Arquivo da tag: pt

Brasil: Um país por fazer!!!

“Não espere por líderes, faça você mesmo, pessoa por pessoa”

e verás que o resultado que esperavas, está, agora,

diante de seus olhos.

Madre Teresa de Calcutá e Fábio Brito.

 

 

A esquerda não aprende com seus erros, infelizmente!

Muitos companheiros não admitem críticas. Consideram que quem critica alguém da esquerda é um “quinta coluna” e, por isto, ao agir assim, a esquerda estará, para sempre condenada, ou a agir ditatorialmente, ou a repetir os mesmos erros, levando bordoada pelas costas, ao invés de ter o controle confortável de uma determinada sociedade, pois que seus ideais abrangem, ao menos, os desejos de 80% de qualquer país.

Contra críticas há um remédio infalível: respostas com “argumentos” críveis, mas, ao invés disto, para pessoas que não tem conhecimento, não estão acostumados ao debate, ou, simplesmente, não são democráticas, apesar de se definirem “do lado certo da humanidade”, é mais fácil desqualificar a pessoa que apresenta uma tese contrária às ideias contidas em seu pequeno mundo de fantasia, onde, ao lado das esquerdas só existem coisas boas, gente abnegada e santa.

As estratégias usadas por várias pessoas quando uma crítica apresentada põe em xeque seu modo de pensar e agir, e a retira, consequentemente, de seu modo preguiçoso e confortável de se portar diante do mundo são várias:

Algumas pessoas tentam desqualificar a mesma, admitindo ser até simpática ao questionamento proposto, mas que o mesmo não está sendo feito no tempo ou da forma correta, e, se o mesmo for levado adiante, irá enfraquecer todo o grupo e dispersar forças necessárias e que deveriam ser canalizadas a uma outra situação. Ao final nada se discute e se mantém a postura anterior.

Em outra situação,alega-se que não se encontram “no fórum” adequado ou que a simples divulgação de uma determinada crítica irá estabelecer a divisão e dispersão de parte do grupo e enfraquecer “a causa” que os une.

Criticar uma crítica alegando que a pessoa que critica não aceita críticas, é outra forma de se tentar desqualificar a crítica,por mais absurda que se possa entender esta atitude tortuosa.

MahatmaGandhi-Luz

A crítica bem fundamentada,no entanto, é um fator de alerta sobre o destino que vai nos levar uma atitude errada, que pode trazer consequências que não esperávamos e que não havíamos percebido antes, no entanto, quando estamos no calor de uma determinada situação, é muito difícil percebermos que estamos a agir errado.

A melhor forma de agirmos diante de uma crítica é estarmos aberto a elas e preparados sobre o assunto que se propõe a nós, admitindo que nossas ideias e conceitos não são os únicos, os melhores e que os mesmos podem ser melhorados com a forma de pensar e agir que uma outra pessoa tem, porque, este, afinal, é o modo democrático de agir, aceitar a opinião de outras pessoas, mesmo que, num primeiro momento, esta pareça absurda ou inexequível, parando um momento para refletir sobre a mesma e adotando-a em parte ou no todo, para que possamos aperfeiçoar e obter sucesso naquilo a que nos dedicamos.

MahatmaGandhi-Esforço

Quem representa ao menos 80% de uma população não tem a menor condição de passar pelo que passamos no Brasil neste momento, por isto, eu não defendo nenhuma das proposições que estão postas para se resolver a grave situação política, como se alguma delas fossem resolver os problemas históricos e seculares que nosso país tem.

Todas as propostas apresentadas para resolver o problema político que vemos no Brasil hoje, e que a cada dia se aprofunda mais, são apenas “soluções” paliativas, que visam, novamente, a esconder o problema principal. Irão apenas esconder a chama, mas, no entanto, quando uma leve brisa passar por esta chama, o país poderá se incendiar de vez e podemos não encontrar mais o nosso caminho de volta para casa.

ELEIÇÃO INDIRETA

Uma “eleição indireta” será considerada, por toda a população, apenas como um GOLPE 2.0, onde um agrupamento de políticos substituirá outro no comando do país, no intuito de aprofundar as reformas neoliberais que Washington dita aos nossos nobres parlamentares, comprados sob medida, para levar ao esfacelamento de nossas fronteiras e sacramentar a divisão do Brasil, embora a inteligência dos mesmos não lhes permita antever quais os reais interesses que estão movendo as suas cordas. Quando os fantoches do dinheiro sujo estadunidense e empresarial acordarem, nosso país só restará como lembrança em livros de história esquecidos e amarelados em prateleiras.

Além do mais, como se faria esta eleição indireta? Temer pediria ao Congresso para fazê-la? Não parece ser inteligente esta ideia.

A outra possibilidade de haver eleição indireta seria a cassação da chapa Dilma Temer, o que resultaria na condenação da Presidenta Dilma, será que existe alguém desejando que isto aconteça de verdade?

ImpeachmentDeputados

ELEIÇÕES DIRETAS JÁ

Ainda que esta seja uma opção melhor que a anterior, eleição indireta realizada por um Congresso comprovadamente corrupto e comprado por financiamento privado de empresas, esta opção teria que ser realizada para os cargos executivos e para os legislativos de todo o país, presidente, governadores deputados estaduais e federais e senadores.

Uma eleição direta apenas para presidente, ou mesmo para deputados federais e senadores, não resolverá o problema, uma vez que os golpistas de ontem, e que derrubaram a presidente DILMA, continuariam no Congresso e com os mesmos interesses em dificultar a governabilidade do país, porque, afinal, quanto pior for o desempenho do governo, sendo ele de esquerda, melhor para toda a laia golpista que infesta o país.

Um outro problema que teríamos com uma eleição direta, seja ela ampla para todos os cargos citados acima ou apenas para Planalto, seria a legitimidade da mesma, ou alguém acredita que estas eleições em urnas eletrônicas já não estão sendo fraudadas há tempos??? Recordem que o presidente do TSE que levaria a mesma adiante é o Sr. GILMAR MENDES, um dos principais responsáveis pela blindagem do PSDB na justiça brasileira e protetor de criminosos e corruptos de grande cepa.

GilmarSilencio1

Uma eleição, como as brasileiras tem sido, onde não se pode recontar votos na forma mecânica, com o voto impresso nas urnas eletrônicas, será uma eleição com resultado pautado no “que o juiz disser que foi” e nada mais poderá ser discutido, e, convenhamos, um país como o Brasil, como o momento atual mostra, não pode mais ter uma eleição “apenas para constar”, sem a certeza de que o seu resultado reflete a exata opinião de seu povo. Se esta eleição nova tiver um resultado apertado como a última foi a celeuma irá continuar mais grave ainda, com nenhum dos lados aceitando o resultado.

É bom que se recorde que este povo tem sido heroico na resistência ao enorme aparato que a direita, juntamente com a elite, tem sob seu controle, e tem dado vitórias expressivas à esquerda. O povo brasileiro é bombardeado diuturnamente com notícias falsas de nossa grande imprensa, que funciona como a parabólica do ex Ministro da Fazenda de Itamar Franco, Rubens Ricupero, mostra aquilo que é bom para a direita, a elite brasileira e seus empresários corruptores e desce a madeira nos partidos de esquerda, escondendo as notícias boas que ocorrem em seus governos e mostrando as ruins ou mesmo as inventando.

Sem que haja uma mudança imediata na justiça eleitoral brasileira, onde se possa averiguar a “posteriori”, os votos que cada eleitor deu para seu candidato, através da impressão “in loco” de seu voto, todas as eleições que houverem no Brasil, de agora em diante, carregarão a suspeita de fraude, uma vez que a justiça brasileira está enodoada pela ação deletéria do STF diante do GOLPE, perpetrado contra uma Presidenta honesta, por um grupo de bandidos.

ANULAÇÃO DO GOLPE PELO STF

Esta seria a melhor opção de todas as outras, anulava-se o golpe, a Presidenta Dilma seria reempossada e buscaria completar seu mandato, pois para isto foi eleita.

Acontece que ela teria que negociar com o mesmo Congresso recheados de parlamentares, dos melhores que o poder do dinheiro pode comprar, e que a colocaram para fora. Teria que negociar com os mesmos bandidos corruptos que lhe negaram o direito conferido pelo povo de governar o país. Esta, para você, é uma boa saída?

ASSEMBLEIA CONSTITUINTE

Uma Assembleia Constituinte presume que parlamentares seriam eleitos para fazer uma nova constituição.

A questão aqui seria a mesma de se eleger um novo Congresso sem a garantia do voto impresso e que estes votos representariam a vontade do povo, depois, que estes deputados não iriam representar as empresas e a elite nacional, em detrimento dos interesses de nosso povo, uma vez que o financiamento destes deputados ou o tempo dado a eles através de nossa mídia criminosa e as demais estruturas que temos hoje em nosso país, deixam em grande desvantagem o campo popular, ou seja, de nada adiantaria uma CONSTITUINTE sem que possamos equilibrar ou “ajustar” o real poder de forças que represente os reais interesses do povo brasileiro.

Qual o sentido de escolhermos uma Assembleia Constituinte onde a nossa elite, criminosa e apátrida, irá colocar seus representantes na maioria dos postos disponíveis, justamente para que venham a garantir seus privilégios hediondos, injustos e medievais?

bolsonaroImpeachment1

ASSEMBLEIA NACIONAL POPULAR CONSTITUINTE

O que seria uma Assembleia Nacional “Popular” Constituinte?

Ao contrário da simples “Assembleia Constituinte” onde pessoas seriam eleitas para fazer uma nova Constituição, a Assembleia Nacional “Popular” Constituinte, não seria eleita, mas sim formada por todos da população brasileira, cada cidadão, que teria como sugerir leis para regular o seu país em busca de uma vida mais justa para si mesmo.

Esta Assembleia seria formada por todos os cidadãos que tenham interesse em participar e influir nas leis que regerão nosso país.

Entidades sociais, sindicatos e centrais sindicais, entidades estudantis, MST, MTST, entidades trabalhistas como OAB, CREA, APEOESP, APLB e outros, ajudariam a organizar as propostas para que fossem sintetizadas e discutidas dentro do meio das esquerdas, para que retirássemos, ao final, um texto constitucional que abrangesse toda a nossa população e permitisse corrigir erros seculares que encontramos no Brasil hoje.

Dentre as questões que poderíamos incluir na nova Carta Magna, poderíamos ter o “imposto sobre grandes fortunas”, imposto progressivo sobre herança, teto salarial máximo, não só para a esfera pública, como, também, para empresas privadas, através do estabelecimento de limites entre o menor e o maior salário de uma empresa, por exemplo.

Imagine que se defina que a diferença entre o menor e o maior salário de uma empresa, considerando todas as vantagens e adicionais de salário, como auxílio moradia, automóvel, auxílio combustível, auxílio creche/escola, e outros, ficassem no limite de até “dez salários mínimos”, isto significaria que se a pessoa que trabalha na limpeza recebe R$ 937,00, o salário maior desta empresa seria de R$ 9.370,00, simples assim, e para que seu presidente ganhe 93.700,00 teria que pagar 9.370,00 para o ajudante de limpeza.

Leis como estas reduziriam drasticamente a enorme disparidade social e econômica que impera em nosso país.

Uma Assembleia Popular poderia chegar a um entendimento de que, o “direito de herança”, que é um dos fatores principais da manutenção das desigualdades no Brasil e em qualquer país, mundo afora, deva ser taxado de forma progressiva até um patamar de 90% do valor total deixado por uma pessoa qualquer e que os recursos arrecadados através desta taxação, devam ser direcionados para a área da Educação, que passaria a ser exclusividade do Estado e que esta seria gratuita para todos os cidadãos.

Desta forma, o fim da educação paga, pode ser uma das conclusões a que pode chegar esta Assembleia, bem como, o fim de bancos privados, que contraria a existência do próprio sistema capitalista,  na medida em que o sistema bancário,voltado para o lucro e acumulação sem limites de riquezas nas mãos de poucos, acaba por diminuir o desenvolvimento de um determinado país, como acontece no Brasil neste momento, e as recentes crises nos mostraram que é o que deve acontecer cada vez com mais frequência.

