Arquivo da tag: solidariedade

Coxinhas e Petralhas, Entre o Sonho e o Pesadelo, Todos Somos Manipulados!

Se você não procura transformar seus sonhos em realidade, passará a vida toda a reclamar dos pesadelos que vive e que outras pessoas sonharam (programaram) para você. Portanto, acorda e vai à LUTA! Fábio Brito.

Todos nós somos manipulados, inclusive as pessoas mais inteligentes e que tem um conhecimento acima da média.

Quando atacamos os “coxinhas” por exemplo, estamos mostrando um certo tipo de manifestação do grau desta manipulação, porque, vejamos bem, que sentido tem de acusar uma “vítima” de qualquer coisa, de ter se tornado vítima?

Será que nós pessoas inteligentes e possuidoras de conhecimento e que nos consideramos com inteligência acima da média, não somos capazes de perceber o poder que tem a mídia no Brasil a ponto de que as pessoas mais descuidadas, com menos estudos e condições de se informar, assumam as opiniões expelidas por esta mídia?

Quem não conhece o poder de influência que tem a REDE GLOBO?

E antes fosse só a Globo, mas e todas as outras emissoras, canais de rádio, grandes jornais e revistas?

Sejamos sinceros, quais são os canais que o povo brasileiro tem para se informar bem e com correção? Conta-se nos dedos das mãos.

 

Então, desprezar o poder de toda a mídia brasileira já parece uma coisa sem sentido, e, somente considerando a influência que ela tem em cada brasileiro, que se vê praticamente sem alternativas para se informar de forma adequada, já seria um enorme motivo para a gente não menosprezar todo este aparato de desvirtuamento da realidade, pois ela é uma enorme MATRIX.

Ao analisarmos a dimensão GIGANTESCA que tem a elite brasileira para manipular toda a nossa população, levando-se em consideração apenas a mídia, passamos a respeitar todas aquelas pessoas que não pensam como nós e que chamamos, desdenhosamente de “pobres de direita” e que vemos como baratas que estão clamando pelo chinelo, insetos que festejam a chegada do inseticida.

Podemos fazer as brincadeiras que quisermos, mas ao fazê-las, cada um de nós estamos apenas a demonstrar um desprezo por pessoas que não tem culpa de serem vítimas de um sistema brutal, feito sob medida para esmagá-las, sugar suas forças vitais e manterem-nas escravizadas sob o manto do terror e medo, forçando-as a se calarem e a serem obedientes, porque, caso levantem sua voz para protestar, caso tentem quebrar os grilhões que a submetem a uma escravidão abjeta e que deforma toda a HUMANIDADE presente em nós, e nos tira a sensibilidade HUMANA, as demais forças deste sistema irão descer firme sobre o nosso lombo.

 

Será que é preciso recordar todos os demais aparatos que a elite criminosa de nosso país tem sobre a nossa população? Então vamos lá.

Além do controle total e absoluto de nossa mídia, que sufoca e desvirtua o jornalismo, temos todo o poder econômico nas mãos de nossa elite. Quem seria capaz de desprezar isto? Acaso alguém seria louco o suficiente de em nome de suas convicções e crenças políticas, pensar que ficará tudo bem se amanhã não tiver onde trabalhar? Estar empregado é apenas um detalhe?

Não nos parece lógica esta linha de pensamento, e, portanto, temos que compreender que, além de possuírem um gigantesco poder de influência sobre nossa população, através da mídia, ao controlar todos os demais meios de produção ou os tê-los sob sua esfera de influência e controle, a elite aposta na sua perpetuação no poder ao ter sob seu controle a renda dos assalariados, que sem o seu salário não terá com o que se alimentar e a sua família no dia seguinte e estes mesmos salários são baixos para desestimular a busca de outras coisas essenciais à vida humana, como ler livros e se informar bem, fora dos meios controlados que esta elite permite e concede a cada um de nós.

