PUNIÇÃO AOS GOLPISTAS: É O QUE EXIGE A DEMOCRACIA NO BRASIL!!!

“E o povo é como – a barca em plenas vagas,

A tirania – é o tremedal das plagas,

O porvir – a amplidão.

Homens! Esta lufada que rebenta

É o furor da mais lôbrega tormenta

– Ruge a revolução.” Castro Alves

 

É muito interessante quando encontramos algo que se encaixa perfeitamente ao que estamos pensando, e ao qual pretendemos nos movimentar, para buscar resolver um problema que observamos.

Estive, por vários dias, a pensar no que faremos com “nossos GOLPISTAS” quando, por fim, derrotarmos esta palhaçada que eles chamam de “impeachment”. O abaixo-assinado mais adiante veio ao encontro daquilo que pensava e queria expressar, recomendo sua leitura e que se assine e divulgue.

Como iremos agir, nos dias seguintes ao derrubarmos as tentativas de GOLPE por que passa nossa jovem Democracia?

Iremos permitir que, os que buscaram conflagrar o nosso povo, sem medir as consequências dos seus atos, permaneçam impunes transitando livremente e pregando novos golpes?

Permitiremos que ocupem as tribunas para continuar a sua doutrina de conflagração, e incitação à GUERRA CIVIL, em nosso país?

GuernicaPabloPicasso3

Continuarão a causar todo tipo de danos à nossa sociedade e nossa economia, buscando um desgaste de tal monta do Governo Federal, visando poderem, num futuro possível, caso suas ações não sejam impedidas, alçarem ao governo de nosso país, por cima dos escombros de nossa economia e da desgraça do nosso povo?

Vencido o GOLPE, não creio que isto seja possível! Não podemos permitir que eles continuem agindo assim. É preciso haver uma punição aos golpistas, sob o risco de inviabilizarem o nosso país com a criação de crises diuturnamente até que consigam atingir seu intento.

Nossa sociedade, mobilizada para DEFENDER NOSSA DEMOCRACIA, deve continuar mobilizada e pressionar, tanto o Congresso, quanto nossa Justiça, para que estas pessoas, que só buscam o PODER, não se importando sobre o que ou quem, precisem passar por cima para alcançarem seus objetivos, sejam punidas de forma exemplar, de acordo com nossa lei, para que jamais isto se repita.

Penso que, no mínimo, OS LÍDERES DO GOLPE, TEM QUE TER SEUS DIREITOS POLÍTICOS CASSADOS!!!

Penso, além disto, que não podemos mais conviver com estas pessoas. Não há mais espaço, para elas, entre nós, e, assim sendo, temos que cassar, não apenas seus direitos políticos, mas a cidadania destas pessoas.

Como tolerar entre nós, indivíduos que demonstram tanto apego ao poder e tanto desamor aos nossos irmãos a ponto de levarem a uma guerra entre si?

Não vejo isto como um cenário possível a um povo que tem vergonha na cara! A punição que vejo como a recomendada a tais criminosos, antes de exagerada, é a única possível, que fará justiça a seus atos, pois, todas as outras, serão mero afago para quem não pensou, um segundo sequer, em tocar fogo em nosso país. É a única que poderá por fim às hostilidades dos coveiros de nossa Democracia.

PatoFiesp1

Como faremos isso?

Este é o debate que se coloca a cada um de nós neste momento, e este blog, humildemente, se coloca como mola propulsora a instrumento tão edificante da cidadania brasileira, que aflora em cada um de nós, em busca de que nossa cidadania seja respeitada por todos e não seja um joguete nas mãos dos facínoras de plantão, disfarçados de cordeiros, mas que não suportam a derrota e mostram total desdém por nossas leis.

Também pudera, que tipo de sentimento eles poderiam nutrir pelo povo brasileiro que, mesmo possuindo eles todo o cabedal de instrumentos que possui, para influir na decisão soberana de nosso povo, e, mesmo assim, este povo os derrota nas urnas?

Com todo o tempo de TV, e apoio escandaloso que a grande mídia lhes devota, todo o poder econômico que os grandes empresários sonegadores e corruptos, lhes “emprestam”, todo o aparato educacional brasileiro, montado para “emburrecer” nossa gente e facilitar a confusão da propaganda. Não, estes GOLPISTAS, nunca, jamais, terão apreço algum pelo povo brasileiro, não querem se misturar.