Ela poderia definir, por exemplo que, no Brasil, exista apenas bancos estatais, onde atuariam a Caixa Econômica Federal, o Banco do Brasil e o Banco Postal, independente do BB. Os demais bancos existentes no país poderiam ser incorporados por estes três.

A saúde, igualmente como a Educação, poderia ser totalmente estatal.

Discute-se os sistemas Capitalista e Comunista como se a humanidade não conseguisse criar nenhuma outra alternativa a estes dois modelos, no entanto, uma Assembleia “Popular”, poderia definir um sistema no meio termo dos dois, onde, nem o capital teria a ascendência e o poder sobre a vidas das pessoas como tem, por exemplo, numa empresa, nem o Estado, que pode estar controlado por pessoas “inadequadas” por alguns momentos.

AssembleiaConstituinteFrancesa

Hoje, com um STF recheado de criminosos, esta esfera de poder da república, considerou que a definição constitucional de TETO SALARIAL não tem sentido e não deve ser respeitada, autorizando, com isso, supersalários na esfera pública. Depois do GOLPE, agora, outra vez, vemos que não existe mais Constituição no Brasil, e ainda dizem que o STF existe para proteger a mesma.

Seja como for, de todas as situações propostas para nosso país, a que parece ser a que resolveria problemas seculares de disparidade social e de renda, causas do fosso avassalador entre as pessoas mais ricas e as mais pobres que observamos ainda hoje, em pleno século 21, e que, a continuar neste ritmo, irá aumentar ainda mais, é a proposta de Assembleia Nacional Popular Constituinte.

Após o campo da esquerda chegar a uma definição sobre qual o melhor conjunto de leis para o nosso país, esta seria colocada em votação para ser adotada como nossa nova Carta Magna e aí teríamos um país regulado de forma a dar condições a todos os cidadãos a uma vida mais justa e menos sofrida, valorizando o trabalho e a contribuição que cada um é capaz de oferecer.

Esta Assembleia “Popular”, no entanto, é de difícil articulação e execução, e exigirá tempo, paciência e dedicação, principalmente quando consideramos que a esquerda perdeu, nestes últimos anos, a penetração popular que detinha antes e isto exigirá que reaprendamos a “conversar com o povo” a falar a língua dele, pois, como o próprio LULA costuma dizer, “O povo não é o problema, é a solução”. Então que nos convençamos, de uma vez por todas deste fato, e nos voltemos a este povo para saber dele o que deseja que o seu país faça para que sua vida seja melhor.

A questão maior que se impõe a cada um de nós, além de enxergarmos a proposta de uma Assembleia Constituinte “Popular”, como a proposta que virá a nos dar, verdadeiramente, a possibilidade de vencermos os problemas seculares que temos em nosso país, é a disposição da esquerda em levá-la, corajosamente, adiante, uma vez que, mesmo quando LULA possuía formidáveis 87% de aprovação popular, e mesmo tendo estado 13 anos no governo do país, nossa esquerda não conseguiu uma forma de superar a forma anacrônica de se fazer política em nosso país e chegar junto à sua população para que, naquele momento de maior aprovação popular, fizéssemos as reformas que o nosso povo tanto anseia e merece.

Se o PT e as esquerdas do país não fizeram as mudanças que o Brasil precisava, em seu melhor momento, terá coragem de buscar o povo brasileiro agora, que não tem o governo nas mãos e sofre uma perseguição implacável da “justiça” em busca de inviabilizá-lo eleitoralmente???

Poderá LULA, se eleito for em 2018, ou nas DIRETAS JÁ, que se busca agora para um mandato “tampão” entre 2017 e 2018, executar as reformas que temos necessidade, negociando com este ou com um congresso de corruptos renovado???

PTPergunta

Esperemos que a esquerda brasileira e. inclusive, LULA, escutem, analisem e entendam, que a única saída para o Brasil, diante da grave crise que esta elite nefanda, apátrida e criminosa nos impôs, que o, “O povo não é o problema, é a solução”. e o procure para saber qual a saída que ele deseja, e, desta vez, busque implementar as ações que, verdadeiramente, venham a resolver os problemas que nos inviabilizam como nação do “presente” muito mais que uma nação de “futuro” que permanece presa aos grilhões da idade média, através de uma vida sem esperanças de dias melhores, porque as pessoas da esquerda que defendem os ideais que nosso povo aprova, não tem a coragem de dar o primeiro passo para implementá-las.

Esperemos, por fim, que como num destes milagres maravilhosos que a vida nos brinda de vez em quando, e que nos dá forças para acreditar que VALE A PENA A LUTA, que existe esperança na humanidade, uma luz ilumine nossos líderes e os militantes de nossa esquerda brasileira, e todos nós, juntos, nos levantemos contra as forças de opressão que se abate contra cada um de nós para dar um basta definitivo a tudo isto.

Em 1947, após um homem ter se levantado contra o maior império de todos os tempos, a Índia conseguiu sua independência.

Em 1959, a 01/01, uma pequena ilha se libertava de uma ditadura sanguinária, que mantinha seu país subserviente aos ditames do maior país terrorista que já conhecemos, os EUA, e se mantém livre do jugo que aprisionava e oprimia seu povo até hoje, mesmo diante de um bloqueio marítimo e comercial feroz e criminoso.

Não posso acreditar que o Brasil seja menor que qualquer destes países. Não posso crer que nosso povo, nossos líderes de esquerda e as pessoas conscientes e de sensibilidade que habitam em nosso território, sejam menos capazes do que eles foram, para libertar nosso país das forças da opressão.

Acredito em Tupã, em Deus, em Alah, em Buda, Krishna e em todos os que tombaram durante a ditadura de 1964 e lutavam por um país melhor e mais justo que nós, também, conseguiremos. Tenhamos fé.

 

A caminho, então, meu povo que a tarefa que nos aguarda é árdua, e, como diz a sabedoria oriental: “um caminho de mil quilômetros começa com o primeiro passo.”

 

Um abraço a todos os que lutam com a certeza da justiça à frente, a fraternidade no coração e o sorriso no rosto.

 

O mundo é aquilo que fazemos dele. O futuro é o que construímos.

 

Fábio Brito, Santa Catarina, Brasil.

CheGuevaraPesadelo

precisa-se de “gente de fibra”, ABAIXO OS COVARDES!!!

“Aprendi que a CORAGEM não é a ausência do MEDO,

mas o triunfo sobre ele.”

Nelson Mandela.

“O fracasso quebra as almas pequenas e engrandece as grandes,

assim como o vento apaga a vela e atiça o fogo da floresta.”

Benjamin Franklin.

 

 

QUANDO OS PARLAMENTARES DE ESQUERDA TERÃO CORAGEM DE PEITAR A GLOBO???

até quando irão agir como cordeirinhos???

Enquanto o povo brasileiro apanha nas ruas, perde direitos, emprego e o país é vendido (ou seria doado?), será que não chegou a hora de cobrarmos mais coragem de nossos parlamentares e dirigentes da esquerda???

Até quando TANTA COVARDIA???

Precisamos exigir aos senhores parlamentares da esquerda brasileira que se deem o respeito e RESPEITE A TODOS NÓS BRASILEIROS.

Chegou a hora de dar um basta à REDE GLOBO DE GOLPES!!!

Não podemos aceitar mais que os nobres parlamentares de esquerda se dignem a dar entrevistas ao grupo GLOBO.

Mas e por que só a GLOBO?

Não amigos, não é só a GLOBO que é GOLPISTA, toda a grande imprensa o é, mas para conseguirmos alcançar êxito em nossos objetivos, devemos ter um foco e nada melhor que o principal veículo responsável pelo momento em que passamos e que anda mal das pernas.

Que a partir de hoje NENHUM PARLAMENTAR DE ESQUERDA DÊ QUALQUER ENTREVISTA A GLOBO e, de preferência diga aos seus repórteres: NÃO DOU DECLARAÇÕES A VEÍCULO GOLPISTA, FORA GLOBO!!!

Compartilhem esta mensagem com todas as pessoas que conhece e envie seu protesto e exija respeito aos NOBRES PARLAMENTARES DE NOSSA ESQUERDA.

Diga a eles como se sente quando os vê COLABORANDO COM OS NOTICIÁRIOS DA REDE GLOBO.

A hora é de sairmos às ruas e colocarmos o GOLPISTA E SUA QUADRILHA que se alojaram no PALÁCIO DO PLANALTO para fora, mesmo que o façamos a ponta pés, mas, também, é o momento que devemos cobrar de nossos parlamentares COERÊNCIA em suas ações uma vez que é ABSOLUTAMENTE ACINTOSO vermos eles urrarem como leões nas tribunas a DENUNCIAR a REDE GLOBO afirmando que ela é GOLPISTA e, momentos depois, estarem nas TVs dando entrevista para “jornalistas” desta emissora como se nada estivesse acontecendo com nosso país.

CHEGA!!! BASTA DE TANTA HIPOCRISIA E JOGO DE CENA!!!

Dar entrevistas à rede globo é COLABORAR com ela, é dar APOIO AOS GOLPISTAS,  é CONCORDAR COM A CAÇADA CONTRA LULA, que esta quadrilha desenvolve com a “justiça” comprada pelos EUA, para esfacelar nosso país e destruir nosso futuro como nação, inclusive, disseminando o ódio entre nossos irmãos e familiares com intuito de dividir nossas fronteiras, pois o Brasil não pode continuar como um país grande com chances de lhes fazer concorrência.

Quem foi contra a DEPOSIÇÃO DE DILMA e é contra a perseguição contra LULA não pode aceitar que nossos parlamentares APOIEM A REDE GLOBO.

 

ABAIXO A REDE GLOBO!!!

 

Fábio Brito, Santa Catarina, Brasil.

PTPergunta

 

Envie a todos os parlamentares da esquerda o seu GRITO DE PROTESTO, abaixo a lista dos deputados do PT e do PC do B, os demais podem ser encontrados nos sites da Câmara dos Deputados e do Senado Federal.

 

dep.adelmocarneiroleao@camara.leg.br,
dep.afonsoflorence@camara.leg.br,
dep.anaperugini@camara.leg.br,
dep.andressanchez@camara.leg.br,
dep.angelim@camara.leg.br,
dep.arlindochinaglia@camara.leg.br,
dep.assiscarvalho@camara.leg.br,
dep.bohngass@camara.leg.br,
dep.betofaro@camara.leg.br,
dep.caetano@camara.leg.br,
dep.carloszarattini@camara.leg.br,
dep.chicodangelo@camara.leg.br,
dep.deciolima@camara.leg.br,
dep.enioverri@camara.leg.br,
dep.erikakokay@camara.leg.br,
dep.fabianohorta@camara.leg.br,
dep.gabrielguimaraes@camara.leg.br,
dep.givaldovieira@camara.leg.br,
dep.heldersalomao@camara.leg.br,
dep.henriquefontana@camara.leg.br,
dep.joaodaniel@camara.leg.br,
dep.jorgesolla@camara.leg.br,
dep.joseairtoncirilo@camara.leg.br,
dep.joseguimaraes@camara.leg.br,
dep.josementor@camara.leg.br,
dep.leodebrito@camara.leg.br,
dep.leonardomonteiro@camara.leg.br,
dep.luizcouto@camara.leg.br,
dep.luizsergio@camara.leg.br,
dep.luiziannelins@camara.leg.br,
dep.marcomaia@camara.leg.br,
dep.marcon@camara.leg.br,
dep.margaridasalomao@camara.leg.br,
dep.mariadorosario@camara.leg.br,
dep.moemagramacho@camara.leg.br,
dep.niltotatto@camara.leg.br,
dep.padrejoao@camara.leg.br,
dep.patrusananias@camara.leg.br,
dep.paulao@camara.leg.br,
dep.pauloteixeira@camara.leg.br,
dep.pedrouczai@camara.leg.br,
dep.pepevargas@camara.leg.br,
dep.reginaldolopes@camara.leg.br,
dep.rubensotoni@camara.leg.br,
dep.saguasmoraes@camara.leg.br,
dep.sibamachado@camara.leg.br,
dep.valmirassuncao@camara.leg.br,
dep.valmirprascidelli@camara.leg.br,
dep.vanderloubet@camara.leg.br,
dep.vicentecandido@camara.leg.br,
dep.vicentinho@camara.leg.br,
dep.wadihdamous@camara.leg.br,
dep.waldenorpereira@camara.leg.br,
dep.zecarlos@camara.leg.br,
dep.zegeraldo@camara.leg.br,
dep.zecadopt@camara.leg.br,
angela.portela@senadora.leg.br,
fatima.bezerra@senadora.leg.br,
gleisi@senadora.leg.br,
humberto.costa@senador.leg.br,
jorge.viana@senador.leg.br,
jose.pimentel@senador.leg.br,
lindbergh.farias@senador.leg.br,
paulopaim@senador.leg.br,
paulo.rocha@senador.leg.br,
reginasousa@senadora.leg.br,
dep.aliceportugal@camara.leg.br,
dep.angelaalbino@camara.leg.br,
dep.chicolopes@camara.leg.br,
dep.danielalmeida@camara.leg.br,
dep.jandirafeghali@camara.leg.br,
dep.jomoraes@camara.leg.br,
dep.lucianasantos@camara.leg.br,
dep.moisesdiniz@camara.leg.br,
dep.orlandosilva@camara.leg.br,
dep.professoramarcivania@camara.leg.br,
dep.rubenspereirajunior@camara.leg.br

dep.aliceportugal@camara.leg.br,
dep.angelaalbino@camara.leg.br,
dep.chicolopes@camara.leg.br,
dep.danielalmeida@camara.leg.br,
dep.jandirafeghali@camara.leg.br,
dep.jomoraes@camara.leg.br,
dep.lucianasantos@camara.leg.br,
dep.moisesdiniz@camara.leg.br,
dep.orlandosilva@camara.leg.br,
dep.professoramarcivania@camara.leg.br,
dep.rubenspereirajunior@camara.leg.br

Perguntas aos Parlamentares do P. T. e P. C. DO B. sobre o GOLPE!!!