 

Acabou? Claro que não, tem ainda muito mais, e, ao final deste texto, caso você ainda acredite que pode sair por aí a chamar as pessoas que apresentam DISTÚRBIO DE COMPREENSÃO DA REALIDADE, de coxinhas, e considerar que elas são burras, acéfalas, baratas que festejam a vitória do chinelo ou do inseticida ou coisas do tipo, é porque, tenha certeza, você além de extremamente manipulada por todo o aparato à disposição de nossa elite, nefanda, putrefata e criminosa, também, é uma pessoa doente na alma, com a diferença singela de que, à diferença dos “coxinhas” a quem você animadamente chama as pessoas que não tem a mesma compreensão da realidade que você, eles usam outro tipo de molho, eles usam mostarda e você “CATCHUP”, mas, no fundo, são apenas faces diferentes da mesma moeda no bolso das elites.

Pergunta-se, será que podemos desprezar que vivemos sob uma filosofia capitalista e que ela, desde criança nos estimula a desenvolvermos o individualismo e a competição ao invés da busca pelo coletivo e o compartilhamento?

 

A podridão desta elite está tão impregnada em nosso corpo, em nossa mente e em nossa alma, que, muitas vezes, ao encontrar um texto bacana, damos nosso curtir no Facebook acreditando ter feito uma coisa revolucionária e nem nos damos conta que, todas aquelas coisas que a gente acredita que são boas, deveriam ser compartilhadas ao extremo, exatamente por conhecer e entender toda a força do aparato criminoso à disposição de nossa elite e que se volta contra a maioria da população, para fazê-la acreditar o quanto é bom ser servil e obediente, o quanto é bom ser escravo, quando temos a concessão de respirar e tomar nossa cachaça diária para esquecer nossos problemas.

Quando vemos pessoas que, durante uma greve dos seus colegas, vão trabalhar e deixam a luta para os demais, o que estamos presenciando? Estas pessoas nada mais são que um reflexo enojante dos efeitos desta filosofia ensinada em cada esquina, em cada veículo de DESinformação, em cada sala de aula, de cada uma de nossas escolas, em cada ambiente de trabalho que temos em nosso país.

“É HORA DE LUTAR

Se existisse uma máquina do tempo, o que você faria para evitar que o Brasil vivesse a tragédia dos 24 anos de Ditadura Militar, com seus assassinatos, torturas e prisões arbitrárias? O que você faria para defender aquele governo, de João Goulart, que estava promovendo a Reforma Agrária e tantas outras reformas de base, que poderiam ter evitado a fome e a miséria do povo brasileiro? Que poderiam ter evitado que nos tornássemos campeões em desigualdade social? Que poderiam ter incluído a população negra, os nordestinos e os moradores das periferias no usufruto das imensas riquezas deste país? O que você faria? O que você está fazendo hoje, para evitar o triunfo, neste 2016, das mesmas forças que apoiaram o golpe de 1964?
A derrota só é irreversível para os covardes. Hoje é dia de lutar!”

Via Jornalistas Livres

 

Aposto que você nem se dava conta ou nem lembrava que nossas escolas fazem parte do jogo sujo da elite em nos manter escravos, não é mesmo? Mas elas fazem e vamos falar delas também, tenha calma.

Voltando aos “puxa sacos” dos patrões, os “baba ovos”, aquelas pessoas que, espertamente, trabalham durante uma greve, visando tão somente a se sobressair ante aos demais “idiotas” que estão lá fora a se desgastar para tentar conseguir melhores condições de trabalho, salário e de vida, como entender uma atitude tão absurda?

pensamentos

Estas pessoas acham absolutamente normal trabalhar na empresa, enquanto inúmeros outros colegas seus, estão a buscar melhores condições, inclusive para ela, pois numa vitória do movimento paredista, ela também será beneficiada, mesmo não tendo aderido ao movimento grevista. Isto é o que se considera “gozar com o pau dos outros” se me permitem uma expressão não usual.