Desta forma estamos aqui, na linha de frente da Democracia brasileira, junto a muitos outros, e pedimos a você, que está lendo este texto, que participe ativamente neste debate. Dê sua sugestão nos comentários deste blog e nos demais que você prefere e sempre acompanha, mande um vídeo para nós (pedimos limitar em 30 segundos) através do endereço rebeldesilente@gmail.com , envie um e-meio ou participe de outra forma que você encontre e que possa ser mais eficaz.

OGloboeaDemocracia1

Para começar, acredito que todos nós devamos apontar as lideranças deste golpe, que eles tentaram contra nosso país, nossa Democracia e nosso Povo.

Gostaria de identificar, em primeiro lugar, o sr Paulo Skaf, pelas razões que todos sabem, estar à frente de órgão empresarial, FIESP, e arrecadar junto ao caixa 2 destes mesmos empresários, dinheiro para financiar o GOLPE.

Em segundo lugar, os irmãos Marinho, que usam escandalosamente uma concessão pública para tramar o GOLPE, através da promoção de bandidos como Eduardo Cunha, tendo escondido todos os seus mal feitos, para que chegasse à presidência da Câmara de Deputados e, também, com a “cobertura isenta e imparcial” dos protestos, conclamando, absurda e flagrantemente, o povo para as ruas, para protestarem contra a Presidente Dilma e nada ou quase nada mostrando das manifestações a seu favor.

E, em terceiro lugar, o próprio Eduardo Cunha, que, sejamos sinceros, dispensa apresentações.

OGritoEdvardMunch

Adicionem nos comentários, outras pessoas que vocês consideram serem líderes deste GOLPE. Deixem suas sugestões e assinem o abaixo assinado e o divulguem, peçam para todos que você conhece que o assine também.

Grande abraço a todos(as).

 

F.B – S.C.

 

O texto abaixo foi retirado do blog O Cafezinho, agradecemos aos “cafezistas” pela divulgação do mesmo.

 

Abaixo-assinado pede punição aos golpistas e às violências da Lava Jato

no Change.org

Em face da sucessão de fatos que tem mantido a sociedade brasileira em constante transe, instigando ódios que conduzem a um iminente risco de confronto social, e isso em íntima relação com os rumos que o juiz Sérgio Moro tem dado à operação Lava jato, e considerando ainda:

1. Que a Lava Jato, para chegar aos seus objetivos políticos, fez da delação premiada a sua regra, convertendo as penas de 13 grandes corruptos, de um total de 283 anos de prisãopara menos de 7, o que revigorou a impunidade e deu novo incentivo à corrupção.

2. Que já desde 2014, a Lava Jato vem sendo questionada por seus métodos, e o próprio Ministério Público Federal (MPF) denunciou suas práticas – prisões temporárias prolongadas, privação de banhos de sol, e de contatos com advogados – como “violações de direitos humanos”.

3. Que a  Lava Jato abdicou de seu objetivo jurídico ao buscar fins políticos atropelando e pondo em risco as bases do estado de direito, as garantias e direitos fundamentais duramente conquistados pela sociedade brasileira;

4. Que a Lava Jato, para alcançar esses fins políticos, conduziu um “ex-presidente da República debaixo de vara”, como disse o ministro do STF Marco Aurélio de Mello, desprezando todas as garantias individuais asseguradas pelo Estado de Direito, base da Constituição brasileira.

5. Que a Lava Jato instigando ódios, em grande medida nascidos do segundo turno das eleições de 2014, tem posto em risco a harmonia social, fundamento da sociedade brasileira segundo o Preâmbulo da constituição federal.

6. Que a Lava Jato manteve por dois anos as investigações contra o ex-Presidente Lula e a presidente Dilma sem deparar qualquer prova de corrupção e, diante desse resultado, ao invés de conter-se, insistiu na punição extra judicial de ambos, pelo assédio moral, ao fazer a condução forçada de Lula para depoimento, e pela violação da intimidade, ao divulgar gravações de conversas privadas da Presidente, sem nenhum respaldo legal.