O que se pode constatar com o GOLPE implementado no Brasil em 2016,  é que a existência da REDE GLOBO é INCOMPATÍVEL com a existência da DEMOCRACIA, onde existe uma não pode existir a outra. É chegada a hora de definirmos qual das duas queremos em nosso país. Fábio Brito.

 

 

Estaremos encaminhando no dia de hoje (21/11) aos parlamentares do P. T. e do P. C. do B. as seguintes perguntas e, esperaremos até às 18 horas do dia 02/12/2016 as respostas dos mesmos para a publicação em nosso blog.

Gostaria de pedir a cada leitor que compartilhasse este texto com sua lista de amigos e nos vários canais de que dispõem para que criássemos um movimento em busca de dar visibilidade aos questionamentos aqui expostos no intuito de que cada parlamentar vislumbre que suas respostas aos questionamentos propostos, são de suma importância a uma parcela considerável de cidadãos brasileiros.

Pergunta 1.

Muitos analistas observam que o GOLPE pelo qual passamos agora começou a ser urdido desde o ano de 2005 com a deflagração do processo do MENSALÃO, sendo assim, como o (a) Sr. (a) observa a inação das esquerdas brasileiras ao não ter criado uma espécie de “Comitê de Crise” que buscasse solucionar a situação que ameaçava sair do controle promovendo a quebra de nossa Constituição?

Pergunta 2.

Com a deposição ilegal da Presidente Dilma, através de um Impeachment sem provas de crime de responsabilidade, na prática, nossa Constituição foi rasgada.

Observamos o surgimento de iniciativas de se criar uma frente ampla de esquerda, para enfrentar o governo temer e retomar o controle do Governo Federal até 2018.

Esta frente ampla de esquerda seria uma grande coalizão que reuniria, além de partidos, sindicatos, associações, movimentos de esquerda, movimento estudantil, intelectuais e artistas em torno de um programa.

O GOLPE parlamentar jurídico e midiático que a elite brasileira conseguiu impor, na prática, significa que ela se cansou da prática democrática sob leis constitucionais que, em grande, parte a beneficiava e mantinha o Estado brasileiro atado a regras que dificultava a diminuição das enormes diferenças sociais que imperam em nosso país, sendo assim, não seria o momento de aproveitar a busca da formação desta frente ampla para rediscutirmos as nossas leis, através da alteração de nossa Constituição, visando a elaboração de uma Carta Magna adequada ao que vislumbramos como ideal para podermos, efetivamente, ter através do instrumento da lei e da ordenação jurídica, a possibilidade de superarmos as desigualdades históricas e seculares que existem em nosso país?

Pergunta 3.

Através da formação desta frente, que teria como justificativa o enfrentamento do governo temer e objetivando reconquistar o comando político do país e, tendo como pano de fundo, e como motivação de união, a rediscussão de nossas leis sob uma ótica popular, através da instalação de uma ASSEMBLEIA NACIONAL POPULAR CONSTITUINTE, que passasse ao largo do Congresso Nacional, e mobilizando toda a nossa população, à qual poderia contribuir com sugestões e ideias de mudanças que se fazem necessárias ao novo texto constitucional, não poderíamos avançar no campo das elites e da direita corrigindo os rumos e lhes retirando espaço de movimento e diminuindo o poder e os privilégios absurdos que a mesma detém até hoje?

 

Pergunta 4.

Através desta nova constituição de feição popular, poderíamos alterar o atual direito de herança podendo estipular alíquotas de impostos progressivos em relação ao valor que se deixa de herança aos herdeiros, poderíamos avançar na efetivação da diminuição das desigualdades, implementando, através de uma tabela progressiva (em valores e prazos), a diminuição entre as diferenças salariais (maiores e menores) com a instituição de um limite entre o menor salário pago de uma empresa e o maior (aos moldes do teto salarial no setor público), poderíamos fazer uma “reforma agrária” pacífica ao limitarmos o tamanho das terras em posse de uma pessoa no país e permitindo que cada Estado da Federação pudesse fazer sua limitação também, o que, por si só, faria elevar a oferta de venda de terras e a diminuição dos valores pagos pelas mesmas.

O (a) senhor (a) estaria disposto a participar, junto com toda a população brasileira, na discussão dos rumos do país e resistência ao GOLPE, que se traduza através da busca da confecção desta nova Carta Magna, no intuito de superarmos os absurdos entraves a uma verdadeira diminuição das desigualdades e valorização e empoderamento do povo brasileiro?

 

Pergunta 5.

Muitos parlamentares, analistas e cidadãos, avaliam que o presente GOLPE tem origem nos E.U.A. que tem exercido forte influência através do financiamento de instituições várias, como o MBL e Revoltados On Line, para promover a desestabilização do Governo Federal quando à frente deste esteve a nossa Presidenta Dilma Rousseff, no entanto, estes mesmos analistas observam que sem o apoio escandaloso da REDE GLOBO DE TELEVISÃO e o Conglomerado Globo que envolve os demais meios de comunicação, como rádios, jornais, revistas e internet, este GOLPE não teria se efetivado.

Pudemos verificar, inclusive, vários parlamentares se queixando desta atitude acintosa às nossas leis, a partir das ações deste agrupamento de empresas do Grupo Globo.

Diante das ações empreendidas pela empresa e que nos levaram a ter uma presidenta eleita deposta de forma flagrantemente ilegal, podendo, inclusive, a levar a população brasileira a uma GUERRA CIVIL, o (a) Sr. (a), pretende ter que atitude diante destas informações? Não seria hora de se buscar a união dos vários parlamentares de esquerda na busca de CASSAÇÃO DA OUTORGA DE TRANSMISSÃO DE RÁDIO E TELEVISÃO deste grupo que tem tido uma atuação nefasta e que demonstra que sua existência não é compatível com a DEMOCRACIA em nosso país? Não seria a hora de se mobilizar toda a sociedade brasileira na busca de assinaturas para se abrir uma CPI ou pedido de Cassação direto no Congresso Nacional? O (a) Sr. (a) se comprometeria com esta proposta?

 

Pergunta 6 (acrescida em 27/11)

Diversos analistas tem nos revelado diariamente que este GOLPE custará a toda a sociedade brasileira um preço altíssimo em termos de empregos, direitos trabalhistas e dilapidação de nossas riquezas e nossa soberania com efeitos que irão nos atingir por décadas, como aliás, está expresso nas intenções do governo ilegítimo em um de seus projetos, a PEC 55, no Senado Federal.

 

Não seria a hora de se deixar claro aos investidores estrangeiros que cada ato deste governo golpista será cancelado no retorno à normalidade democrática do país? Que as privatizações e concessões serão canceladas, podendo, inclusive, as empresas que se beneficiarem neste momento das mesmas, terem seus bens encampados e serem proibidas de atuarem em nosso território no retorno do governo deposto ou o seu sucessor?

 

Além destas questões que palavra de ânimo e encorajamento o (a) Sr. (a) poderia deixar ao povo brasileiro que se encontra sem rumo, sem saber o que fazer diante do GOLPE, que nos foi imposto por esta elite nefanda, apátrida e criminosa que temos em nosso país?

 

Atenciosamente,

 

Fábio Brito.

Responsável pelo blog Rebelde Silente.

 

Fábio Brito, Brasília, D. F.

TRAULITADA!!!

TRAULITADA, é o que merece esta elite PUTREFATA.

Iremos dar? Fábio Brito

 

Estamos a poucos momentos de uma decisão política em nosso país, que, antes mesmo que se desenhe seu final, já está a provocar mudanças radicais, não só no cenário interno brasileiro, mas promete, também, algumas mudanças no Jogo da GEOPOLÍTICA MUNDIAL.

Estamos fechando um ciclo, que se caracteriza no período mais longo de Democracia do Brasil em que, ao menos nos últimos treze anos de governos petistas, o povo brasileiro experimentou um avanço social sem precedentes.

Há uma pequena chance de a Dilma não perder o mandato? Sim, mas mesmo que isto ocorra, coisa que reputo como altamente improvável, isto não mudará o fato que a abertura do IMPEACHMENT da Presidenta Dilma, pelo congresso nacional, fecha este ciclo, que, desde a vitória de Lula, em 2002, tem se caracterizado pela tentativa de conciliar os interesses da elite econômica com a necessidade de avanços sociais para a população brasileira, sempre relegada à própria sorte, vide as 840.960 crianças que morreram em nosso país, apenas nos oito anos de FHC, devido ao descaso do Governo Federal para com a sua população, a quem deveria proteger (ver matéria neste blog, FHC, O Genocida, 24/03/2016).

Neste período, de busca de conciliação, sob a liderança de Lula, e, a posteriori, de Dilma, nosso país, alcançou avanços invejáveis, principalmente quando observamos em que circunstâncias estas se deram.

A esquerda chegou ao Governo Federal, mas o PODER era outra coisa. Quanto a este, a elite brasileira, uma das mais atrasadas do planeta, jamais deixaria as esquerdas do país chegar perto, pois, durante a curta existência de nosso país, ela sempre esteve encastelada em todas as instâncias decisórias, nas mais diversas instituições, do Legislativo ao Judiciário e  e estatais, isto sem contar no poder econômico preservado em suas mãos, através de um empresariado de mente neanderthal e os meios de comunicação mais inescrupulosos e manipuladores de que se tem notícia.

A brisa democrática que vivemos, neste treze anos, está a nos deixar, e, ao que se delineia no horizonte, será substituída por um calor abrasador, onde a água que nos será servida será a mesma que a população pobre de São Paulo recebe em suas torneiras, devido ao governo destruidor do PSDB, que detém as rédeas do Governo do Estado a décadas, jamais ter se preocupado com o esgotamento dos recursos hídricos para sua população.

Os investimentos necessários para manter a população abastecida não foram feitos e a empresa responsável, a SABESP, ao ter seu capital aberto e ações negociadas em bolsa de valores, começou a mostrar que quem passava a ser prioridade eram os seus acionistas, que começaram a receber gordos dividendos que deveriam ter sido canalizados para os investimentos necessários para a população. Para esta, é destinada a água reutilizada dos esgotos, que, ainda assim, ficam dias sem uma gota, enquanto, sobre a sua dor, os que enriquecem às suas custas, bebem PERRIER.

Os meios de comunicação do Brasil, não noticiaram as consequências criminosas deste DESCASO com a população do Estado mais rico da Federação: um enorme surto de DENGUE, para completar o estado desolador em que a população paulistana está entregue.