Enquanto ela, servilmente, como um vassalo “lambe botas”, vai trabalhar, acreditando que está a se sobressair ante os demais, pois o patrão se agrada das pessoas com esta atitude, de trabalhadores que conhecem o seu lugar nas engrenagens e veste a camisa da empresa buscando ajudá-la a dar o maior lucro possível enquanto sua saúde se deteriora, seu salário se achata e seus sonhos se desmancham diante de compromissos que não podem pagar e os obrigam a pegar empréstimos.

Aposto que você não se recordava do sistema bancário, que serve a filosofia da escravidão moderna mantendo-nos, como patetas bitolados e endividados, dentro da ideia capitalista do salve-se quem puder, da filosofia do mais forte, do PROFISSIONAL PIT BULL, conceitos fabulosos que encontramos, por fim, em programas televisivos como “O APRENDIZ”, do João Dória Jr. e Roberto Justus, onde “o segundo colocado é, sempre, o primeiro DERROTADO”, não é mesmo? Pois o sistema bancário está aí, firme e forte atravessando todas as crises por ele mesmo criadas, recebendo, inclusive, grandes somas de dinheiro público para ferrar com você.

Deixaremos nossos estudantes sozinhos?

 

E, por fim, chegamos às nossas escolas, será que é necessário mesmo comentar sobre elas? Que papel tem nossas escolas neste cenário todo? Deixo com vocês algumas frases de Paulo Freire que esclarecem isto e nos fazem entender as mudanças propostas pelo governo ilegítimo, PEC 241 (PEC 55) e escola sem partido, para deteriorar aquilo que já é péssimo.

“Quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é ser o opressor.” “Educação não transforma o mundo, educação muda as pessoas, pessoas transformam o mundo.” “Seria uma atitude muito ingênua esperar que as classes dominantes desenvolvessem uma forma de educação que permitisse às classes dominadas perceberem as injustiças sociais de forma crítica…” Paulo Freire.

Portanto, uma pessoa que não consegue ter a mesma interpretação de mundo que você, que não é uma pessoa esclarecida como você, que não possui a capacidade de acionar mais que dois neurônios em seu tele encéfalo, como você, que teve a oportunidade de conhecer o outro lado daquilo a que somos treinados a saber desde crianças, não deve ser chamada de “COXINHA”, senão pelos motivos elencados aqui neste texto, que procurou demonstrar o enorme aparato de que dispõe aqueles 1% da população do mundo para massacrar todos os demais e os manter dóceis e sob controle, observando que eles são, portanto, vítimas, talvez porque considerar as pessoas como “burras” e chamá-las de outros mimosos adjetivos de mesmo sentido, não as trarão para o nosso lado, que é como se vence qualquer batalha, terminando, ao final, com um exército mais numeroso que o nosso inimigo.

“Coxinhas” não deixarão de sê-lo, não alcançarão a sabedoria e a mesma compreensão política que você, uma sumidade intelectual, tem, quando você os ofender considerando-os simples idiotas, eles tem que ser respeitados, pois que são vítimas de todo um processo montado por nossa elite para manterem o seu “STATUS QUO”, e nós, que nos consideramos de esquerda, e mais inteligentes e capazes, somos manipulados exatamente para ficarmos a ridicularizar estas pessoas e retirar a possibilidade de que elas venham, um dia, a participar do jogo ao nosso lado e contra as elites. Desta forma, se assim agirmos, estaremos fadados para sempre, ao fracasso.

Não é justo deixarmos nossos estudantes fazerem sozinhos aquilo que deveríamos estar fazendo, defender nossa Democracia, nossa Soberania e nosso Futuro. Precisamos nos unir a eles, agora!

 

Não se deve condenar uma pessoa estuprada, vítima de uma violência abjeta e brutal como o estupro, de ser responsável pelo que lhe ocorreu. Da mesma forma não se pode condenar uma pessoa “pobre de direita”, de pensar como ela pensa, principalmente por termos a real noção do gigantesco aparato que a envolve e que a faz, desde o dia em que ela nasce ao último dia de sua vida, ser, pensar e agir como ela, infelizmente, age.