7. Que a Lava Jato articulou-se, há muito tempo, com a mídia para o vazamento sistemático de informações sigilosas, atropelando a Constituição, as leis ordinárias, e a normalidade democrática do país, e se constituindo num dos centros de articulação das manobras golpistas.

Viemos, como População Democrática do Brasil, a base do poder constituinte propriamente dito,  diante deste Superior Tribunal Federal, órgão máximo de garantia e resguardo da Constituição e, portanto, do Estado de Direito e da Democracia no país, exigir que:

1)  Abram-se imediatamente as investigações contra todos aqueles que, continua e sistematicamente, vêm atentando contra as instituições da justiça, a paz social, o estado de direito e à democracia. Que sua punição, baseada estritamente na lei, sirva, agora e no futuro, para dissuadir os conspiradores e golpistas que, derrotados nas urnas, busquem violar a democracia para chegar ao poder.

2)  Que se dê à Lava Jato um novo rumo, dissociado de objetivos políticos que são totalmente discordantes de seus fins institucionais, que são os de investigar e punir os graves desvios e os esquemas de corrupção que produzem enormes prejuízos ao país.

3)  Que os “vazamentos” da Lava Jato, fator que mais sistematicamente tem induzido ao ódio e à confusão na sociedade brasileira nos últimos meses, e que mantém a sociedade em permanente sobressalto, sejam investigados, seus autores identificados e punidos conforme as leis vigentes.

Considerações adicionais:  

A OPERAÇÃO LAVA JATO, tendo iniciado como ação pública urgente e necessária ao combate à corrupção endêmica no país, extrapolou todos os limites da legalidade e passou a se dirigir contra as bases do Estado. Ao invés de servir ao fortalecimento do ESTADO DE DIREITO e ao amadurecimento da DEMOCRACIA no Brasil, inverteu seus fins ao desvirtuar a lógica jurídica em nome de objetivos políticos.

Sequer se deteve diante do risco de acender um confronto social de larga escala, inflamando os ódios nascidos no segundo turno da eleição presidencial em 2014. O juiz Sérgio Moro, através de vazamentos planejados e seletivos, tem apostado sistematicamente no confronto social, jogando na cisão do Brasil precisamente quando o mundo assiste horrorizado à tragédia da Síria, arrasada pela guerra civil, e reduzida a montes de escombros e de cadáveres.

Já desde 2014, se dirigem questionamentos à Lava Jato, e o próprio MPF denunciou “violações de direitos humanos – prisões temporárias prolongadas”, privação de banho de sol e de contato com advogados, “com o objetivo de obter delações premiadas”. Ao violar direitos humanos, a Lava Jato desrespeitou direitos fundamentais e garantias constitucionais.

O dia 04 de março de 2016, porém, é quando a Operação entra propriamente no domínio aberto do terror. E isso já se revela pelo nome dado à operação, Aletheia,  termo tirado do vocabulário do filósofo nazista Martin Heidegger, duramente punido na Alemanha do pós-guerra por seu envolvimento com o regime de Hitler.

De 04 de março a 1º de abril, em menos de 30 dias, foram quatro fases da operação (24ª fase, 25ª fase, 26ª fase e 27ª fase), a maior concentração desde o seu início há dois anos e o maior número de abusos à Constituição. Trata-se de um ensaio geral para substituir o estado de direito pelo estado policial.

Os fatos das últimas quatro semanas estão por demais presentes, o que nos dispensa de descer aos detalhes: em resumo, tivemos a condução coercitiva de Lula no dia 04, em total desrespeito à legislação e à Constituição; a divulgação de escutas no dia 16, sem nenhum amparo legal, expondo e violando a privacidade e a intimidade da presidente da República, e o uso indevido do aparelho judicial para encobrir no dia 01 de abril, com a 27ª fase da Lava Jato, o efeito das manifestações que levaram centenas de milhares às ruas no dia 31 de março.