Tem sido por cima desta elite, conservadora, retrógrada, irracional e lesa pátria, que o país tem avançado nos últimos anos, mas, no entanto, desde os primeiros momentos do primeiro Governo Lula, ela tem nos revelado que não iria aceitar de bom grado a situação determinada pela DEMOCRACIA, recém-conquistada pela população brasileira.

A situação pela qual passamos, foi programada lá atrás, urdida por grupos em que só o que lhes interessa é o acúmulo de riquezas sob seu poder. Podemos ver diversos acontecimentos, tanto internamente, quanto externamente, que indicam que nossa elite, aliada subalterna dos “senhores do mundo”, não iriam tolerar, ano após ano, serem derrotadas nas urnas e continuarem a observar calmamente a paisagem enquanto o seu poder de influência diminuía a cada ano, mesmo que suas riquezas continuassem a crescer, pois a forma de governar, implementada pelo PT, não mexeu nas estruturas do poder em nosso país.

Preso aos compromissos com grupos poderosos, e acreditando conseguir pacificar o país, o PT viu diminuir sua fatia no bolo do poder, dia após dia, acreditando que seria possível negociar com a elite putrefata nacional, que não respeita coisa allguma, a não ser seus próprios interesses.

Lula, contrariando a todas as expectativas, logo no início do seu mandato, em seu discurso de posse, pediria ao povo e aos movimentos sociais, que tivessem calma, que aguardassem, pois ele iria, num breve espaço de tempo, mostrar que seu governo iria trazer muitas conquistas para todos.

O PT, LULA e as esquerdas, reunidas em torno do Governo, abdicavam, desta forma, das ruas, seu maior capital, que passara a ser temido com mais força a partir dos comícios das DIRETAS JÁ, desde 1984. Plantava-se, então, a semente do furacão que varre nossa jovem Democracia neste momento.

Embora possamos anotar na atitude de Lula, parte do problema pelo qual passamos, é preciso que se faça uma ressalva, quem de nós faria o contrário? Quem de nós passaria a duvidar de nossas próprias qualidades, e mudaria a maneira de ser e agir, justamente quando observamos que atingimos grande parte de nossos objetivos e fomos vitoriosos, ultrapassando dificuldades que antes pareciam intransponíveis? Praticamente nenhum de nós, esta é a verdade.

No entanto, foi o que ocorreu. Ao pedir calma e paciência ao povo, Lula e o PT abdicavam de sua maior força, justamente no momento que mais precisariam para poder avançar e implementar uma mudança maior e real nas feições de um país, reconhecido internacionalmente como um dos mais desiguais e injustos, onde as diferenças entre os mais ricos e mais pobres eram, e ainda são, gritantes.

Ao abdicarem da voz das ruas, o maior trunfo que possuíam, caiam, então, nas mãos dos TREZENTOS PICARETAS da Câmara dos Deputados, e hoje sabemos que esse número, anunciado por Lula há tempos atrás, estava muito subestimado. Fosse somente isto estaríamos muito bem hoje, mas, tristemente, tínhamos muito mais que apenas 300 picaretas à nossa frente.

E que a constatação das dificuldades do que tínhamos, e temos à frente, não seja usada para que ninguém venha a justificar a covardia de desistir de enfrentá-las.

Nosso judiciário está infestado pelos filhos das elites e praticamente desconhecem, não se importam e/ou não se sensibilizam pelos problemas que enfrenta a maior parte de nossa população. Somente a poucos anos, os filhos de pessoas menos afortunadas começaram a cursar as faculdades de Direito, e, portanto, demorará ainda muito tempo, para que as pessoas que tem a responsabilidade de aplicar as Leis, comecem a enxergar os direitos das pessoas mais humildes.

Nossas polícias permanecem intocadas, com a mentalidade da época da DITADURA, onde foi implementada a maior e mais abrangente mudança no funcionamento das mesmas. A TORTURA, ainda é prática comum e usual em todas as esferas das polícias no Brasil, de norte a Sul, Leste a Oeste, vide o sumiço do pedreiro Amarildo, em 07/2013.

Como podemos aceitar que nossas polícias, onde a lei diz que deveria salvaguardar a segurança da população, venha a praticar tortura e, até, assassinatos, atuando, inclusive, para encobrir os próprios atos criminosos, onde se forjam, se adulteram, as cenas dos crimes? Polícias que se atiram contra a população pobre e protege os privilegiados? Polícia que agride manifestantes e grevistas, e nada fazem contra empresários que passam meses sem pagar salários a seus funcionários e levam à falência, fraudulentamente, suas empresas, dando golpes milionários com a cobertura, o beneplácito, o silêncio e a inoperância dos diversos órgãos da Justiça (?) brasileira?

Além destas questões, existe ainda a forma que o sistema eleitoral brasileiro está firmado, onde empresas compram os deputados para que ajam sempre de forma a beneficiá-las após serem eleitos. Não se espanta que um GANGSTER como Eduardo Cunha tenha alcançado o poder que alcançou.

O fato é que a forma em que nosso sistema político está fundado permite que criaturas como este senhor saiam dos esgotos e alcancem uma importância tal que podem levar à nulidade de 54 milhões de votos e venha a enterrar a nossa Democracia. Isto tudo com o apoio de um sistema de comunicação, cínico, demagógico e corrupto, onde a Rede Globo, que hoje representa a raiz dos males no Brasil, e precisa ser, urgentemente, EXTINTA, comanda o CIRCO DE HORRORES, ao engendrar, em cada vírgula dos seus noticiários e programas outros, a manipulação dos fatos, no intuito de assassinar a reputação dos que não agem de acordo com a linha ideológica de seus proprietários.

Para vermos uma ideia do real poder da REDE GLOBO DE COMUNICAÇÕES, podemos observar a ilógica atitude dos próprios parlamentares do PT, por todo o Brasil, em que, num instante, estão nas tribunas “denunciando” que o GOLPE parlamentar que se pretende executar, com a deposição da Presidenta Dilma, através de um impeachment forjado, que não tem crime de responsabilidade como prevê a nossa Constituição, em outro momento, estão sofregamente disputando os microfones desta emissora golpista, chegando, vergonhosamente, a babar sobre os mesmos. Onde vamos parar com atitudes assim?

Nesse blog, no dia 20/05/2016, através do texto “CARTA ABERTA AOS PARLAMENTARES DO PT (DEPUTADOS FEDERAIS E SENADORES), DIRIGENTES, E FILIADOS.”, encaminhada a todos os Deputados Federais e Senadores com mandato na atual legislatura, onde fazia um levantamento histórico dos acontecimentos que nos trouxeram à beira da quebra do Estado Democrático de Direito, apresentava uma solução possível e solicitava um posicionamento de cada parlamentar, dos dirigentes e dos filiados do partido.

A resposta que obtive? ZERO. Isto mesmo que você leu. Absolutamente nenhum parlamentar filiado ao PT, nenhum dirigente, perdeu tempo para responder ao e-meio enviado. Será que eles tiveram a mesma atitude quando solicitado a dar entrevistas à GOLPISTA REDE GLOBO? Quantos daqueles que denunciam diariamente as articulações golpistas desta emissora, se negou, a exemplo de muitos professores, pesquisadores e artistas, a darem entrevista a quem eles sabem que promovem o GOLPE? Gostaria de saber.

Estamos, como afirmado anteriormente, diante de uma situação que foi planejada muito antes do dia de hoje e que é executada por reles títeres do IMPÉRIO d’além mar.

Lamentavelmente nossa história presente, tem sido construída mesmo antes da própria eleição de Lula em 2002, ano, aliás, em que foi posto em prática o malfadado golpe na Venezuela, que mostrava que os EUA ainda acreditava ser, a América Latina, o seu quintal.

Diversos acontecimentos nos mostraram que os Estados Unidos pretendiam retomar a América Latina para seu controle, buscando fazer frente à penetração Chinesa, e até a Russa, o que, seria fatal para as pretensões de IMPÉRIO ÚNICO de Washington e, assim, vemos sucessivamente: Golpe em Honduras e Paraguai, com a descoberta e anúncio do Pré-Sal brasileiro, a consequente reativação da IV FROTA dos EUA, anúncios de bases militares na Colômbia, Paraguai, e, agora, na Argentina, com a eleição de Macri. Promoção de desestabilização política na Venezuela e no Brasil, com as jornadas de junho de 2013.

Definitivamente os EUA e sua “diplomacia” estão bastante ativos.

Liliane Ayalde, embaixadora da ave de rapina no Paraguai, depois de “relevantes serviços” prestados neste país, onde ajudou a promover e articular o golpe implementado contra o presidente eleito, Fernando Lugo, foi promovida para a representação diplomática no Brasil.

Nossos principais líderes sabiam do que vinha pela frente e denunciaram, em diversas ocasiões, que os golpes e desestabilizações de governos, que estavam a ocorrer, eram balão de ensaio para a implantação de ditaduras disfarçadas em toda a América Latina, inclusive, o Brasil. A moda, agora, eram golpes jurídico midiáticos parlamentares, na busca de dar uma aparência de que a ordem democrática continuava a viger.

O Brasil, por seu tamanho, por sua grande população e por suas grandes riquezas, é um importante ator no jogo geopolítico mundial e, os EUA, já demonstraram por várias vezes, e das mais variadas formas, que não pretende discutir em igualdade de condições com nenhum outro, pois é melhor ter, todos os demais, a seus pés, obedecendo às suas ordens.

E é exatamente por isto que chegamos onde nos encontramos, onde o GOLPE definitivo contra nossas instituições, ameaçam soterrar nossa jovem Democracia.

Líderes irresponsáveis, e inescrupulosos, observando a extrema dificuldade de chegar ao coraçõe da população, mesmo tendo o poder econômico das empresas a seu favor, mesmo possuindo todo o aparato midiático, que manipula, esconde e distorce as notícias para lhe beneficiarem e, ainda, com a maioria de nossas instituições sobre seu controle, resolvem rasgar as regras do jogo, ameaçando atirar o país numa instabilidade sem precedentes.

A visão de uma GUERRA CIVIL, que venha, inclusive, dividir o território brasileiro em diversos outros países, parece ser a cereja do bolo, nos sonhos de Washington.

Um Brasil grande e autônomo, não interessa aos EUA, e, desta forma, vemos proliferar diversos movimentos separatistas dentro de nossas fronteiras, sendo, este movimento, mais forte no Sul e no Sudeste.

Sabemos que não há nenhuma fórmula mágica para sairmos desta crise de um momento para o outro, mas, se quisermos sair dela para não mais retornarmos, se quisermos preservar nossas fronteiras intactas, se quisermos que nossas riquezas venham a trazer condições para o real desenvolvimento de nosso povo e o progresso de nosso país, de forma autônoma e soberana diante dos demais “players” globais, não há saída outra, que a descrita no texto publicado aqui neste blog, cujo título LUZ, CÂMERA, AÇÃO!!! A HORA DO CONTRAGOLPE CHEGOU!!!, publicado em 4/05/2016,

Ele revela que a única opção que temos, é mobilizar nossa população, discutindo a fundo com ela, uma nova constituição que venha a trazer avanços reais para o nosso povo.

Através de uma ASSEMBLÉIA NACIONAL POPULAR CONSTITUINTE, em que, para efetivá-la, não precisamos do Congresso ou de sua autorização, mas sim, discutirmos abertamente com nosso povo que país queremos, onde cada um poderia participar apresentando ideias para serem inseridas, aproveitadas no texto final a ser aprovados em assembleias por todo o país, aproveitando as estruturas de sindicatos, por exemplo, e a internet, para conseguirmos elaborar uma nova Carta Magna, onde possamos mudar, verdadeiramente, as estruturas de nossa sociedade, permitindo, assim, uma maior igualdade entre todos, corrigindo distorções de séculos, que impedem, aos menos favorecidos a possibilidade de ascensão social.

A análise de nossa situação social não parece apresentar-nos outra alternativa. Desta forma, DESAFIO AOS PARLAMENTARES PETISTAS que apresentem uma solução melhor que a apresentada aqui.

Desafio aos filiados e simpatizantes do PT, aos que se consideram de esquerda e, por fim, aos demais cidadãos brasileiros, que apresentem sugestões sobre como sairmos desta crise.

Vamos nos mobilizar, a partir de agora, não apenas na busca de denunciar o GOLPE e as ações danosas de quem o promove, precisamos de mais que isto, pois mesmo que a Presidenta Dilma consiga reverter na votação do Senado Federal, a sua destituição, o problema ainda persistirá.