Estas pessoas precisam de nós e nós precisamos delas, e, desta forma, temos que ter paciência e ajudá-las a conseguirem enxergar a terem outra compreensão do mundo da que elas tem no momento atual, esta é, afinal, a única chance que temos em reverter o jogo, trazê-las para o nosso lado.

Se não formos capazes, com toda a nossa inteligência, conhecimento e capacidade de discernimento que temos, de entender esta situação, ou é porque somos indivíduos preguiçosos intelectualmente, ou é porque somos portadores, assim como aqueles da elite a quem criticamos, de um caráter malévolo, que distorce a nossa humanidade e apenas queremos que os que consideramos como “coxinhas”, deixem de servir à nossa elite nefanda, putrefata e apátrida, para passarem a nos servir, pois que somos superiores a todos os demais, assim como HITLER se considerava a tempos atrás.

Menos mal que nós não enxergamos nenhum nazista quando nos olhamos no espelho, não é verdade? O problema é que, muito provavelmente, Hitler, quando se olhava no espelho, observava um cândido anjinho disposto a salvar a humanidade, também.

 

Todo cuidado com nossos pensamentos e ações, companheiros, é pouco, como se vê.

Por fim, quero apenas chamar a atenção de que, mesmo com todo este poderio que eles usam contra nós, desde os nossos tenros primeiros dias de vida até o nosso último e derradeiro suspiro, esta força brutal e satânica, ainda possui as forças de dissuasão de contestação dos escravos rebeldes, que são a nossa polícia e o nosso judiciário, que atuam em conjunto para manter a patuleia desvairada no seu devido lugar, debaixo das botas desta elite, servil aos interesses alienígenas e que vende nosso futuro como nação, ao lhes entregar nossas riquezas para ter a permissão e a garantia de poder nos esfolar dia após dia, em troca de uma pequena parte do butim do que nos é roubado.

recadoglobo

Para finalizar, para você, heroico leitor que se atreveu a ler este texto até aqui, ajoelho diante de ti, para te pedir humildemente que, se você concorda com o todo exposto até aqui, compartilhe com todas as pessoas de seu convívio nas redes sociais e blogs, hoje, amanhã, e depois, porque a tarefa de escrever textos que venham a significar algo na vida das pessoas é por demais difícil e o tempo que perdemos com a divulgação dos textos é grande. Ajude a disseminar as coisas boas, pois elas se reverterão a todos nós.

Organizar as ideias e colocá-las no papel se expondo às críticas, já é, por si só, uma tarefa bastante árdua, e, por isto, lhe peço que compartilhe em todas as mídias sociais não só este texto, mas todos os demais que acreditem que tenham algum conteúdo, que você tenha gostado e que valha a pena conhecer/saber, fazendo com que ele passe a ser conhecido de outras pessoas e possamos, com isto, mudar, verdadeiramente, este mundo em que vivemos, pois só assim é que poderemos fazer frente a este aparato poderoso que 1% da população detém, e que eles usam para nos manter acorrentados à falta de esperanças e perspectivas, que são as únicas coisas que eles nos dão como brinde em nosso dia a dia, pois todo o resto eles nos cobram em dobro.

Salam, Shalom, peace, paz.

Fábio Brito, Santa Catarina, Brasil.

SOBRE NOSSAS CABEÇAS!!!

Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta,

formará um público tão vil, como ela mesma.

 Joseph Pulitzer.

Se você não for cuidadoso, os jornais farão você odiar as pessoas

oprimidas e amar as pessoas que oprimem.

Malcolm X.

 

Agradecemos ao VioMundo, por divulgar vídeos gravados por brasileiros, em diversos idiomas, denunciando o GOLPE JURÍDICO MIDIÁTICO PARLAMENTAR,  que está em curso no Brasil neste momento.