Entre os primeiros a expressar pasmo diante da ousadia da escalada terrorista da Lava Jato, o ministro Marco Aurélio de Mello denunciou  o atentado contra os direitos e garantias fundamentais, e a passagem ao domínio da violência direta e nua – a condução “debaixo de vara”. Vara que, nas periferias e no campo, se chama bala. E cujo desdobramento político, foi verbalizado no dia 13 pelo deputado fascista Jair Bolsonaro ao recomendar fuzis contra os Sem Terras. Essa é a finalidade efetiva da Lava Jato, desde que se desviou de seus autênticos objetivos, a guerra de extermínio contra os movimentos sociais, a eliminação dos direitos da diversidade e a liquidação de qualquer alternativa aos projetos políticos das oligarquias.  Sua meta é que, ao invés de superarmos o estado policial que prevalece no campo e nas periferias, seja ele estendido sobre todo o corpo social.

Um imenso erro de cálculo, porém, foi cometido pelos juízes e procuradores ao imaginarem que, intimidada com os superpoderes que concederam a si mesmos, a sociedade permaneceria apática e passiva. Ao contrário disso, a partir do dia 04, ela ergueu-se em estado de insurgência.

Compreendeu-se imediatamente que o ataque a Lula visava destruir um símbolo das mudanças sociais que, embora limitadas, representam a grande novidade num país de cinco séculos de desigualdades extremas. Nesse estado de rebelião pela defesa da democracia, milhões foram às ruas e centenas de manifestos foram assinados. Mas a defesa da democracia só se torna efetiva quando pune os que conspiram contra ela e trabalham para destruí-la.

Entendemos que os promotores do golpe são as grandes forças econômicas do país, que fazem uso de setores abastados e da parte robotizada da classe média como massas de manobra, para darem continuidade à um modelo de sociedade que, até pouco tempo atrás, era conhecida como “a mais desigual do mundo”.  Esses grupos, que não aceitam repartir, seja no uso social dos recursos públicos, seja o espaço nas universidades ou nos aeroportos, são os que, no dia 13 de março, prostraram-se de joelhos no asfalto da Avenida Paulista em adoração à pirâmide verde e amarela da FIESP, o grande fetiche do poder econômico.

A Lava Jato se tornou hoje o nome do conluio entre setores do judiciário, da mídia e dos grandes interesses econômicos do país contra a democracia, a Constituição e as conquistas sociais da população brasileira. Na luta insana pela tomada do poder, não consideram os riscos a que expõem o conjunto das instituições, a sociedade e as vidas dos seus membros. Enormes são as ameaças de regressão a um estado autoritário e de exceção, que é o fim visado por uma elite em pânico diante dos avanços sociais e da busca de uma sociedade mais justa e harmoniosa.

População Democrática do Brasil

Clique aqui para assinar

Anúncios

25 opiniões sobre “PUNIÇÃO AOS GOLPISTAS: É O QUE EXIGE A DEMOCRACIA NO BRASIL!!!”

  1. Oi, parabéns pelo blog!
    Também tenho pensado muito nisso. Conclusão óbvia: temos que enquadrar a rede gloebbels. Mas aí começam os problemas. Porque ela é dona da subjetividade brasileira. Este é um debate que quase nunca é feito. A coisa mais necessária no Brasil é mudar a estrutura da mídia, regulamentá-la, fazendo com que possamos sair, de fato, da ditadura. Vamos agir como se estivéssemos em uma democracia madura? Não dá! Eles formaram nosso povo, mesmo os da esquerda!! Tem que entender isso, a profundidade da coisa. Não vamos nos iludir muito, se fosse SÓ uma questão de medidas governamentais… O povo gosta da platinada, infelizmente. O problema é o gosto, o vício, sei lá. Pode não gostar até de sua cobertura jornalística, mas gosta dos programas, e é isso que forma suas mentes, seus hábitos culturais, sua noção de mundo. Não tem jeito de negar isso, e daí, naturalmente, vem a influência na política, porque é o domínio da subjetividade que dá poder a eles. Se ninguém gostasse, significaria que já teríamos evoluído, certo?

    Curtir

    1. Concordo plenamente com suas colocações Cibele, mas o fato é que a Globo não pode mais continuar a existir, ponto final. Sua concessão tem que ser cassada para o bem de nosso país e da nossa Democracia. Como vamos fazer isto? Esta é a discussão agora e está aberta a todos oferecerem suas sugestões. Elementos para executá-la temos em demasia, não faltam elementos que sustentem nossas intenções, a Globo tem que ser cassada! Obrigado pelo comentário, grande abraço.