Precisamos pensar, e encontrar, a melhor solução para o problema em que nos mergulharam. Precisamos de um definitivo DIRETO DE ESQUERDA, para que esta elite nefanda não mais consiga levantar, e nos libertemos das amarras que nos prendem a estes indivíduos sem escrúpulos, cujo único sentido para suas vidas vazias é acumular propriedades, bens, riquezas e PODER, onde o ser humano não tem valor algum e a vida dos demais é um mero detalhe, que pode ser deletada quando assim acharem conveniente.

O DESAFIO, portanto, está aberto.

Chamar de “COXINHAS”, as pessoas que encontram-se doentes pela inoculação, em suas mentes e corações, do vírus da intolerância, não vai nos levar a lugar algum, pelo contrário, irá apenas afastar mais ainda aqueles que não estão conseguindo ter o mesmo discernimento da situação que nós temos.

Devemos, portanto, com toda a nossa inteligência, toda a educação de que dispomos, e toda a paciência possível, mostrar a todos os que não alcançaram a compreensão que conseguimos e não entenderam ainda, aquilo que verdadeiramente está em jogo, buscando fazer frente à poderosa rede de intrigas, mentiras, ocultações da verdade e manipulações, que os meios de comunicação brasileiros atuam na defesa da elite e contra todos os seus sonhos.

Se conseguirmos isto, teremos, então, iniciado uma GRANDE REVOLUÇÃO onde, ao final, seremos senhores de nossos destinos e, ao dar este pequeno passo, para cada um de nós, a humanidade terá dado um gigantesco passo em direção da Justiça, da Igualdade, da Fraternidade e a verdadeira Liberdade entre todos.

 

Fábio Brito – Santa Catarina.

“ESTES TODOS QUE AÍ ESTÃO…”

“…ATRAVANCANDO MEU CAMINHO.

ELES PASSARÃO, EU PASSARINHO.” Mário Quintana

 

Se em dois anos não fomos capazes de fazer frente ao GOLPE ANUNCIADO, qual a esperança que temos agora?

A dor maior não é saber que eles foram vitoriosos na forma deles agirem, A DOR MAIOR é sabermos que poderíamos ter evitado, que não precisávamos estar passando por nada disto se tivéssemos tido as ações corretas.

Mas…

Quem foi que disse que eles venceram?

Se a DILMA cair, isto significa que agora, muitos de nós que não estávamos na luta, iremos participar e outros virão com eles…

Se a DILMA cair, isto significa que precisaremos merecer o PAÍS QUE QUEREMOS, nenhuma conquista virá até nós!!! Nada será de graça!!!

DilmaLulaEnforcados1

Devemos, então, buscar todas as forças que temos guardadas dentro de nós.

Eles acreditarão que venceram, muitos tripudiarão de nós, iremos chorar e iremos sofrer, como sofremos com todas as injustiças que vemos sendo arremessadas contra todos os nossos irmãos.

Mas, vejam, O SOL NASCERÁ NOVAMENTE PELA MANHÃ, e com fé e a coragem que acompanha as pessoas que buscam a JUSTIÇA, A VERDADE, A PAZ, tenham a certeza, AMANHÃ, TUDO SERÁ DIFERENTE!!!

Porque o jogo não acaba aos 90 minutos.

Este é o jogo de NOSSAS VIDAS!!!

Da construção de um MUNDO, muito mais que apenas um país, MELHOR!!!

E ele, o jogo, permita-me lhe informar, não acaba quando eles apitam, e, nem mesmo acaba quando termina, pois não sabemos quando é o final.

É por isto que quando sofremos um revés, voltamos mais renovados e mais decididos, pois os pilares que nos sustentam são os mais FORTES que poderiam ser feitos: Amor, Verdade, Justiça, Fraternidade, Igualdade e Liberdade.

Para voar até onde nossos sonhos possam nos levar.

E a vida, para quem pensa e age assim, sempre nos reserva GRANDES SURPRESAS, porque, como pensava John Lehnon, e nos é contado na música “Imagine”, NÓS SONHAMOS JUNTOS, e, não importa como tudo vai acabar, porque o que é verdadeiramente importante é o caminho, e nele, fomos felizes…

…TODOS JUNTOS!!!

mesmo com eles, “todos soltos”.

 

Fábio Brito – Santa Catarina.

FALTAVA CORAGEM???

“Coragem é o preço que a vida exige em troca da paz.”

Amelia Eahart.

 

 

Ainda existe esperança, leiam:

 

Nota da Direção Nacional do PT sobre o GOLPE.

Em meio aos acontecimentos dos últimos meses no país em que se levantam forças ocultas, e nem tão ocultas, contra o Governo Federal e contra a presidenta eleita Dilma Roussef, em quem mais de 54 milhões de brasileiros votaram, confiando os destinos do Brasil a ela, vimos informar aos filiados do PT e a seus parlamentares.

Em coerência às denúncias da presidente Dilma, e do Partido dos Trabalhadores, do flagrante GOLPE às instituições brasileiras, à Constituição da República Federativa do Brasil e à Democracia, a Direção Nacional do Partido dos trabalhadores, reunida em Brasília nesta noite de 12/04/2016 resolve:

Em observância da identificação de que o principal veículo de apoio ao GOLPE e principal elemento de desestabilização da Democracia no Brasil e, por conseguinte, do Governo Federal, é a REDE GLOBO e os veículos de suas “organizações”, vimos;

  1. Determinar, a partir desta data, a proibição de todo e qualquer filiado de dar entrevistas, de qualquer tipo, por e-mail, ao vivo ou por gravação, para qualquer veículo das Organizações Globo ou suas afiliadas;
  2. Determinar, a partir desta data, a proibição de todo e qualquer parlamentar, de comunicar-se por qualquer meio, seja por notas, entrevistas, ao vivo ou por gravação, para qualquer veículo das Organizações Globo ou suas afiliadas;
  3. Os parlamentares do PT, a partir desta data, irão apresentar no Congresso Nacional, tanto na Câmara dos Deputados quanto no Senado Federal, solicitações de CASSAÇÃO dos direitos de transmissão da Rede Globo, através de ondas de rádio e de televisão, visando livrar o país de órgão tão nefasto, e que atenta, diuturnamente, contra a Democracia do Brasil e contra a nossa soberania, com independência, na inserção de nosso país nos diversos órgãos internacionais e, com os demais países, em relacionamentos diretos;
  4. Os parlamentares do PT, após decisão de votação do “impeachment”, na Câmara dos Deputados deste dia 18/04/2016, independentemente do resultado da mesma, irão apresentar solicitação de cassação dos mandatos dos líderes parlamentares que estão a levar adiante esta tentativa de GOLPE no Brasil, pouco se importando em levar o país a uma GUERRA CIVIL, buscando inflacionar as divergências entre sua população, no intuito de alcançar seus objetivos, quais sejam, a deposição da Presidenta Dilma, legitimamente eleita por 54 milhões de votos, e impedir as investigações judiciais que recaem sobre a grande maioria dos parlamentares que lideram a tentativa de GOLPE;
  5. Igualmente, os líderes que não detenham mandato parlamentar, serão denunciados nos órgãos judiciais competentes, visando a sua responsabilização, diante não só da onda de violência crescente no país e que jogam cidadãos brasileiros contra seus irmãos mas, também, pela paralisia do país diante da insegurança provocada por seus atos e o prejuízo advindo de tal situação.

 

Desta forma, o Partido dos Trabalhadores, vai ao encontro dos anseios de toda a população brasileira, que tem clamado nas redes sociais e nas ruas de nosso país, por uma atitude enérgica de sua direção, no rumo de não tergiversar com pessoas que não mais possuem, sequer, possibilidade de convívio civilizado dentro de nossas fronteiras, por estarem, flagrantemente, não só buscando a derrocada dos marcos civilizatórios, tão duramente conquistados por todos nós ao lutarmos contra a DITADURA, mas a uma convulsão social, em que o maior prejudicado será o nosso povo, com possibilidade, inclusive, de perdas humanas, com a crescente onda de violência e intolerância, perpetradas contra o cidadão brasileiro.

Desta forma, para não deixar sombra a dúvidas, nomeamos os principais líderes desta IGNOMÍNIA denominada de “impeachment”, que nada mais é que um GOLPE, travestido de legalidade prevista em nossa Constituição, mas que nem uma mísera linha de verdade pode-se encontrar no parecer votado em sua comissão.

Sr. José Serra, Sr. Paulo Skaf, Sr. Fernando Henrique Cardoso, Sr. Eduardo Cunha, Sr. Aécio Neves, Sr. Aloysio Nunes, Sr Romero Jucá, Sr. Sergio Moro, Sr. Gilmar Mendes, os irmãos Marinho, Sr. Miguel Reale Junior, Sra. Janaina Conceição Paschoal, Sr. Geddel Vieira Lima, Sr. Henrique Eduardo Alves, Sr. Wellington Moreira Franco, Sr. Michel Temer, Sr. Pauderney Avelino, Sr. Ronaldo Caiado, Sr. José Agripino Maia, Sr. José Carlos Aleluia, Sr. Geraldo Alckmin, Sr Rodrigo Janot.

Caberá ao Partido dos Trabalhadores, através de seus advogados, buscar, através de todos os meios legais disponíveis, a EXPATRIAÇÃO, O DESTERRO, A CASSAÇÃO DA CIDADANIA BRASILEIRA de todos os líderes nomeados anteriormente e aos que sejam identificados a posteriori, devido aos graves CRIMES COMETIDOS CONTRA A PÁTRIA E SEU POVO, alguns, inclusive, já citados acima.

Direção Nacional do Partido dos Trabalhadores.

Brasília, 13/04/2016.

NelsonMandela-Coragem

Quisera eu que este texto, ou algum outro próximo a este, fosse verdade, mas o fato é que ele não passa de um desejo de minha alma de que a cúpula do PT acorde e siga a sua militância, que está,dia após dia, na linha de frente, enfrentando todo tipo de hostilidades para, um dia, ver o nascer do Sol em nosso país em que, nossos irmãos, não serão excluídos de apreciá-lo e que, os responsáveis pelas dores de nosso povo, irão vê-lo nascer quadrado, por terem sido condenados por uma justiça que não veja o quanto dinheiro tem os que julga, nem a cor partidária destes, mas irá observar a realidade dos fatos a que foram levados diante dos tribunais e serão apenados de acordo com suas ilicitudes.

Esta é uma esperança que carrego dentro de mim.

A Direção do PT, está, desde já, autorizada a usar este texto em sua íntegra ou em parte.

F. B. – S. C.

 

Abigail-Caráter

Gostaria de dividir com todos um excelente texto que encontrei em minhas navegações e que acredito que seja de extrema CORAGEM ao nos revelar de forma direta e objetiva o que encontramos nele, leiam.

 

Quem são as vozes das ruas?

A FOTO QUE ASSUSTOU O MINISTRO LUIS ROBERTO BARROSO – STF – E O BRASIL.

Golpistas

Prezado Filósofo e Escritor Jerônimo José de Matos, Recife, PB

Sou-lhe agradecido pelo que considero avaliação extremamente positiva que fez de meu texto reproduzido pelo site Brasil 247. Creia-me que suas palavras caem em mim em forma de incentivo e solidariedade.

Em diálogo paciencioso com as diferentes forças que se embatem nesta conjuntura do capitalismo dependente e rentista, fragorosamente maléfico e decadente, às vezes, mesmo enojado com a imbecilidade e falta de caráter da oposição, ligo s canais das TVs Câmara e Senado para ouvir os  discursos que mais se parecem a latidos de pitbull – cães com desvios de origem e descontrolados. De modo absolutamente cínico e vazio, depois das manifestações da direita no dia 13 de março de 2016, os covis de deputados/as e senadores/as, sem argumentos sérios, se referem ao que chamam de “vozes das ruas”, como determinante para o golpe.

Mas quem são as tais “vozes das ruas” representadas pela edição 13 de março?

Pode se dizer que banqueiros arrastando cachorrinhos de madames e crianças empurradas por escravas são “vozes das ruas”?