Alertamos para todos que, como tem sido denunciado nos mais diversos blogs por todo o Brasil, este GOLPE, tem sido preparado, tem sido gestado, já faz algum tempo e o seu formato, como o vemos agora, num conluio entre a imprensa hegemônica brasileira, parte do Judiciário e alguns parlamentares, começou a ser organizado com a deposição do Presidente legitimo de Honduras, Manuel Zelaya, em 2009, e, em seguida, o promovido no Paraguai contra o presidente eleito, Fernando Lugo, em 2012.

As pessoas que normalmente não se interessam por política, como se isto fosse somente uma coisa suja, e participasse dela somente aquelas pessoas comprometidas com o pior que a humanidade pode possuir e apresentar, precisam entender que, não participar da política, que, por fim, é o que define como nosso mundo funciona, tanto localmente quanto em nosso Estado, País ou Planeta, é o que permite que gangsteres permaneçam a comandar nações inteiras.

Quando não buscamos nos inteirar, cotidianamente, acerca dos assuntos do mundo político, ficamos à mercê das opiniões distorcidas de uma mídia que busca nos manipular. Precisamos abrir os olhos, precisamos acordar, definitivamente!

E nós, que nos definimos de esquerda, temos muita responsabilidade nisto. Não podemos abdicar de nossa responsabilidade em esclarecer as pessoas, e, dessa forma, precisamos ter bem claro que, classificar pessoas como coxinhas, burros, acéfalos e demais adjetivos, não nos torna diferentes daquilo que a direita faz.

Precisamos ser um pouco melhores que isto, e o debate franco, direto e objetivo, mostrando argumentos sólidos, será, sempre a melhor saída. Não podemos afastar as pessoas menos esclarecidas da verdade, caso contrário, estaremos demonstrando que, também, não temos ideia do real poder que o SISTEMA OPRESSIVO E EXCLUDENTE, que impera em nosso mundo, detém, ou seja, não seremos mais que COXINHAS PINTADAS DE VERMELHO.

Quando jovem, tive acesso a um texto de Bertold Brecht, que me fez despertar para as minhas atitudes como ser humano e me fez ver as consequências que cada ação minha poderia ter para com cada habitante deste planeta, a que chamamos de TERRA. Eram, então, os anos 80, e possuía cerca de dezesseis anos quando li o texto, O ANALFABETO POLÍTICO. Foi como se recebesse um soco no estômago, e acordei para vida, passando a me interessar mais para os assuntos políticos e, também, passei a policiar mais minhas atitudes, passando a ver que a política estava presente em cada pequeno gesto nosso.

Quando escutava que todo os políticos eram ladrões, observava que isto era mentira, pois bem perto de mim, conheci exemplos fabulosos que desmentiam, categoricamente, esta informação.

Posso dizer, e aqui presto uma singela homenagem a duas pessoas de minha família, que me ajudaram a ser, efetivamente, quem sou, e agradeço muito a Deus por ter colocado em meu caminho o meu pai, GERCY ALVES DE BRITO e meu avô, OLAVO GIL DA SILVA JÚNIOR, cujos nomes escrevo em caixa alta, para dizer do orgulho que sinto, em ter tido estes dois EXEMPLOS MAIÚSCULOS e expoentes grandiosos do que de melhor podemos encontrar na política e na Humanidade.

As duas pessoas de que falo acima, saíram da política com patrimônio menor do que entraram e jamais se envolveram em esquemas de desvios de dinheiro público. Guardarei-os, para sempre, em meu coração e em minha memória.

Numa época em que era quase inexistente os instrumentos de fiscalização, isto era muita coisa, e, o fato, é que não importa quantos instrumentos se crie para fiscalizar bandidos, eles sempre irão criar alguma maneira de burlar o sistema, porque, afinal de contas, quem tem caráter irá buscar agir corretamente em qualquer lugar onde esteja, mesmo que tenha certeza de que não tenha ninguém a observá-lo. No entanto, para quem não tem caráter, nem pena de morte segura.