      Curtir

      1. Sim, tem mesmo! Mas, ouvindo as recentes falas de Lula, por exemplo, sei lá, ele diz que só quer um pedido de desculpas e que devemos regulamentar os meios de comunicação… Isso seria ótimo, mas era pra ontem, ou anteontem! Atualmente, todos os limites foram ultrapassados, e as medidas teriam que ser mais drásticas. Até porque, a suposta rede de televisão não aceitaria ser minimamente contrariada, e faria uma guerra por qualquer regulamentação que lhe fosse imposta por lei. Enquanto a globo existir, o país não terá paz, nem educação melhor, nem coisa alguma, está provado para quem quiser ver. Como o leitor Valério disse, se esse golpe fracassar, virá outro em seguida. Já deve estar até pronto! Abração.

        Curtido por 1 pessoa

        1. Por isto Cibele, a importância do texto que escrevi, sem meias palavras, não há como conviver com pessoas que, por quererem um atalho para o poder de que foi privado pelo povo brasileiro, através do voto, possa provocar uma guerra civil, muito além dos enormes prejuízos que estão a provocar na economia do nosso país. Não há como compor com gente assim, mas tem muito covarde por aí que acredita que, para pacificar o país e acalmar os ânimos, é possível fazer “acordos” com essa gente, eu discordo frontalmente, pois, amanhã, irão tocar fogo no país novamente. Abraço.

          Curtir

  2. Elles não sobrevivem mais 6 anos longe dos cofres públicos.Perderam São Paulo,capital,perderam Minas gerais.Podem perder são Paulo,Estado. Por isso eles estão jogando tudo no golpe. E se esse golpe não passar,elles juntamente com o PIG-empresários-judiciário-EUA já estarão com outro no mesmo dia. É a sua sobrevivência que está em jogo. E para manterem seus privilégio$$$$$$$$$$$ e maracutaia$$$$$$,são capazes de tudo. O principal cabeça desse golpe foi Aécio em conluio com o PIG e os privateiros.

    Curtir

  3. Caros leitores deste, eu tenho medo. Não um medo sobre ter o impeachment, mas um medo sobre as opiniões. Hoje estamos tão preocupados com o fato de ser um golpe ou não ser, de punir, de prender. Mas o meu medo é sobre o que vem depois disso. Vejo pessoas nervosas, com ódio, algumas dizendo que vão a luta, outras pregando uma falsa paz, mas o que vem depois disso.
    O que vai acontecer com quem é contra o governo – falo da população – se não houver o impeachment, e o que vai acontecer com quem é a favor do governo caso haja o impeachment.
    Enquanto isso, o que acontece com os outros problemas.
    Estados e municípios sem dinheiro para pagar os servidores, hospitais abandonados, escolas fechadas. Por que simplismente não paramos de ver o que está tão longe e começamos a enxergar o que está ao nosso lado.
    Por que não vamos fazer manisfestações e dizer NÃO AS OLIMPÍADAS, NÃO AO CARNAVAL, NÃO AOS GASTOS ABSURDOS DOS GOVERNOS, vamos as ruas apoiar aos hospitais, já que os governantes não estão preocupados com isso, pois todos os olhos estão se vai ter golpe ou não, nós vamos salvar os hospitais. Aonde estão os artistas, cantores, personalidades, para fazerem shows beneficientes em favor dos hospitais, das escolas, dos desabrigados por calamidades, pelo apoio aos drogados….
    Por que só aparecem para defenderem a democracia, seja de qual lado for…
    Vamos defender o povo, o necessitado, e nas urnas, nas eleições, a gente se vinga desses politicos….
    Eu continuo tendo medo, por que não sei onde isso vai chegar, só não vejo nenhuma luz nisso.