Ou, quem sabe, os que gritam “somos milhões de cunhas” – cafajeste, ladrão, mentiroso, evangélico fundamentalista das bancadas da Bíblia, da bala, da bola e do boi – são as tais “vozes das ruas”?

Misturando-se aos patrocinados pela golpista FIESP, que despejou milhões de reais arrancados dos corpos explorados dos trabalhadores, são “as vozes das ruas”? Da mesma FIESP que apoiou e ajudou a sustentar o golpe e a ditadura nascida do imperialismo em 1964. Da FIESP que, de modo safado, inspira a corrupção e a sonegação usando o pato ridículo empunhado pelos lobos de Thomas Hubbes em marcha pela Av. Paulista.

As “vozes das ruas”, que os “nobres” pitbulls golpistas do Congresso Nacional tanto invocam, quem sabe, são as do fascismo que faz cara feia, pensando que amedronta patriotas e lutadores, invocando intervenção militar em golpe contra a democracia?

Quem sabe, ainda, são “vozes das ruas” os fundamentalistas de toda a espécie, intolerantes e covardes que se escondem sob as trevas das noites para arrombar sedes das entidades do povo e para ofender cidadãos e cidadãs honestos/as em suas casas e em seus lazeres?

Ou quem sabe “as vozes das ruas” são as dos apoiadores da delinquência criminosa, sem bom senso, do provocador a serviço do moralismo fariseu, do filho da ditadura e do demotucanato Sérgio Moro?

Pode-se, honestamente, afirmar que são “vozes das ruas” os analfabetos políticos e alienados, igualmente golpistas e facínoras – digamos sem compactuarmos com sua traição à democracia – que, sem nada saber e com ódio de quem sabe, servem de bucha de canhão aos golpistas?

Devemos aceitar que são “vozes das ruas” os que conscientemente e os também usados ignorantemente pelas corporações multinacionais – parideiras de guerras de rapina pelo mundo – ansiosas por roubar nosso pré sal,  nossa Amazônia e nossas grandes empresas agora travadas pelas molecagens da Lava Jato e pela delinquência política e econômica emergente dos porões golpistas de Curitiba?

Ou, igualmente grave, são “vozes das ruas” as barbaridades insufladas pela hipocrisia golpista, fascista, diabólica e traidora da democracia e da Pátria, da empresa Globo, da família de glutões e ladrões de impostos, os Marinho?

Os cheirosinhos acostumados a deslocamentos de helicópteros, de carros de luxo à prova de balas, dirigidos por motoristas, muitos maltratados pelas madames, outros coniventes de golpes e assaltos tramados no interior dos veículos dirigidos por eles, transportando magnatas burgueses apodrecidos, que não sabem o que são as ruas de verdade, são as tais “vozes das ruas” identificadas pelos pitbulls que compõem os picaretas do Congresso Nacional, com Eduardo Cunha no comando com seu deus ladrão?

Não! Definitivamente essas não são as vozes das ruas!

São, na verdade, vozes abutres, da traição e do golpe contra a democracia, contra a Pátria e contra os direitos sociais!

Os que ocupamos as ruas nos dias 18 e 31 de marco de 2016 – faço questão de anotar este ano histórico – é que somos legitimamente as vozes das ruas.

Somos os/as camponeses, os/as trabalhadores, as mulheres, os/as jovens – muitos/as jovens – os negros/negras, os/as operários/as em plenas noites de semana, os/as indígenas, os/as empresários/as, os/as intelectuais –  que não são burros leitores de manchetes podres e de editoriais de jornais golpistas – os/as parlamentares democratas, os/as artistas, os/as religiosos/as de todas as denominações e tradições – que não se alienam como os Silas Malafaia e os Padres Paulo Ricardo e Marcelo Rossi etc.

Somos nós as verdadeiras, legítimas e consagradas históricas vozes das ruas.

Somos acostumados/as com as ruas. Por elas transitamos todos os dias, mês a mês, ano a ano, indo e vido para o trabalho e para os estudos, produzindo as riquezas deste País, roubadas e assaltadas por empresários estilo FIESP e banqueiros, sangradores de nosso sangue.

Somos as vozes das ruas porque defendemos radicalmente a democracia com muito, mas muito mais democracia com justiça social.

Somos as vozes das ruas porque sabemos ler e interpretar a realidade contraditória de nossa luta.

Lutamos contra o golpe e contra os golpistas de todos os naipes. Mas também lutamos para derrubar os paradoxos obscenos do governo Dilma, que acende uma vela ao diabo e outra a Deus.

Nossas vozes nas ruas e das ruas, por onde transitamos e onde adoramos fazer festas e celebrações, são legítimas porque expressam a organização para a luta e não a dispersão eivada de interesses mesquinhos dos pittbuls golpistas.

Nossas vozes das ruas saem dos sindicatos organizadores da classe trabalhadora, dos partidos, da produção do conhecimento, da verdade, da luta cotidiana e invade os poderes exigindo mais verdade e mais justiça social.

Nossas vozes das ruas são as manifestações de nossas consciências corajosas, alimentadas pelo sangue e pelo sacrifício dos mártires que não se acovardaram no passado sob as fragatas e dólares dos golpistas do Norte da América.

Sabemos dos riscos. Podemos barrar o golpe em marcha. Mas se não o impedirmos – creio que o impediremos, pois nas ruas não brincamos – é certo de que os golpistas não terão tempo de assaltar o Brasil roubando de nós a Petrobras, o Banco do Brasil, o BNDS, a Caixa, o pré sal e a democracia. Nós os expulsaremos rapidamente, tamanha será a decepção que causarão em toda a população brasileira, roubada nas conquistas destes últimos anos de governos medianamente populares.

Daí a luta será muito mais frutífera!

Quem viver, verá!

Nós somos as vozes das ruas. Avante, sem medo e unidos/as!

  • Abraços críticos e fraternos na luta pela justiça e pela paz sociais.
  • Dom Orvandil, OSF: bispo cabano, farrapo e republicano, presidente da Ibrapaz, bispo da Diocese Brasil Central e professor universitário, trabalhando duro sem explorar ninguém.

CocoChanel-Coragem

O GOLPE! Democracia destruída, soberania aniquilada. Brasil, quem te conduz? Onde estão seus líderes?

“Só existirá democracia no Brasil no dia em que se montar no país a

máquina que prepara as democracias. Essa máquina é a da

escola pública.”

Anísio Teixeira.

Como pode o Brasil, em apenas trinta anos de sua “redemocratização” estar às voltas de um clima de retorno à DITADURA, onde se prega abertamente o GOLPE? Muitos dizem que, se houver ruptura, esta seria sucedida de tumultos, confrontos, depredações e o Brasil vai arder em chamas. Quanta infantilidade!  Vocês estão absolutamente equivocados!

Não haverá confronto! A cúpula do PT é COVARDE e, provavelmente, como na época de Goulart, ficarão a espernear e a denunciar aos quatro ventos, o golpe parlamentar de que foram “vítimas”. Alguém aí pode me dizer em que deu mesmo o recurso do José Dirceu, do resultado do processo da AP 470 na CIDH da OEA?

A única possibilidade de confronto aberto é se a militância petista renunciar a seus líderes postos hoje, Lula incluso, e seguir rumo próprio e revolucionário.

A juventude liderada pela UNE(!?) não vai a lugar algum pois, a UNE não tem credibilidade, nem entre os estudantes universitários. As fraudes em processos eleitorais, em instituições estudantis, era regra em meu tempo universitário, será que mudou alguma coisa em 20 anos? Desde que me entendo por gente a UNE está nas mãos do PCdoB. O que representa este partido para a democracia do Brasil? Como é possível um partido, que se apresenta como quase insignificante, entre a preferência do eleitorado brasileiro, esteja à frente de uma entidade estudantil tão importante, suplantando todas as outras correntes de pensamento existentes, senão pela fraude eleitoral?

Os universitários e jovens, defensores da nossa democracia, defensores das políticas de cotas, defensores do empoderamento das mulheres, dos direitos homoafetivos, estão sem líderes. A UNE e o Movimento Estudantil (DCE’s, UEE’s e Ca’s), recheados de fraudes e ilegitimidades, não os representam.

Nem a população brasileira, nem a juventude universitária, sem qualquer formação política, sairão a enfrentar a polícia, arriscando serem presos ou mortos, por nada. Estarão sem líderes.

Nem Lula, nem Dilma ou qualquer outro, na cúpula de qualquer partido da base do governo, irá radicalizar o discurso. O caminho destes é exatamente no sentido oposto, o da conciliação com os GOLPISTAS. Coisa típica daqueles que, mesmo que não devam nada, parecem que assim o fazem, por terem o rabo preso, e se esquecem que defender o seu povo é algo que transcende ao que eles próprios acreditam que fazem, mas, será que eles se atreverão a perguntar ao povo, que dizem defender, de que forma e com que intensidade devem fazê-lo? Não temos nada que nos indique algo assim, infelizmente!

Os únicos de que se tem notícia, vistos com discurso com um tom acima, são, o CID Gomes, o Ciro Gomes e o Requião. Que farão eles quando o GOLPE estiver posto à mesa e servido frio?

O povo estará num mato sem cachorro, numa revolução sem líderes, a mídia, dará o tom que quiser, caçará (ou seria cassará?) quem quiser, a esquerda não tem canal (importante e de massa) algum de exposição de suas narrativas. Se necessário for, os blog’s progressistas e de esquerda serão silenciados com a simples prisão dos responsáveis pelos mesmos. A acusação? Pedofilia, subversão, incentivo à prostituição, “nacionalismo insurrecional”, queda da escada, escorregão no banheiro, esquerdismo acéfalo ou qualquer outro, não importa, o que importa é que estarão “fora de combate” e ponto final.

Todos os insucessos advindos do governo golpista que se instalará, então, serão debitados na conta da “herança maldita da corrupção desenfreada” adquirida dos governos petistas. O povo, anestesiado, aceitará e seguirá, não se sabe se de lado ou à frente, cabeça caída e olhos postos no chão.

Talvez quem poderá opor alguma resistência será a CUT, mas quem se recorda da época que vivemos no governo FHC, lembrar-se-á do resultado da greve dos petroleiros, serão fragorosamente suprimidos, serão simplesmente esmagados.

Ademais, que moral tem os sindicalistas no processo democrático brasileiro com a perpetuação de algumas figuras como verdadeiros “imperadores sindicais” na maioria dos sindicatos do Brasil, onde a diversidade e liberdade políticas é tão fantasiosa quanto o direito do povo expor suas ideias na Rede Globo? Tão ficcional quanto a disputa política em igualdade de condições entre as correntes ideológicas que existem no meio sindical?

O GOLPE e os golpistas de agora, estão a colocar toda a esquerda brasileira, diante de si mesma. É esperar que esta se reconheça e comece a olhar os seus erros e os absurdos que tem existido em sua prática democrática, para que, de agora em diante, quando passarem a reclamar e protestar contra “golpes” e intervenções antidemocráticas de uma mídia putrefata, corrompida até a medula, e servil a interesses hostis ao do povo brasileiro, passem a fazê-lo com a autoridade de quem fez o dever de casa, e transformou suas entidades em exemplo de democracia, onde se pratica o debate verdadeiro e necessário em busca de condições melhores para seus representados, o Brasil e um mundo melhores.

Enquanto a caravana golpista passa, e a direita cansada de ser surrada nas eleições “democráticas”, resolve que este “jogo” não interessa mais a ela, decretando seu fim, a esquerda pueril e seus intelectuais, irão esmurrar paredes e, quem sabe?, identificar o tamanho de sua ignorância, ao não ter inserido o povo brasileiro na dinâmica de tomada de decisões e ampliando sua participação através de outros mecanismos, além do puro e simples processo eleitoral.

E ainda tem multidões de esquerdistas no Brasil a criticar o “bolivarianismo” do presidente Hugo Chávez, que com os múltiplos erros que possa ter cometido na Venezuela, jamais deixou de identificar o principal objetivo que, a esquerda no poder não poderia deixar para trás, inserir seu povo na tomada de decisões de seu país e dar voz a este mesmo povo, através de disponibilização de canais de rádios e televisões. Através do incentivo das discussões de seus problemas, e intervenção com sugestões e projetos, para a melhoria de suas vidas, através de sua organização comunitária.

