar como pessoa, aceitando e até assumindo, opiniões divergentes.

Ninguém é dono da verdade absoluta, então, não se arrogue a sê-lo. Aqui, não se tentará impor “verdade” alguma a quem quer que seja. Este espaço pretende-se apropriado a debates sobre todos os assuntos. Desde Cultura a Política (principalmente), passando por Esportes, Turismo, Educação, Saúde, e, enfim, tudo aquilo de importante que acontece no mundo e que importa às nossas vidas.

Deus nos deu um mundo maravilhoso e imenso. Jamais teremos condições de compreender em sua totalidade o que este mundo representa. São bilhões de Galáxias, e, mesmo que tivéssemos a tecnologia de viajar à velocidade da luz, jamais sairíamos de nossa galáxia vivos, pois esta aventura demoraria milênios.

A nossa vida, no entanto, tem sido manipulada por uma elite de 1% mais ricos, que decide o que e como devemos comer, quanto de renda devemos ter pelo trabalho que fazemos, o que devemos vestir e, até, o que podemos saber. Mas chega um dia em que devemos ir de encontro a tudo isto. Precisamos colocar nossas vozes contra a opressão e nos posicionar ao lado dos mais fracos, que, por sinal, é o nosso próprio, muito embora vivamos iludidos a este respeito, pensando fazer parte da Casa Grande e não da Senzala

Devemos buscar quebrar os grilhões que aprisionam nossas almas à miséria, mesmo que na opulência possamos viver, pois a maior miséria é aquela que nos submete como seres humanos e subverte nossos valores e princípios. É preciso resgatar nossa humanidade, aquilo para o qual fomos feitos pelo nosso Pai. Devemos parar de guerrear contra nossos semelhantes sob a condição de, se não o fizermos, sermos aniquilados pelos nossos próprios irmãos.

Gentileza gera gentileza e esta deve ser propagada.

Sejam bem vindos.