    Curtir

    1. Está aí, Paulo, seu comentário. Nem si ao certo como responder a ele, talvez seja melhor saber se é sério mesmo isto que você escreveu, você pensa mesmo assim? Sem me aprofundar muito, lhe pergunto, que direito tem quem quer que seja, de impedir uma tradição nacional que é o carnaval? Será que, não gostar de um evento nos dá direito de, simplesmente, buscar a sua extinção? Pense na quantidade de pessoas que vivem uma vida amortecida pela dureza e encontram este momento de extravasar e deixar a alegria tomar conta de si? É ilusão, claro que sim, mas que direito temos de dizer aos demais de que tem que encarar a amargura da vida que cada um leva com resignação e sem a fantasia, mesmo que momentânea? Quanto às Olimpíadas prefiro nem comentar. Mas veja, creio que não existe contradição nas pessoas que estão buscando preservar o ESTADO DE DIREITO NO BRASIL, colocando-se contra o GOLPE que se promove, pela rapinagem das pessoas de “BENS” que, somente buscam aumentar o seu patrimônio, em detrimento das pessoas que nada tem. A verdadeira Democracia, permite-nos defender todos os hospitais de que você fala e, quando ela não existe em sua plenitude, o que se tem são os quadrilheiros se apossando do dinheiro público no Brasil, vide o escândalo dos SANGUESSUGAS, LADRÕES DE MERENDA DE CRIANÇAS, que são acobertados por uma MÍDIA CRIMINOSA E LESA-PÁTRIA. No fundo, companheiro, estamos do mesmo lado, mas temos pensamento de prioridades diferentes, só isto. Impedir que os criminosos que estão respondendo a inquéritos no STF se apossem do governo de nosso país, é a questão principal para as pessoas que se definem HUMANISTAS, muito mais que ao grupo que se define “esquerdista”, entende? Grande abraço.

      Curtir

  4. Golpe nada, impeachment é assegurado por lei. Tiramos o Collor assim, por menos que a sua presidente fez. Em breve ela cairá e seu vice também e o seu papel de DESINFORMANTE não será mais necessário.

    Curtir

        1. O problema da Democracia brasileira é que a minoria mais rica do país multiplica os seus parcos votos, financiando a campanha da maioria dos políticos e,estes, com o dinheiro daqueles fazem uma campanha milionária, convencendo o povão, a classe trabalhadora, os mais pobres e ignorantes a votar nos representantes dos mais abastados, os quais, quando eleitos viram as costas para aqueles que os elegeram e vão defender os interesses de quem financiou suas campanhas eleitorais!!

          Então o regime de governo verdadeiro é o governo dos ricos e não o governo do Povo!! O nome correto para isto é plutocracia, o que ocorre tanto aqui, quanto nos Estados Unidos e na maioria dos países do mundo.Essa história de democracia é apenas um sonho que queremos atingir, do qual ainda estamos muito distantes e temos um caminho longo a percorrer, uma luta terrível para desenvolver, porque os verdadeiros e históricos donos do poder jamais vão largar o osso sem oferecer uma brutal resistência.

          (*) Heitor Reis é engenheiro civil pela UFMG e Gestor em Direitos Humanos pela SEDH da PR.

          Curtir

  5. Eu sugiro que toda a verba de comunicação do governo federal que vai para anúncios nos meios privados seja cortada. Mesmo que sejam canais “a favor do governo”. Toda mesmo. Mais do que nunca, acima de tudo, não podemos sustentar canalhas golpistas. Os anúncios dos projetos do governo federal deve ser feitos nos canais de tv estatal. Difundir melhor esses canais na tv, no rádio e principalmente na internet. Verba zero para golpistas sanguessugas. Quero lutar por isso. Obrigado.

    Curtir

    1. Obrigado Marcelo, pela contribuição, devo dizer que concordo, em parte, com suas considerações. No que toca a possibilidade dos blog’s e canais alternativos, tenho que discordar, pois se não tivermos canais alternativos onde você pode encontrar opiniões dissonantes da mídia hegemônica, todos os esforços empenhados serão de resultado tímido. Abraço.

      Curtir

      1. Compreendo o seu lado. Talvez eu tenha sido muito radical na minha proposta. Mas eu fico inconformado com o montante de verba dispendida para esses meios de comunicação golpistas e sanguessugas. Com tantos “blogs sujos”, canais alternativos que nos trazem mais transparência nas notícias, o governo só olha para os mesmos de sempre. Isso tem que mudar. E vocês que trabalham duro na internet tem que cobrar esse investimento do governo federal também. Unidos somos mais fortes. Viva a democracia!