Por aqui, a esquerda, através de seu líder maior, Lula, ao tomar posse em seu primeiro mandato, pediu a seu povo e aos movimentos sociais que se acalmassem, que dessem um tempo nos protestos e exigências que, com tempo, seu governo iria implementar as mudanças necessárias para mudar suas vidas para melhor, e o fez, permitiu empréstimos via débito em folha.

A principal revolução do PT foi a permissão do EMPRÉSTIMO CONSIGNADO? Os banqueiros agradecem, a “revolução” está com os cofres cheios. Só falta agora irmos lá nos bancos pegar estes lucros estratosféricos, para financiar o verdadeiro bem estar do povo brasileiro.

Se a principal revolução do PT não foi o advento do empréstimo consignado, de que trata ela, então? A ida da população pobre para a universidade através de empréstimos do FIES?

O fortalecimento dos meios de comunicação mafiosos do Brasil, também, não tem do que reclamar. E aguardam, ansiosamente, os recursos que serão destinados a ela, sejam por qualquer governo golpista que advenha com a queda de Dilma e da derrocada da democracia no Brasil.

A Educação, que pode realmente mudar os rumos de um país e levá-lo a um verdadeiro e orgânico desenvolvimento, teve as suas bases e diretrizes modificadas durante estes treze anos em que?

A esquerda está neste instante, diante de si mesma, esperemos que seus representantes identifiquem a oportunidade que tem diante de si e façam as mudanças necessárias que uma verdadeira revolução exige, mudar a própria postura diante dos fatos expostos e evidenciados para todos. Não há revolução possível, nem mudança verdadeira, se estas não vierem através de um reconhecimento dos próprios erros e a mudança que se faz necessária às atitudes, pois de palavras vive o dicionário e de atitudes faz-se a solidez de nossos sonhos.

Fábio Brito – Bahia.

A DITADURA instalada no Brasil. Um país e sua democrática “fantasia carnavalesca”!

É verdadeiramente triste e lamentável, como algumas pessoas não se dão conta em como se está sendo construída a narrativa para justificar um GOLPE À “DEMOCRACIA” BRASILEIRA e como eles estão usando de todos os artifícios para atingir este objetivo, já que não conseguem atingir o coração e conquistar a confiança da maioria do povo brasileiro, já fazem quatro eleições presidenciais.

Uma vez que através das ideias, no campo político, não conseguem fazer frente às propostas implementadas nos governos do PT à frente do Governo Federal, que tal “desumanizar” a MULHER que está à frente do governo? Parece que bater em mulher é engraçado e mais fácil para muitos marmanjos, não é mesmo?

Disseminam idéias homofóbicas, sexistas, animalescas, tudo em prol de debilitar a aceitação de uma senhora que serve a seu povo com DIGNIDADE  e honradez. Vê-se “argumentos” de que ela seria uma “jumenta” e de que seus eleitores são burros e analfabetos, pois o que importa é destruir toda a possível imagem positiva que a presidenta tem e a moral de seus eleitores.

É impressionante!!! Verdadeiramente impressionante!!! A elite deste país detém praticamente TODOS os veículos de comunicação em se tratando de rádios, emissoras e retransmissoras de televisão, revistas e jornais impressos diários, e isto, por si só, já configuraria uma DITADURA. Além disto, colocam seus veículos, não só para construir uma imagem favorável aos bandidos da política (quem é mesmo o presidente da Câmara?) mas, também, a demonizar todas as políticas públicas que são adotadas a favor do povo brasileiro.

O Brasil é Democrático? Há controvérsias, mas não é porque estes meios falam da ditadura do PT, é porque não existe a possibilidade de se revelar o contraditório, só se escuta o que eles querem e o espaço para a opinião divergente é quase nulo, e, mesmo diante desta constatação, o povo resiste a todos os ventos contrários e continua a escolher aqueles que acreditam ser o melhor para si, e isto é imperdoável para eles.

E se eles dominam os meios de comunicação, o tratamento dado àquelas opiniões que são contrárias aos interesses deles, logo são descaracterizadas e ridicularizadas e passam a ser “bolivarianas”, “comunistas” e somos todos, “deportados para Cuba”.

O “jogo Democrático”, para eles, funciona dessa forma. Depois de perderem quatro eleições presidenciais consecutivas, “a síndrome de abstinência do poder”, lhes subiu à cabeça, e não perderam tempo a saírem pelas ruas a libertarem o fascismo e os fantasmas adormecidos da intolerância, que tanto mal causaram ao Brasil.

Lembra-se das primeiras palavras deles? Clamavam contra uma “suposta” fraude nos resultados da contabilização dos votos e chamaram o povo para as ruas.

No segundo momento, bradaram contra algumas medidas que foram implementadas pelo Governo Federal, aventando um “estelionato eleitoral” que justificasse a destituição do governo.

Em outro momento, utilizaram a Justiça, através do comandante em chefe das forças jurídicas do TUCANISTÃO, Gilmar Mendes, para reprovar as contas eleitorais da Presidenta Dilma Vana Roussef, e lhe abiscoitar o mandato, retirando, assim, as esquerdas do poder, uma vez que a vontade do povo não lhes favorece, e, consequentemente, não lhes interessa.

Durante todos estes momentos os seus exércitos avançavam na OPERAÇÃO LAVA JATO. A intenção escamoteada: prender o Lula. Aposta-se no agora, desestabilização do governo, e no amanhã, desmontar as possibilidades do retorno do seu principal nome ao cargo de presidente para as eleições de 2018.

A mídia mafiosa brasileira destrói a imagem do governo, do seu partido e do seu líder maior, o ex-presidente Lula. É preciso criar uma impressão de terra arrasada para que, toda a esquerda se sinta acuada e sem moral para rebater as propostas parlamentares lesa pátrias e danosas a toda a população brasileira.

No outro front desta guerra declarada, que as esquerdas não enxergam, e o PT não enfrenta, está um general sem escrúpulos (ou seriam dois?), na Câmara Legislativa Federal. Este avança seus PANZER’S no tabuleiro, massacrando quem se interpõe pelo caminho, pois goza da “credibilidade” dos senhores feudais, donos da mídia brasileira.

Eles sabem que alguém precisa fazer o jogo sujo e a CUNHA já estava marcada, “o escolhido” dos Deuses anunciado lá atrás e todo apoio de que necessitava, lhe foi providenciado para que amealhasse o poder que, agora, detém. O de colocar, inclusive, a cassação da presidenta eleita em votação e lhe usurpar o mandato conferido pelo povo.

Todo este jogo intrincado, muito bem armado, não pode ter surgido ao acaso, espontaneamente, é preciso muita experiência em instilar desestabilizações de democracias, para se chegar a este cenário montado como vemos hoje. Quem estaria por trás das oposições brasileiras e a lhe dar suporte de inteligência?

Não se pode falar em teorias de conspiração para justificar o que vemos hoje, afinal, esta elite nacional não tem uma só ideia original, nada. Tudo que elas fazem em nosso país é trazer de fora o que seus valores qualificam de bom para nós. Não existe uma mínima ideia nova, um único sopro de esperança de algo original e novo, autenticamente brasileiro, tudo é cópia piorada do que se encontra lá fora.

Todos os programas televisivos se colocam neste patamar, BBB’s e suas diversas variantes, todos, inclusive, pagando “royalties” aos detentores da ideia original. Nenhum se salva. Todos cumprindo suas metas de manter toda a população nacional sob a ignorância coletiva e sedação da razão e anseios legítimos. Todos na apatia idiotizante.

Alguns que não tomam partido e não andam de mãos dadas com o fascismo, de tão confusos que se encontram entre as opiniões conflitantes, e com a raiva de uns e a descaracterização brutal dos dissonantes, acreditam-se em posição privilegiada e adequada em não se manifestar, mantendo-se equidistantes, neutros, imparciais.

Mal sabem os parvos que estão a fazer, exatamente, o que os detentores do poder querem, ao adulterar a imagem de seus oponentes, ao tornarem suas lutas em irracionais e ilegítimas, ou, ainda, extravagantes e insensatas.

Como dizia Paulo Freire, “Lavar as mãos em face da opressão é reforçar o poder do opressor, é optar por ele”, ou, ainda, outro revolucionário, Leon Trotsky, “Expor aos oprimidos a verdade da situação é abrir-lhes o caminho da REVOLUÇÃO”, ou, quem sabe ainda, Alex Castro, “Não se muda o mundo respeitando a opinião de quem te oprime”, ou o Desmond Tutu, “Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado do opressor”.

Ou seja, como afirmamos nas opiniões encontradas neste blog, e que reforçamos agora, não existe a neutralidade e a imparcialidade, quem assim pensa que faz, está, conscientemente ou não, sendo um INOCENTE ÚTIL nas mãos dos que praticam as injustiça e de quem oprime. Ademais, como se manter imparcial quando “todas” as informações que nos chegam são distorcidas e manipuladas?

Precisamos de algo novo que faça mudar a configuração absurda do poder da forma que encontramos em nosso país, mas, devemos ser sinceros e verdadeiros, ela dificilmente ocorrerá, pois o Governo Federal, em mãos do PT desde 2003, nada tem feito neste sentido e, a única esperança que temos, é pressionar os políticos em todas as frentes. Podemos começar a fazer um movimento real, para que o Governo Federal deixe de anunciar nos grandes veículos de comunicação do Brasil, que não cumprem seu papel de bem informar à nossa população.

Se neste momento não temos força de implementar uma “lei dos meios”, que resulte num ambiente mais propício a exercermos a verdadeira Democracia em nosso país, é necessário que se retire o apoio financeiro a veículos que pregam o GOLPE à luz do dia, e distorce as informações, visando a criar uma celeuma tal, que possam embasar um golpe com ares de legitimidade.

Que se invista este dinheiro economizado, em publicidade e propaganda, na EBC, Empresa Brasileira de Comunicações, buscando, inclusive, a transmissão de jogos de futebol do brasileirão e adequando os jogos a horários ajustados às necessidades de jogadores e apreciadores do futebol. Deve-se procurar dar uma gestão dinâmica para as comunicações do governo e para seus veículos. O Governo Federal precisa, verdadeiramente, começar a se comunicar com os cidadãos e a lhes mostrar o que está a ocorrer no país, da forma mais direta e honesta possível.

Caso não se entenda que se deva utilizar todo o recurso economizado desta forma, uma boa parte deste valor poderia ser aplicado na divulgação das ações do governos, em sites e blog’s não hostis ao governo, e que tenham uma linha mais fiel ao que se exige e espera de um  verdadeiro jornalismo. Assim, ganharia-se, também, em diversidade de opiniões, que é a razão e base de qualquer Democracia.

O que podemos fazer? Pressionar o Governo Federal a cancelar as verbas publicitárias para os grandes veículos que estão a pregar o GOLPISMO, divulgando nossa posição a respeito. Podemos divulgar pelo Twitter a seguinte mensagem: @dilmabr Corta as verbas de publicidade destes veículos golpistas, aplica na EBC ou na Educação. Não alimente cobras. #cortaasverbasdilma. Divulgue o link deste texto nas redes sociais, crie outros seus e revele o que você pensa a respeito da Democratização das Comunicações em nosso país, solicitando providências, movimente-se, rebele-se.

Se você concorda com as opiniões expostas aqui, ajude divulgando esta mensagem para que ela chegue até o Governo Federal, e este escute nossa opinião e passe a movimentar de acordo com o que pensamos, e não mais de acordo com as pressões que recebem dos mafiosos de nossa mídia.

Caso você tenha outras ideias, entre em contato conosco e nos diga o que pensa, para que possamos reunir todas as boas sugestões e divulguemos, no intuito de fazer com que todos saibam e possam comentar e ajudar a construir uma proposta para um país melhor para todos.

Recentemente o Governo Federal criou um canal para a população apresentar ideias, para podermos ajudar a melhorar nosso país, mas ainda é uma coisa iniciante e limitada, no entanto, não se deve deixar de ver, pois é preciso criarmos e melhorarmos os canais de comunicação direto do povo com seus governantes. O link do Dialoga Brasil também está na nossa página inicial:  http://dialoga.gov.br/.

Abaixo sugerimos um link útil para ajudar a nos informar melhor e a entender como funcionam as democracias que eles pregam e o que eles realmente querem e como agem:

Democracia não é só voto, voto não é o fim e o fim não justificam os meios que eles estão a empregar.