Parte destas histórias de minha família e da minha terra, podem ser encontradas no livro da Sra. Terezinha de Azevedo Alves, que leva o título Potiraguá em Suas Mãos. Partilho, com alegria, com você que me lê, uma entrevista concedida por ela a Sra, Edna Peixoto, orientadora do PNAIC (Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa) da referida cidade.

Carrego comigo, portanto, o melhor DNA de pessoas humanas e que entendiam a política como a possibilidade de intervir em nossa sociedade, para proteger as pessoas menos favorecidas e menos afortunadas pela vida. Pessoas que não entendiam a vida como, apenas, um exercício diário em busca do acúmulo de riquezas, visando uma opulência sem sentido, mas, principalmente, a possibilidade de buscarmos ideais como a fraternidade entre nossos irmãos.

Voltando ao assunto em questão, que é da maior gravidade e urgência, as pessoas que não se interessam pela política, jamais irão entender o que é a força da opressão que se abate em nosso país e que, nem mesmo, as decisões que foram tomadas e que estão a interferir nos nossos destinos, foram gestadas pela nata do centro mundial, bem longe de nossas fronteiras, mais precisamente nos ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA.

Como a maioria da população está acostumada a usar uma viseira, à semelhança da que usa-se, ainda hoje, no gado ou em cavalos, não conseguem perceber que caminham por este mundo completamente “bitolados”, onde lhes é permitido apenas, quando muito, trabalhar arduamente, para enriquecer alguns poucos. Os tais 1% da humanidade.

Prova do que estou dizendo, e que passou despercebido a milhares de pessoas que saíram às ruas em protesto contra Dilma na intenção de depô-la, são as ondas que atingem o mundo todo, de tempos em tempos, e que visam moldá-lo ao gosto e ao figurino do que esperam aqueles 1%.

Há, não muitos anos atrás, diversos países do globo, passaram a adotar, como nos EUA, o sistema de reeleição, inclusive o nosso país.

Assim ocorreu com a Argentina e a Colômbia, por exemplo, que tinham no poder agentes do capital internacional naquele momento. Carlos Menem na Argentina e Álvaro Uribe, na Colômbia.

A direita mundial, no entanto, percebeu que os povos se levantam e buscam mudanças que alterem sua condição de vida, mesmo com forte controle de empresas de mídia, mesmo com assassinatos e subornos a agentes públicos da Justiça, polícia e demais. É difícil conter o curso de um rio.

Washington, hoje, muda de ideia, e manda parlamentares de todo o mundo a retirarem o instituto da reeleição. A Colômbia já o fez em 06/15 e o Brasil se prepara para obedecer as ordens dos bandidos internacionais, pois vários parlamentares já falam abertamente sobre este assunto.

Tem sentido! Está ficando caro, para os EUA, financiar golpes e desestabilizações pelo mundo afora, além de todo o investimento que se faz para montar uma farsa de democracias nestes países. Mais garantido é dificultar o acesso ao povo ao centro das decisões, mantendo uma “aura” de democracia, como, aliás, é o próprio sistema eleitoral dos EUA, com forte influência do poder econômico das corporações e onde, absurdamente, um presidente pode ser eleito, mesmo tendo menos votos que o que foi derrotado.

Em breve, o assunto em moda, além do fim da reeleição, será a reforma no sistema eleitoral brasileiro. Palavras como, voto distrital, voto distrital misto, votação fechada, verticalização, cláusula de barreira, parlamentarismo, entre outros, estarão em discussão.

A direita espera chegar o escript para saber como agir, a ordem por enquanto, é derrubar, da forma mais “democrática” possível, a presidenta Dilma. Sem dar muito na pinta, o velho e surrado golpe nas repúblicas bananeiras.

Leis anti terrorismo tem sido aprovadas, nos mais diversos países, sob inspiração fascista, e ditada por Washington, aos títeres do terceiro mundo. O que acontece com estas leis é que, os EUA, estão a preparar o terreno para governos submissos à sua política, em países de terceiro mundo, com instrumentos que os permita serem mais longevos e estáveis. Não é por outra razão que se preparam legislações sob medida para afastar o povo do centro de decisão, através de reformas eleitorais, inclusive.