        Curtir

  6. O nome desse processo de impeachment, é AVACALHAÇÃO. Desrespeito à Constituição, ao Estado de Direito e ao Povo Brasileiro. Foi o que provou na câmara(?), o Ministro José Eduardo Cardozo. E toda essa bagunça e esculacho ao Pais, feitos com dinheiro publico. Que esses Deputados sintam vergonha desse papel que o Cunha lhes convida a representar diante da Nação enojada.

    Curtir

  7. Meus amigos estas mazelas de nosso país vem com as alterações feita pelo exército em 64, do qual tenho impressão que pouquíssimas pessoas sabem, alteração total no código penal, promovendo assim a injustiça e imunidade parlamentar, a LDB, que regulamenta toda edução do maternel ao doutorado, tornando nossa educação a pior do mundo, um código tributário qie veio aumentando desde 64 e hj pagamos em média 50% de impostos a mais fo que qualquer lugar do mundo e por fim no entregaram uma resolução do CONAMA,que garantiu a e vazão dos recursos naturais praticamente de graça quando n sai de graça. Então nobre amigos enquanto o povo, o verdadeiro povo brasileiro, pq coxinhas nunca irão exigir isso, um novo código penal qie realmente se faça justiça, uma nova LDB, que garanta educação de qualidade( primeiro mundo)para toda população, um novo código tributário, para o povo ter sussego uma vez na vida, e todo mundo ter condições de subir na vida e uma nova resolução do CONAMA PARA QUE DEPOIS DE 1500 ANOS O BRASIL POSSA FINALMENTE USUFRUIR DE NOSSA RIQUEZAS NATURAIS.

    Curtir

  8. Aprovar novas leis podem resolver por pouco tempo, cadeados não blindam a imoralidade de ninguém. Os políticos foram eleitos e refletem a sociedade, há um consenso em que, a longo prazo, só a educação resolve esses imensos problemas. Foi o que Lula fez, dando oportunidade para o povo frequentar as escolas. Minha sopa de pedras é bem mais demorada para ficar pronta. Abc.

    Curtir

  9. Não entendi essa frase? “Vencido o GOLPE, não creio que isto seja possível!” Pareceu-me que vencer o golpe é impossível. Acredito que a frase correto deveria ser uma afirmação. “Vencido o GOLPE, tornaremos possível!!” —> democraticamente obter a punição dos culpados.

    Curtir

    1. Obrigado Sue, a interpretação é esta: Assim que vencermos o golpe, não acredito que isto seja possível. E o que não acredito que seja possível é a convivência “normal” com as pessoas que estão a tocar fogo no país levando-nos a uma possível GUERRA CIVIL. Acredito que eles não podem ficar impunes.

      Curtir

  10. Eu penso q uma moratoria obrigatória no pre-sal de 15 anos no mínimo, não se muda as regras e findo o período escolhido, seja rediscutido o assunto pela população e referendado.
    Uma debandada do Congresso, td mundo de volta as bases, por uns 6 meses sem direito as mordomias. Eles podem votar por computador e fazer reuniões via Skype. Enquanto isso lançar uma reforma política, onde se escolheriam pessoas sem vinculo politico, em ate 3º grau para acabar de vez com as mordomias, foro privilegiado, aposentadoria, limite de termos servidos, etc.
    Reforma no Judiciário (opinião de juiz é juízo dado, juiz não pode ter opinião PUBLICA), nao podemos nos dar ao luxo de um Mendes da vida ou um Moro, de uma paroquia periférica, sequestrarem o pais.
    Reforma no Executivo com uma diminuição de partidos por darem aos partidos a responsabilidade de se manterem por si so. Se não tem caixa, que pereçam. Um contrato social dos partidos de base, onde projetos seriam definidos nas bases eleitorais e postados como prioridade para o governo central cumprir e, se fugirem ao contrato com o povo, como o golpe do…qual o nome dele? o VP? esse mesmo, o abajur, que percam seu direitos eleitorais por 12 anos. Seria a eleição do projeto de governo, independente de quem quer ser presidente. Q se estenda a duração do mandato para ate 10 anos, sendo q durante as eleições locais, a cada biênio, seja referendado SEM campanha, o mantimento do mandatário e se não conseguir maioria, abre-se assim uma nova eleição.
    E perca de foro privilegiado para tds, menos os chefes dos 3 poderes no nível nacional.
    Essa eh minha receita de uma sopa de pedras…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s