Um abraço a todos(as).

Fábio Brito – Bahia.

O FUTURO INCERTO DO BRASIL. ENTRE O GOLPE JURÍDICO-MIDIÁTICO-PARLAMENTAR, ESPERADO, E A GUERRA CIVIL, POSSÍVEL.

“Quando me desespero, e me angustio, eu me lembro que durante toda a história o caminho da verdade e do amor sempre ganharam. Tem existido tiranos e assassinos e por um tempo eles parecem invencíveis, mas no final, eles sempre caem – pense nisso, SEMPRE.”
―Mahatma Gandhi

Vivemos dias difíceis. Vemos pessoas saírem às ruas para pedir a volta dos militares, da ditadura, pedindo o impeachment ou a simples deposição de uma presidenta, recém-eleita pelo voto popular. Como chegamos a isto? O que está acontecendo a nosso país?

Acredito que precisamos retornar um pouco no tempo para que possamos entender melhor ao que acontece agora, que, de certa forma, é um clima que perdura desde as chamadas jornadas de junho, em 2013.

Há algum tempo, na primeira eleição de Lula, em 2002, um fato me chamou bastante a atenção, já naquela época. Em sua posse, diante do povo, no parlatório em frente ao Palácio do Planalto, Lula pediu aos movimentos sociais, aos sindicatos e ao povo brasileiro, que mantivesse a calma, que tivesse paciência, que aguardasse, pois seu governo iria, em breve, mostrar a que veio, através de medidas que resgatariam os brasileiros das décadas de descaso e abandono, a que foram relegados por quase todos os governos anteriores.

Ali estava a semente do problema político que vemos hoje, e tive a oportunidade de dizer, a diversos petistas, que no momento em que um governante é eleito, tendo a confiança da maioria da população e, sabendo ela, que este governo não iria enviar as tropas para cima de si, deveriam sair às ruas, para dizer o que espera de seu país e de seus governantes.

Depois de décadas tendo seus anseios sendo represados por governos hostis a ela, não se poderia pedir ao povo, aos movimentos sociais e sindicatos, que esperasse mais, não se poderia pedir para se autorrepresar ainda mais.

Ao pedir isto, Lula se colocaria nas mãos dos “300 picaretas do congresso”, sobre o qual, anos atrás, havia falado que existia. Ao pedir isto, a força do poder econômico iria dificultar, ainda mais, uma mudança nas feições do país, de forma mais profunda, arraigada e de caráter permanente.

Lula, reconhecidamente um grande político, e hábil negociador, acreditava em seu potencial de poder reunir pessoas insensatas e acostumadas ao uso do poder, da chantagem e, inclusive das armas, e buscar o equilíbrio, que nunca demonstraram ter na condução do Brasil, e convencê-las de que o povo, agora, iria sentar-se à mesa com eles, e comer do bolo em condições de igualdade, não aceitando mais as migalhas que sobravam.

Lula acreditava ser capaz de fazer a elite do país, reconhecer e aceitar, pacificamente, através da negociação, que o comando do país, a partir da sua eleição, inexoravelmente, passava a incorporar um outro ator, o povo, ali representado na figura dele, um ex torneiro mecânico, vindo de classe pobre e possuindo recursos educacionais deficientes.

A rua é do povo, e é o canal de comunicação dele com seus governantes. Mas, e quando o povo não ocupa o espaço das ruas, o que acontece? Em muitas ocasiões quem a ocupa são os soldados e os tanques, que então passam a massacrar este mesmo povo, como aconteceu em 1964, depois que multidões ocuparam as ruas e a mídia os inflava, clamando pelo golpe, para barrar as mudanças que se pretendiam para o país. Alguma semelhança com o que ocorre hoje?

Assim, dessa forma, podemos entender os movimentos que ocorreram nas chamadas ”jornadas de junho” em 2013. A mídia, a oposição e membros importantes do Judiciário, já haviam iniciado conversações há bastante tempo atrás, logo nas primeiras horas das denúncias do chamado “mensalão do PT”.

Os EUA, por trás das conversações, e orientando os participantes do complô político, que visava à retirada da esquerda do comando do Brasil, tentavam acalmar os ânimos e segurar a sofreguidão dos golpistas nacionais. É de se observar, que os títeres verde-amarelos, com o apoio dos EUA, não temessem nada, e não se preocupassem com a forma, nem o método a ser empregado, mas os EUA sabiam que não teriam, no Brasil, uma segunda Honduras. Não queriam se arriscar. Ainda que, considerando a gigantesca despolitização da população brasileira, sabiam que os fatos de 1964 não se repetiriam, era preciso prudência, aguardar o momento certo.

Quando a mídia brasileira, GLOBO aí incluída, tentou desqualificar as manifestações iniciais em 2013, logo lhes chamaram a atenção de que era a ocasião de que todos ansiavam, era preciso dar apoio total aos jovens que se lançavam às ruas, dar a estas manifestações um ar de “FORA COLLOR”, de luta contra a corrupção, de defesa da democracia.

Alguns grupos financiados com dinheiro proveniente dos EUA e outras pessoas preparadas para inflar movimentos como esses, dariam a impressão, superdimensionada pela mídia corrupta e mafiosa brasileira, de que o povo estaria contra o Governo Federal, muito embora os fatos ocorressem nos Estados, e com pauta difusa (confusa) e mais relacionadas a problemas estaduais. Não se poderia perder a oportunidade de desgastar a imagem de DILMA e do Governo Federal.

Os EUA estão numa brutal ofensiva midiática e militar, não só na América Latina, isto está acontecendo em todo GLOBO, basta ver o que acontece hoje na Ucrânia e Síria.

Só para lembrar: Os EUA não dão ponto sem nó, a primeira coisa que fazem é disseminar mentiras e causar a cisão entre aqueles que lhes oferecem alguma oposição, é aquela velha história, DIVIDIR PARA GOVERNAR.

O impressionante (talvez nem tanto) é, que esta oposição irresponsável “ao” Brasil, está fazendo, exatamente, o jogo deles.

Quando um império cai, o barulho é ensurdecedor. Preparem seus ouvidos, porque o barulho não será nos EUA, não tão cedo, o incômodo sonoro, primeiro, se escutará em suas colônias e ex-colônias (Argentina, Venezuela e Brasil, por exemplo).

Não podemos nos esquecer, que o Brasil é peça chave no tabuleiro geopolítico mundial. Não só devido ao tamanho de sua economia e da influência que exerce nos países latinos, mas, também, por ter angariado uma respeitabilidade imensa, desde o primeiro mandato de Lula em 2002.

De lá para cá, nosso país se inseriu no mundo como um “player” de importância ímpar, e tem sido um dos responsáveis pela busca de um mundo multipolar, através de criação de mecanismos e órgãos que façam frente aos já existentes e controlados por Washington e seus aliados. O banco dos BRIC’s é um exemplo.

Desta forma, não se poderia mais desprezar o Brasil nem permitir que ele se desenvolva, sem os grilhões que sempre o prenderam à esfera de influência dos EUA. Não se poderia admitir uma nova CHINA no “quintal” dos Estados Unidos. Torna-se, então, absolutamente “imperial”, que a América continue a ser dos Americanos. É preciso retirar o Brasil do jogo, neutralizá-lo.

Chegamos, então, aos dias atuais, onde, por não ter buscado o enfrentamento, e não ter forçado a implementação das políticas necessárias ao nosso país, e ao seu povo, como a reforma agrária e a democratização da mídia, entre outras, o GOLPE é defendido à luz do dia, sem que ninguém seja incomodado quanto a isto. Delegados praticam tiro ao alvo com a “foto” da Presidenta da República e todos acham “normal”.

O povo, que lá atrás deixou as ruas vazias, a pedido de seu líder maior, observa seu lugar ser ocupado por uma elite branca irresponsável, inflada por uma oposição lesa-pátria, subserviente a interesses alienígenas. O caldo de cultura para o GOLPE, está quase em temperatura máxima, quase no ponto apropriado.

A operação LAVA JATO está próximo do seu ápice. O Estado de Direito, no chão. A justiça, dominada, silenciada, controlada. Senado e Câmara Federais, absolutamente sob controle. O momento se aproxima.

Daí que todos são pegos, com perplexidade, com atitudes como a da REDE GLOBO, que passa a fazer editoriais em defesa do Estado de Direito e contra o golpismo. E aqui, o Diário do Centro do Mundo, O Cafezinho e o Tijolaço, parecem ter saído na dianteira e mostraram análises mais sensatas a respeito, TUDO NÃO PASSA DE DIVERSIONISMO, conversa pra boi dormir.

É necessário que a mídia mostre neste momento, que o GOLPE já tem moto-próprio, que já ganhou força,  uma imagem de neutralidade, tudo em nome dos negócios, afinal, está fresco na memória de seus proprietários, as imagens de seus repórteres sendo escorraçados das manifestações de junho de 2013.

O GOLPE não foi descartado, é um equivoco pensar assim. A inflexão da mídia (não apenas a globo), neste sentido, mostra, somente, que eles acreditam que o escript já está traçado, e as falas de cada um, do Judiciário, do Parlamento e da OPOSIÇÃO AO BRASIL, estão devidamente decoradas e bem ensaiadas. Cada um já sabe o que fazer e na hora que deve fazer.

O ensaio já foi feito e saiu perfeito, promessa de sucesso. É por isto que a mídia agora, irá aparentar sensatez e diminuir os ataques escandalosos contra o PT e, aqui e ali, dará abertura a críticas aos OPOSITORES DO BRASIL, de forma tímida, mas dará, e, junto a isto, mais espaço ao PT. Só sendo muito trouxa para não entender o jogo preparado.

Tudo acertado, todos combinados, resta agora colocar a peça principal em cena: GOLPE JURÍDICO-MIDIÁTICO-PARLAMENTAR.

A mídia sai de boazinha, e o golpe, transcorre como um acontecimento normal em uma democracia. É preciso dar ares de veracidade ao mesmo. É preciso que o mais ferrenho defensor de DILMA, e de LULA, fique desacreditado para defendê-los, após o JULGAMENTO FINAL. Que, no mínimo, levará Lula para a prisão, e, quem sabe, a Dilma também.

Não nos é dado saber, neste momento, qual a aposta que se faz, no entanto, estas são as duas, possíveis, opções preparadas:
1. Destruir a única pessoa com imagem e capacidade de concorrer em 2018, com chances reais de vitória, no campo popular de esquerda, Lula, e, levando juntamente a ele, a própria presidenta Dilma, ou;
2. Prender apenas Lula, e amarrar o Governo Federal, com os já controlados, Senado, Câmara e Judiciário, infligindo derrotas mortais para as pretensões da esquerda em 2018. Dessa forma, sem força para uma reação da presidenta, esta teria que colocar em prática a agenda neoliberal derrotada de Aécio Neves, para, assim, quando ganharem a eleição em 2018, ao encontrar a terra arrasada deixada pelo PT, saírem como salvadores da pátria.

O enredo está posto. Para a opinião mundial será, apenas, a cassação de mais um político de uma republiqueta de bananas qualquer, que se lambuzou com o dinheiro de seu povo.

Como podemos nos inserir contra o que já está decidido pela elite criminosa do Brasil, aliada ao que tem de pior dos EUA??? Como seria possível barrar os próximos capítulos de uma novela preparada com carinho pela nata do poder mundial e os sabujos do poder nacionais, GLOBO à frente???

Esta resposta está, agora, nas mãos de uns poucos líderes da esquerda nacional, em que ainda observamos correr sangue nas veias, porque não nos parece plausível, que os membros da cúpula petista, que não passam de “CUCARACHAS”, venham, no adiantar da hora que se esgota, e, ao se aproximar do CADAFALSO ou da GUILHOTINA, OFERECER O PESCOÇO COMO PRÊMIO A SEUS ALGOZES.

Corremos o risco de sermos deixados sozinhos, e à deriva, pelos ratos que abandonam o barco.

Nossa esperança é que, como Mahatma Gandhy um dia, nos chamou a atenção: por mais poderosos e invencíveis, que os tiranos e assassinos pareçam ser, eles, um dia, caem, e o amor e a verdade, triunfarão.

Que Deus nos proteja!!! Oremos!!!

Fábio Brito, Bahia.