Quando um líder da direita assumir um determinado governo, tenha certeza, estas leis serão aplicadas severamente contra o povo, que será, então, tratado como terrorista, por buscar intervir, legitimamente, nos governos do seu país.

O dinheiro busca manter a sua hegemonia sobre a razão. A ALCA, abortada no Brasil e em toda a América Latina, devido à ascensão ao governo brasileiro de LULA, era a impostura seguinte, acalentada pelos donos do mundo. Eles ainda não desistiram e promovem, por todo o globo, diversos tratados de livre comércio, que se colocam, para a soberania dos povos, como algo extremamente danoso. TTIP, TTP, TiSA, estão sobre nossas cabeças neste instante e poucos são, os que se dão conta do que podem representar para cada um de nós.

Pena de morte e redução da maioridade penal, estão na fila para serem implementadas na América Latina e demais países periféricos.

Não queridos, estas ideias não são dos brilhantes parlamentares brasileiros como Bolsonaro, Aécio e demais, eles, apenas cumprem ordens, capachos e lacaios vis que são, do PODER DA METRÓPOLE, eles não passam de CAPITÃES DO MATO, cumprindo ordens para subjugar seu próprio povo, para manter um pequeno status e conseguir roubar uma pequena quantia da farta riqueza que temos.

Manter nosso povo sob jugo da moderna chibata, é a tarefa destes senhores e dos demais de nossa direita apátrida.

As aves de rapina, estão assanhadas sobre nossas cabeças, resta saber que destino daremos a elas. Se estivermos, de verdade, buscando ser um povo autônomo e capaz de buscar o seu próprio destino de forma independente, como, talvez, nunca tenhamos sido por completo, a encruzilhada da história se aproxima perigosamente diante de nossos olhos.

É chegada a hora de separarmos as crianças dos homens, o joio do trigo.

Neste momento grave de nosso país, podemos escolher defender a nossa DEMOCRACIA, nos posicionando de forma clara e indubitável, em defesa do Governo Federal que tem à frente a nossa Presidenta Dilma Vana Roussef, ou, ao contrário, ficarmos de tergiversações mil e argumentações intelectualizadas e vazias, algumas até válidas, sobre as diversas traições do PT ao povo brasileiro que, não sejamos cegos, houveram várias, diga-se de passagem, mas que, nos trarão um único resultado, um retrocesso sem precedentes.

Num futuro, possível, dos desdobramentos da crise política em curso, está uma possível inviabilização do país, através da divisão territorial do mesmo. Através de um fatiamento do nosso território o que  se busca, nada mais, é nosso enfraquecimento no mundo, para tornar inviável um possível enfrentamento do PODER DE WASHINGTON, sozinho ou em composição com os demais países do BRICS, por exemplo.

Não nos enganemos, o BRASIL é um país grande e de treze anos para cá, se inseriu no mundo como o fiel da balança, que pode afiançar um destino melhor para o mundo ao se contrapor à liderança TERRORISTA que os EUA impõem a todos os povos.

Que Deus nos dê força e sabedoria para não nos amedrontarmos e agir com a sabedoria que a situação exige de cada um de nós, buscando a melhor saída para o nosso querido e amado Brasil, mas, não nos esqueçamos dos demais povos que passam pelo mesmo problema que estamos passando neste momento, porque, muito mais que lutar e defender nossos ideais, somos um povo pacífico que, muito além de pensar em si mesmo, é capaz, mesmo nesta hora, de demonstrar solidariedade aos demais que necessitam.

Nossa solidariedade a Cuba, Venezuela, Haiti, Honduras, Paraguai e PALESTINA. Não nos esqueçamos deles ao denunciar ao mundo o que está se passando no Brasil. Bandeiras e cartazes com mensagens a estes povos são bem vindas, porque, sabemos, o mundo não gira ao redor de nossos umbigos.

De pessoas de coragem é do que precisamos agora!!!

F. B. – S. C.